Gerência de Projetos

Ξ Deixe um comentário

Gestão por competências, o desafio

publicado por Roberto Carvalho

Bom dia à todos

Novamente, compartilhando algumas situações vividas no mundo real. (Tem sido muito gratificante por sinal!)

Imagine uma corporação aonde faz-se necessária uma grande mexida: Estrutura, custos, políticas, estratégias, infraestrutura, e é claro, pessoas. Difícil encontrar o ponto de partida, encontrar por onde começar, o que fazer primeiro e o que deixar pra depois. De qualquer forma, acredito que todo o processo de mudança passa sempre pelas pessoas, e é ai justamente aonde mora o maior desafio. Alocar recursos profissionais segundo suas características mais marcantes e positivas é o que me parece ser o mais lógico, o mais óbvio. Entretanto, sobra o outro lado, aquele que você gostaria de não ter por perto. Quando estamos em um negócio ou em um ambiente aonde a oferta de mão de obra qualificada é escassa, esta dificuldade torna-se ainda maior. Buscar o alinhamento interno é complexo, seja pelo fato de haver uma mudança grande em andamento, seja em concatenar o entendimento e engajamento de todos, em um nível próximo do grupo.

Temos ainda a tal da geração “Y”, que perdoem-me, em muitas circunstâncias são, em meu entendimento, totalmente dispensáveis, quando não indesejáveis. Mas ai cabe de novo a questão das competências, uma vez que também ela tem os seus méritos (e que não são poucos). Mas, a habilidade de trabalhar em conjunto, de agregar valor à cadeia e de ter esta visão é o que me parece ser um diferencial nos dias de hoje. Conversando com um grande amigo, hoje consultor de empresas, compartilhamos esta questão e todas as dificuldades “não percebíveis” que isto trás à Empresa. Resultados imediatos são geralmente exigidos, e normalmente pouco controlados. Há uma obsessão pelo fim, mas pouco se vê de energia empregada “no meio”, nos processos.

TI muitas vezes cumpre um papel fundamental nesta questão, mas, novamente, ela por si só não resolve este problema, porque – obviamente – sistemas são operados por pessoas, e ai o ciclo dá a sua volta.

Enfim, esta dificuldade torna-se um desafio interessante na gestão moderna. Uma pena que não temos nas universidades a preocupação de se preparar efetivamente os profissionais do futuro para a vida como ela é. De certa forma, parece-me à seleção brasileira de futebol: Muitas estrelas, sem sem nenhuma constelação formada!

Obrigado pela leitura!

@carva45

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Profissional de desenvolvimento humano. Atua com Coaching, mediação de grupos e de suas dinâmicas. Analista de perfil comportamental, com larga experiência no mercado corporativo. Co-autor do livro "Condicionados para o sucesso - Mudando Paradigmas"

Roberto Carvalho

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.