Desenvolvimento

Ξ 1 comentário

SCRUM no método “conta-gotas”

publicado por Flávio Steffens

SCRUM no método "conta-gotas"Não existe dúvida que a implantação de qualquer metodologia (ou prática ou padrão) requer um pré-requisito principal para funcionar: o apoio da direção.

De nada adianta nossa boa vontade, nossa motivação, iniciativa e conhecimento técnico se os maiores patrocinadores da mudança não demonstrarem pelo menos metade disso.

Por isso, vou listar aqui algumas idéias para você implantar alguns conceitos de agile e SCRUM aos pouquinhos. De forma que, em pouco tempo, a implantação completa seja só um pequeno passo.

Observação importante: essa é a minha opinião 

Vamos lá

1) DAILY MEETINGS. Nada mais simples do que isso. Reuna a sua equipe diariamente e comece a fazer as três famosas perguntas: “O que você fez ontem? O que fará hoje – ou o que pretende fazer para amanhã ? Quais seus impedimentos?”. Essa é uma poderosa forma de maximizar a comunicação da sua equipe! E tem como bonus, a vantagem de que pelo menos uma vez por dia TODOS irão estar reunidos em um horário certo.

2) SPRINTS. Tente criar o conceito de sprints, mesmo sem seus chefes saberem. Defina “deadlines” a cada 2 semanas ou 1 mês e mantenha fixo.

3) PRODUCT BACKLOG. Defina o seu primeiro product backlog. Tente levantar as funcionalidades que precisam ser feitas, priorize e discuta cada uma, criando estimativas e definições de finalizado.

4) CRIE UM TASKBOARD. Um simples local onde você tem as suas tarefas em “todo”, “doing” e “done” já é um bom começo para ter o seu termômetro do status do projeto. Agregue valor com o tempo (stories, burndown, impedimentos, tarefas não planejadas, etc).

5) RETROSPECTIVAS. Ao final de um sprint, use o taskboard como repositório e faça uma retrospectiva com sua equipe. Veja o que foi bom, o que poderia ser melhorado e no que vocês irão focar para melhorar. Detalhe: faça dessa reunião algo bem informal, compre uns salgadinhos e refrigerantes.

E lembre-se, você pode implantar o SCRUM na sua empresa de duas maneiras: pelo jeito “bottom-up” ou pelo jeito “top-down”. Bottom-up seria você começando diretamente com a sua equipe e com isso mostrando ao seu chefe os resultados das práticas ágeis. Top-down é o inverso, ou seja, você vende a idéia para o seu chefe e depois tenta vender para sua equipe.

Ambas são eficientes, e dependem do seu ambiente de trabalho. Tenha isso em mente, quando for pôr em prática estas cinco preciosas práticas que eu deixo aqui 

São as minhas cinco dicas para quem quiser tentar colocar um pouco de agilidade em seu ambiente  Se você tem outras dicas, poste aí nos comentários!

[Crédito da Imagem: Scrum – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Flávio Steffens de Castro é empreendedor na Woompa (www.woompa.com.br), criador do crowdfunding Bicharia (www.bicharia.com.br) e gerente de projetos desde 2006. Trabalha com métodos ágeis de gerenciamento de projetos desde 2007, sendo CSM e autor do blog Agileway (www.agileway.com.br).

Flávio Steffens

Comentários

1 Comment

  • Gostei bastante da tua abordagem, Flávio! Confesso que eu tenho um “pé atrás” quando a iniciativa parte do time executivo de forma unilateral. Geralmente (não sempre) essa galera está antenada nas metodologias tops do mercado e não sabe exatamente o que tem que fazer lá na essência. Querer implantar a metodologia não é o suficiente. Tem muito time executivo que quer implantar SCRUM, mas não vê sentido no tanto de cerimônias do framework. O mesmo vale pro empoderamento dos times. Até sem querer o time executivo sabota a implantação. Da mesma forma que é muito difícil para o time executivo “largar o osso da gestão”, é muito complicado para um time “acordar ágil”. Acredito mais na abordagem que surge dentro dos times, aos poucos, adotando algumas práticas e mostrando pro time executivo que estão alcançando, aos poucos, maturidade suficiente para, um dia, adotarem a coisa toda.

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.