Banco de Dados

Ξ Deixe um comentário

SQL Server – Garantindo a unicidade do campo: Constraint ou índice?

publicado por Paulo Planez

Figura - SQL Server - Garantindo a unicidade do campo: Constraint ou índice?Uma característica de qualquer banco de dados é a existência de dados que não podem duplicar. Geralmente estes dados identificam algo como o CPF para identificar uma pessoa ou o CNPJ para identificar uma empresa ou o número de série para identificar um produto e assim por diante.

Porém, quando se fala em banco de dados, qual a melhor maneira de implementar esta necessidade?

Antigamente, nos tempos do COBOL, era necessário fazer uma varredura no arquivo de dados para verificar se um determinado código já existia. Com os RDBMS’s, isso ficou mais fácil.

Ao criar uma tabela, o analista pode especificar a unicidade do campo. O Próprio sistema já irá garantir a unicidade.

As duas maneiras de fazer isso é através da criação de uma constraint única ou através da criação de um índice e, por conta destas duas opções, sempre volta a pergunta: Qual das duas é melhor em termos de desempenho do banco de dados.

vamos demonstrar de forma objetiva qual a vantagem das duas técnicas, para isso vamos criar uma tabela conforme abaixo:

Create table PlzTeste
(PlzTesteID   int          identity(1,1) not null
,CodigoUnico  varchar(6)                 not null
,DataInclusao datetime                   not null
,Constraint PlzTeste_PK primary key (PlzTesteID));

Agora vamos inserir um volume mínimo de dados para que os Índices ou Constraints façam algum efeito nos testes, conforme script abaixo:

ATENÇÃO: Este processo levou cerca de 15 minutos, gerou 1.000.000 registros que ocuparam 30 MB

Declare @Nivel1 TinyInt = 0;
Declare @Nivel2 TinyInt = 0;
Declare @Nivel3 TinyInt = 0;
Declare @Nivel4 TinyInt = 0;
Declare @Nivel5 TinyInt = 0;
Declare @Nivel6 TinyInt = 0;
Declare @Padrao TinyInt = 9;
 
WHILE @Nivel1 <= @Padrao
BEGIN
   WHILE @Nivel2 <= @Padrao
   BEGIN
      WHILE @Nivel3 <= @Padrao
      BEGIN
         WHILE @Nivel4 <= @Padrao
         BEGIN
            WHILE @Nivel5 <= @Padrao
            BEGIN
               WHILE @Nivel6 <= @Padrao
               BEGIN
                  INSERT INTO PlzTeste VALUES 
                     (Cast(@Nivel1 AS CHAR(1))+Cast(@Nivel2 AS CHAR(1))+
                      Cast(@Nivel3 AS CHAR(1))+Cast(@Nivel4 AS CHAR(1))+
                      Cast(@Nivel5 AS CHAR(1))+Cast(@Nivel6 AS CHAR(1))
                     ,GetDate());
                  set @Nivel6 = @Nivel6 + 1;
               END;
               set @Nivel6 = 0;
               set @Nivel5 = @Nivel5 + 1;
            END;
            set @Nivel5 = 0;
            set @Nivel4 = @Nivel4 + 1;
         END;
         set @Nivel4 = 0;
         set @Nivel3 = @Nivel3 + 1;
      END;
      set @Nivel3 = 0;
      set @Nivel2 = @Nivel2 + 1;
   END;
   set @Nivel2 = 0;
   set @Nivel1 = @Nivel1 + 1;
END;

Carregada a base de dados, vamos fazer uma consulta para que possamos estabelecer um parâmetro e ser utilizado para comparação:

select count(*) 
  from PlzTeste
 where codigounico = '486451';

Observe o plano de acesso sem o Índice e sem a Constraint é:

Plano de acesso sem índice ou constraint

Agora vamos criar a constraint única e ver o novo plano de execução:

alter table PlzTeste add constraint PlzTeste_UK unique (CodigoUnico);

Agora veja o plano de acesso com a Constraint:

Plano de acesso usando constraint

Agora vamos eliminar a Constraint e criar o Índice único:

alter table PlzTeste drop constraint PlzTeste_UK;
create unique index PlzTestes_U01 on PlzTeste (CodigoUnico);

Vejamos como fica o plano de acesso com o índice único:

Plano de acesso usando índice

Comparação entre Constraint e Índice

Observe que os planos de acessos para o acesso feito através do índice e através da Constraint são exatamente os mesmos, não houve variação nos custos (especialmente no custo de I/O) do acesso.

Portanto, criando um Índice ou criando uma Constraint o desempenho do acesso será o mesmo.

Porém, a utilização do Índice possui alguns benefícios quando aplicados em situações específicas, mas isto será explicado em outro artigo.

[Crédito da Imagem: Unicidade do Campo – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Graduado em administração com especialização em Finanças, atua desde 1990 com sistemas de informação, em sua maioria focado em sistemas de gestão financeira. ♪ Atuou com sistemas de informação proprietários dos mais variados como Sistemas de gestão de Grãos, Sistemas de controle financeiro para transações eletrônicas e, no segmento de governo, com Sistemas Financeiros e de Sanidade Animal e Vegetal e com sistemas para processamento de Malha Fiscal. ♪ Atua por mais de 15 anos com sistemas de gestão (ERP) cobrindo ciclos operacionais como "Quote to Cash" e "Purchase to Pay" utilizando software da Oracle Corporation (Oracle EBS) em empresas como Globo, Motorola, Alcoa e Dell. ♪ Possui como linha de estudo e pesquisa a economicidade dos sistemas de informação, de modo a extrair destes o máximo de benefícios com o mínimo de recursos.♪ Contato: paulo.planez@gmail.com

Paulo Planez

Comentários

You must be logged in to post a comment.

botão emergência ransomware (1)

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.