Carreira

Ξ Deixe um comentário

O poder do feedback

publicado por Vinicius Ribeiro

FIgura - O poder do feedbackVocê já parou para pensar que seu funcionário pode ter diversas dúvidas no seu dia-a-dia? E que você é a única pessoa que pode lhe auxiliar com essas informações. Quem de nós nunca fizemos essas perguntas para nós mesmos, e ficamos procurando a resposta sem nunca as alcançar sem ajuda de nossos superiores.

Como está meu desempenho?

Como está meu comportamento?

Como posso utilizar melhor meu tempo?

Como minhas qualidades podem agregar mais valor à empresa?

Onde preciso mudar?

Onde posso chegar?

Quais especialidades preciso me aprofundar?

O feedback ajuda as pessoas a encontrar respostas para essas perguntas vitais.

O feedback é a mais simples e poderosa ferramenta de gestão que temos à nossa disposição. Ele funciona como um guia para ajudar o profissional a saber como está seu desempenho, também pode ser muito motivador e tem muito envolvimento com a sua satisfação e produtividade. As pessoas gostam de se sentir envolvidos e reconhecidas em suas empresas.

O feedback é a informação que todos nós precisamos para sermos mais eficazes no trabalho. Na verdade, os líderes precisam reconhecer o poder do feedback, e saber o quanto isso pode tornar seu time mais eficiente e engajado. Com essa prática pode-se evitar o famoso “papo de corredor”, que na maioria dos casos têm pouco valor, são injustos e improdutivos, produzem ansiedade e diminui a autoestima do funcionário.

As pessoas precisam saber que estão evoluindo rumo aos objetivos traçados pela empresa ou que precisam melhorar e como melhorar. A motivação para executar a tarefa aumenta quando se perseguem objetivos desafiadores e quando se recebe feedback sobre o andamento.

Objetivos sem feedback ou feedback sem objetivos produzem pouco efeito sobre a disposição das pessoas para dar o “algo mais” ou motivação a tarefa.

Sem feedback não há aprendizado, o feedback é a única maneira das pessoas saberem se estão indo de encontro ao que se é esperado delas.

Dicas para um melhor feedback:

  • Esteja bem emocionalmente:
    Nunca dê um feedback quando estiver mal-humorado, estressado ou nervoso, provavelmente você vai acabar falando algo que não deve ou reagindo inadequadamente em relação a algo que será dito para você. Lembre-se, você é um líder.
  • Escolha um local adequado:
    Ninguém gosta de receber um feedback negativo na frente dos colegas de trabalho, em algumas ocasiões isso será inevitável, mas deve ser a última alternativa, chame o funcionário numa sala de reunião.
  • Foque no erro, não na pessoa:
    Na maioria dos casos você cria uma barreira imediata quando critica a pessoa, ao invés disso, concentre-se na ação que você quer mudar. Foque no desempenho dele, passe que o problema não é a pessoa e sim o comportamento ou a forma de agir.
  • Direito de resposta:
    Após ter dito à pessoa que as ações específicas foram inapropriadas, e porquê, pare de falar. Dê a outra pessoa a chance de responder ou de refutar o seu ponto de vista. Ouça a versão contada pelo outro lado, isso é chamado de avaliação 180 graus, onde avaliador e avaliado discutem sobre o assunto com clareza e transparência.
  • Seja objetivo, vá direto ao ponto:
    Não é legal dizer para alguém vagamente “Você teve uma atitude inadequada”. Você precisa identificar ações específicas que a pessoa tomou ou coisas específicas que ela disse se quiser que ela entenda.
  • Seja oportuno:
    Não espere passar muito tempo, em aguarde a próxima avaliação de desempenho para corrigir o que está errado ou área elogiar um bom trabalho, chame-o na sua sala imediatamente.

Tipos de feedback

Feedback Positivo: deve ser usado quando queremos que um comportamento que nos agradou se repita. Faça comentários sinceros, que venham do coração. Ele pode ter efeitos curativos e ajudar as pessoas a superar obstáculos em suas vidas.

Feedback Corretivo: tem como objetivo influenciar uma mudança de comportamento.

Feedback Insignificante: é vago, sem propósito, gera uma resposta mínima e nenhum impacto. Expressões do tipo “É isso aí! ”, “Muito Bem! ” ou “Meus Parabéns”.

Feedback Ofensivo: é todo aquele que não se enquadra nos tipos anteriores. Cuidado!! Esse tipo de feedback pode causar danos à personalidade e à autoestima das pessoas.

A melhor forma de passar um feedback corretivo (negativo)

Dar feedback negativo nunca é fácil, mas se feito adequadamente não é desagradável e é construtivo. Uma das melhores técnicas para esse tipo de feedback é a regra chamada de “sanduíche”, faça um elogio sincero destacando uma virtude da pessoa, depois coloque o que deve ser colocado, e termine reforçando algo de positivo que a pessoa tenha feito em relação ao assunto em pauta. As pessoas têm uma tendência natural de rejeitar uma crítica. Portanto, na hora do recheio (feedback negativo) do coloque-o em forma de pergunta, como:  “Será que não ficaria melhor se…” “O que você acha se…”. Teste essa técnica e pode ter certeza, seu funcionário ainda te agradecerá pelas tuas dicas. Afinal você é o Líder, e deve ser sempre o exemplo do seu time.

[Crédito da Imagem: Feedback – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Pai da Maria Fernanda. Graduado em Redes de Computadores, MBA em Gestão de Projetos e cursando CBA em Gestão de TI e Engenharia de Redes. Certificado MCSE Security, MCSA, MCTS e ITIL V3. Mais de 15 anos de experiência na área de Tecnologia da Informação com vivência em gerenciamento, implantação e soluções em projetos internacionais e multinacionais. •• Linkedin: br.linkedin.com/in/viniciusribeiro1 ••

Vinicius Ribeiro

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.