Carreira

Ξ Deixe um comentário

Todos tem medo de mudanças. Até das boas!

publicado por Alberto Parada

Todos tem medo de mudanças. Até das boas!Na entrevista, quando questionados como nos comportamos em relação a mudanças, todos, sem exceção, respondem que são flexíveis e que mudança sempre tem seu lado positivo, pois nos mantém vivos, além de ser uma grande geradora de oportunidades.

No mundo real, as coisas são bem diferentes. Depois da contratação e ambientação, os profissionais, em sua grande maioria, mesmo no século XXI, sendo ou não da geração Y, comportam-se com grande medo e totalmente avessos às mudanças. Observe a reação das pessoas com a simples mudança de lay-out do andar em que trabalham: quantos gostam e quantos criticam? Mesmo que as mudanças sejam para um ambiente muito melhor, sempre encontra-se um defeito.

A verdade é que a humanidade, desde que conseguiu controlar o fogo e a agricultura, e parou de ser nômade, tem verdadeiro pavor a mudanças, principalmente àquelas que não possui a menor influencia, mas que é absolutamente obrigada a aceitar, muitas vezes, por uma simples questão de sobrevivência.

No mundo corporativo uma das mudanças mais traumáticas são as de chefia, principalmente quando o novo chefe, ainda sem ser apresentado oficialmente ao time, passeia entre os corredores onde o seu futuro time está trabalhando, fazendo comentários absolutamente inaudíveis com o presidente da empresa. O pessoal fica até com urticaria e a rádio peão ganha altíssima audiência. O veredito é unanime: “não gostei do novo chefe”.

Infelizmente uma amnésia atinge a grande maioria das pessoas quando assumem a posição de chefia; acreditam que pelo fato de ter alçado o cargo executivo carregando todos os títulos e experiência de anos é mais do que suficiente para mudar tudo como quiser.

Pensamentos como este sempre são o começo do fim. É fato que existe uma série enorme de chefes (e não líderes. Por favor, não confundam: uma coisa é obedecer para não perder o emprego a outra é seguir por acreditar na vitória) que agem desta maneira e, na maioria das vezes, com a anuência do board da empresa, são conhecidos como os salvadores da pátria.

Quando o time recebe a notícia das mudanças de maneira ditatorial irá apenas por sobrevivência, aceitar e executar as mudanças. Porém, no dia seguinte estará procurando uma nova oportunidade no mercado ou uma nova área na empresa.

Chefes (e não os líderes) podem dar o resultado esperado pela diretoria, principalmente quando é necessário executar uma reforma geral em uma área que está absolutamente contaminada, mas com certeza ele não se perpetuará na posição. Sua função sempre será de faxineiro.

Os líderes também executam mudanças (nem sempre bem-vindas pela maioria dos liderados). A diferença é que ele mostra para onde precisa ir, os motivos e as condições que os levarão para o objetivo, apresenta e discute as estratégias e, em alguns casos, para os mais resistentes, auxilia os liderados na busca de uma recolocação ou transferência de área.

No mundo corporativo, assim como na vida pessoal, a maioria das mudanças não acontece da maneira que esperamos ou queremos e, por mais que o desejo seja de rejeita-las e sair correndo para uma solução que se apresente mais fácil, as pessoas de sucesso, tanto no mundo corporativo como na vida pessoal, mostram que negligenciar uma mudança não é a melhor escolha, afinal não dá para simplesmente negar ou não olhar para um problema de saúde ou um corte significativo no rendimento que irá afetar a situação econômica familiar. Ambas as situações irão, com certeza, trazer mudanças de hábitos e exigirão ações firmes e resiliência para serem superadas. Ou ainda, em muitos casos, promoverem adaptações para viver com a nova realidade.

O importante é aprender com as mudanças ao invés de rejeitá-las. Devemos entender que o melhor caminho é tirar o maior aprendizado no tempo mais curto possível para estar preparado para as próximas que virão, porque a única certeza que podemos ter é que querendo ou não, gostando ou não, elas sempre virão.

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Fundador do : descomplicandocarreiras.com.br

Alberto Parada

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.