Cloud Computing

Ξ 2 comentários

Maturidade de soluções Cloud Computing em ambientes empresariais

publicado por Robson Ramos

Bom… acho que todos já estão saturados sobre definições e a lista de benefícios trazidos pelo Cloud Computing. Apenas como curiosidade, segundo o Google em três anos os Desktops serão irrelevantes. Tudo vai estar na nuvem! [eu acho que é necessário um pouco mais de tempo para isso], o que significará uma mudança significativa para como os usuários comuns usam seus computadores e utilizam-se de seus recursos. E para o ambiente empresarial? Bom… essa é outra história.

Apesar do interesse de algumas empresas para a solução deste tipo, algumas questões, ainda não bem definidas, impedem a sua utilização já em mais larga escala.  Dias atrás um executivo me revelou em um evento:

Cloud computing é ótimo, não terei mais de investir na infra de servidores e dedicar cada vez mais meus recursos para os negócios de minha empresa. Mas….. há uma questão a ser resolvida para que possamos adotar essa solução”.

Que questões são essas que impedem a utilização de Cloud em empresas? Em um trabalho recente (ano passado) um dos assuntos abordados foram justamente essas questões. Basicamente elas são relacionadas ao quesito de segurança, conforme apresentando a seguir:

Uma das maiores preocupações entre profissionais de TI relativas à implantação e utilização do Cloud Computing refere-se ao quesito segurança. Resultados preliminares de entrevistas feitas pela empresa TheInfoPro (2009) com profissionais de segurança das mil maiores empresas americanas apontam que 53% deles estão “muito preocupados” com a adoção de soluções hospedadas em nuvem.  Em geral, a preocupação demonstrada estão baseadas quanto a garantia de privacidade dos dados na nuvem (preocupação essa confidenciada pelo executivo no evento antes citado),  a existência de planos de contingência caso a infra da nuvem entre em colapso e a possível “onda” de ataques direcionadas a própria nuvem que poderá se iniciar quando o uso em larga escala deste advento.

Faltam normas contratuais homologadas na oferta desses tipos de serviço. Desta forma, não há garantia da existência de algumas ferramentas importantes e acesso para alguns tipos de informações a serem utilizados em processos de auditoria e forense das empresas.  Isto pode fazer com que a empresa não esteja em compliance com orgãos regulatórios de sua atividade. Sobre esse assunto, Jeff Barr (executivo da Amazon), em outubro de 2008, foi incapaz de responder sobre quais as ações que vendedores dessa solução estão tendo para permitir futuras investigações neste tipo de ambiente. Ainda sobre o assunto, Gartner revela que:

Serviços de Cloud são especialmente difíceis de investigar, porque os logs e dados de vários clientes podem estar localizados conjuntamente e também estar distribuídos com uma constante mudança no conjunto de máquinas e data centers. Se você não conseguir um compromisso contratual para apoiar formas específicas de investigação – juntamente com evidências de que o vendedor já tenha apoiado com sucesso tais atividades – então a sua única suposição segura é de que os pedidos de investigação e descoberta serão impossíveis.

 

Acredito que realmente o Cloud Computing é o futuro também nos ambientes empresariais. Porém, quero destacar que algumas questões ainda precisam ser melhor definidas para a maturidade da solução, principalmente no quesito segurança. Superando isso, o Cloud trará benefícios a nós, usuários comuns, e também as pequenas, médias e grandes empresas.

Caso queiram ler um pouco mais do trabalho, segue o link para o seu download: Impacto do Cloud Computing no Processo de Perícia Digital.

Até a próxima,

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Atuação há mais de 6 anos como Gerente de Projetos de TI em uma grande empresa do ramo financeiro. Pós-Graduando em Computação Forense no Mackenzie. Formado em Ciências da Computação. Certificado em gerenciamento de projetos CAPM (PMI), Microsoft Project 2007 (MCTS), gerenciamento de serviços (ITIL V2), em métricas de projeto (CFPS) e COBIT 4.1. Gosto por assuntos de gerenciamento de projetos e de atualidades sobre TI. Editor do blog Brainstorm de TI. Twitter: @robyramos LinkedIn: robramos Site: http://brainstormdeti.wordpress.com

Robson Ramos

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.