Segurança da Informação

Ξ Deixe um comentário

Entenda agora o conceito de Gerenciamento Unificado de Terminais

publicado por Luís Montanari

Você já ouviu falar em gerenciamento unificado de terminais? Conforme o número de dispositivos dentro do ambiente organizacional aumenta de forma exponencial, o uso da rede e a circulação de dados confidenciais também crescem.

Um MSP, prestador de serviços gerenciados, tem como dever a manutenção de um controle eficaz acerca de todas essas extremidades, uma vez que qualquer uma delas pode tornar-se um ponto de entrada em potencial para ameaças.

São vários endpoints com os quais temos de nos preocupar, de smatphones até dispositivos de IoT, fazendo com que esse gerenciamento se torne cada vez mais imprescindível dentro das atividades do MSP. Vamos entender mais sobre esse assunto ao longo do texto. Boa leitura!

O que é gerenciamento unificado de terminais

O gerenciamento unificado de terminais nada mais é que uma abordagem que prevê a organização de endpoints de forma a proteger e controlar os mais diferentes tipos de dispositivos que possam estar conectados em uma rede, por meio de uma única interface ou um console.

Com um UEM, sigla em inglês para o termo, podemos controlar computadores, smartphones, wearables, dispositivos vestíveis e, até mesmo, equipamentos de IoT: tudo por meio de um único ponto de comando e focado emautomação de processos. Isso traz muito mais segurança para as redes internas.

Essas soluções facilitam, e muito, o gerenciamento de todo o ambiente, desde a camada de dispositivos até sistemas operacionais e modelos de implantação em nuvem. É possível controlar todo o ciclo de vida de um equipamento, desde seu provisionamento até seu descarte.

Por meio de um UEM, podemos automatizar a implantação de software e, também, fazer a atualização de patches, além da restrição do uso de determinados dispositivos.

Mesmo que o termo ainda seja novo, e existam poucas ferramentas no mercado, o UEM é o próximo estágio na evolução de um modelo de software que já existe há alguns anos, visando a realizar esse controle sobre dispositivos.

Como ele pode ser utilizado para o controle de dispositivos

Boa parte dos dispositivos inseridos dentro de um ambiente corporativo não atende de forma satisfatória os padrões de segurança estabelecidos por um MSP, trazendo problemas e riscos.

O gerenciamento unificado de terminais pode ser conceituado como uma solução em software, projetado para atender às demandas em gestão de dispositivos em uma rede, móveis e não móveis.

Com ele, você e sua equipe têm acesso direto a um console que reúne todas as informações acerca de todos os equipamentos conectados dentro de um ambiente. É muito mais eficaz que as soluções comuns que exigem várias ferramentas separadas.

Entre suas funcionalidades, estão a descoberta, o monitoramento, o gerenciamento de patches, o monitoramento de redes com snmp, o backup e a recuperação, a gestão de manutenção e outras possibilidades. Um exemplo de solução completa nesse sentido é o SolarWinds Remote Monitoring & Management.

Qual é sua diferença para o gerenciamento de mobilidade corporativa

Existe uma grande diferença entre um gerenciamento de TI reativo e proativo, sendo que muitos prestadores de serviços estavam trabalhando em um modelo break-fix devido às dificuldades impostas pelo uso de várias ferramentas simultâneas ou nenhuma.

O UME vai além de apenas auxiliar no gerenciamento de mobilidade corporativa. Enquanto que o GMC trata apenas de dispositivos móveis e sua movimentação no espaço, o UME agrega todos os equipamentos.

Com isso, temos uma grande redução na necessidade de mão de obra, já que os colaboradores têm um acesso rápido a todas as informações relevantes acerca dos dispositivos em cada um de seus clientes, melhorando também o serviço prestado.

Enquanto que o conceito de gerenciamento de mobilidade corporativa acabava tornando-se engessado, as soluções de UME trouxeram maior agilidade para todos os processos.

Espera-se que o UEM acabe substituindo o GMC como o padrão de gerenciamento de dispositivos mais moderno do mercado hoje, já que agrega muito mais informação e não exige outras soluções para os MSPs.

Quais são seus principais benefícios

Agora que você já sabe o que é gerenciamento unificado de terminais, é hora de conhecer alguns de seus principais benefícios. Vamos a eles.

Maior visibilidade

Para que um MSP gere valor para seus serviços prestados, é preciso que ele aja de maneira proativa em casos de incidentes, corrigindo as possíveis falhas e reduzindo seus impactos.

Visualizar essas vulnerabilidades antes que elas se transformem de um risco para um problema real é o principal desafio de quem presta serviços gerenciados.

Ao investir em uma plataforma como essa, é possível melhorar a visibilidade do ambiente como um todo, identificando e tratando riscos que poderiam ter passado despercebidos.

Controle de dispositivos

Boa parte das empresas já conta com políticas de BYOD, Bring Your Own Device, fazendo com que o ambiente de TI torne-se uma grande massa de dispositivos, sendo notebooks, tablets, smartphones, wearables e outros.

Cada um deles utiliza um sistema operacional diverso e configurações diferenciadas, o que torna esse gerenciamento um problema para qualquer MSP.

A plataforma de gerenciamento unificado de terminais consegue identificar todos esses dispositivos em rede, organizá-los e criar um ambiente heterogêneo que possa garantir o funcionamento de todos eles.

Automação e agilidade da TI

Por meio de um único console, sua equipe poderá realizar a implementação de novos sistemas, o provisionamento de aplicativos, configurações dos perfis de usuários e outras atividades.

Ou seja, seus técnicos serão muito mais ágeis, tornando-se agentes proativos, e não apenas reativos, reagindo às demandas impostas pelos clientes.

Melhor experiência para usuários

Por fim, e um dos pontos mais importantes para o MSP, temos a construção de uma melhor experiência do usuário, que consegue acessar de forma muito mais rápida os recursos corporativos.

Essa satisfação faz com que se gere um valor acerca dos serviços prestados, o que pode refletir diretamente na contratação de novas atividades, no aumento de valores e nas indicações e cases de sucesso.

O gerenciamento unificado de terminais vem se tornando o principal padrão de gestão utilizado por grande parte dos MSPs, visando a alcançar todos os benefícios descritos aqui e ainda mais.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Pai da Helenna e da Cecília, Gestor Comercial da ADDEE SolarWinds MSP e líder dos times de Marketing, Pré-vendas e Vendas. Graduado em Comunicação e apaixonado por tecnologia e cervejas. Trabalhando para transformar Empresas de Suporte em verdadeiros MSPs! #SaaS #InsideSales #Inbound #Sales #Marketing #RMM #Backup #Gestão #SPIN #BANT #B2B #MSPsummit #souMSP

Luís Montanari

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.