BI

Ξ 1 comentário

Dando uma palhinha em SOA

publicado por Tácio Silva

 

O mercado atual tem aumentado a competitividade, necessitando de grande dinamismo na entrega de projetos de software. SOA é uma abordagem que permite esse dinamismo, trazendo muitas vantagens à TI, além de ser considerada o principal elo de ligação entre a TI e o mundo dos negócios.

 

A crescente demanda dos negócios aumentou a produção de software em larga escala nos últimos anos. Este cenário gerou um enorme parque tecnológico de sistemas nas empresas, onde na maioria dos casos, não se comunicavam entre si. A diversidade de sistemas coexistindo nas organizações é enorme, são sistemas de fornecedores diferentes, que usam tecnologias diversas e rodam em diferentes plataformas, sem contar com os pacotes de aplicações desenvolvidas sob medida, o que levou a um grande problema: os sistemas não estavam preparados para compartilhar seus dados além de suas fronteiras. As formas de integração eram por geração de arquivos textos via FTP, exploração de dados e requisições.

Adicionalmente, com o advento da computação distribuída e dos EAI algumas formas de integração foram propostas, entretanto os custos de aquisição e manutenção ainda eram altos.

Neste contexto se inseri a arquitetura orientada a serviço com uma proposta inovadora de integração, eficiente, segura e dinâmica. SOA possibilita a união da TI com os negócios, promovendo uma TI altamente dinâmica como o mundo dos negócios.

 

Mas enfim, o que é SOA?

SOA (Arquitetura Orientada a Serviço) é um estilo arquitetural que representa as funcionalidades do software como serviços. Neste modelo, os macro-requisitos viram serviços, que por sua vez, podem ser acessados por outros serviços, criando uma disposição modular e dando uma maior coesão aos componentes da aplicação. Em SOA, os serviços representam funcionalidades do negócio, ou melhor, definem componentes tecnológicos que são entendidos pelo pessoal de negócio.

A idéia de SOA não é totalmente nova. A orientação a serviço já existia antes de se falar em SOA, inicialmente com e DCOM, da mesma forma que as empresas também vêm utilizando tecnologias de troca de mensagens para integrar aplicações há décadas.

O Conceito de SOA está diretamente ligado ao conceito de arquitetura; processo ou arte de projetar construções. Cada planta ou desenho arquitetural tem suas peculiaridades, de acordo com as características e objetivos de cada construção. Ao se falar em arquitetura de TI, fala-se do projeto de uma infra-estrutura de TI que comporte as necessidades e demandas de um determinado negócio. Cada negócio, da mesma forma que cada empresa, tem suas próprias características, assim sendo, devem ter arquiteturas distintas, embora utilizando tecnologias e padrões comuns.

SOA é um grande avanço no desafio de resolver um dos maiores problemas da TI, que é a capacidade de conectar e inter-operar sistemas sem depender de softwares proprietários. Sendo sua proposta conectar sistemas utilizando interfaces abertas baseadas no padrão XML.

Atualmente as implementações de “programas” SOA estão em vários estágios. Algumas ainda no início, um tanto incipientes, outras, num estágio incorporado, mas o importante é que as organizações estão vendo as grandes vantagens de se implementar SOA e que SOA está cumprindo suas promessas de alterar o valor da TI nas organizações, onde a TI começa a se adequar e se moldar cada vez mais ao BI.

Com a utilização de SOA, a TI dá um salto tanto na qualidade, como na otimização dos projetos. Para se implementar essa arquitetura em uma organização onde já existe todo um parque tecnológico de sistemas legados, o processo é custoso, tanto em questão de valor quanto de tempo. Entretanto, após sua implementação será extremamente fácil acoplar ou modificar algum serviço. Muitas empresas estão utilizando SOA como forma de otimização de alguns processos periféricos, deixando a “essência” de sua TI inalterada, o que certamente não é uma boa forma de se utilizar SOA.

Por sua natureza flexível, fácil de ser alterada e econômica, a SOA oferece aos gerentes de negócio a capacidade de modificar seus processos de negócios sem o tipo de restrições de TI que tem dificultado tais mudanças no passado. Por essa razão, os pioneiros de uma abordagem de SOA terão uma vantagem competitiva em seus setores, tendo um diferencial de peso na acirrada disputa dos negócios.

A adoção de SOA permite modernizar as aplicações reutilizando os códigos já existentes, o que transformará ativos legados em componentes visualizados como serviços.

A IBM nos traz uma definição interessante, afirmando que SOA é um estilo arquitetural que se apóia na transformação do negócio em um conjunto de serviços ligados, ou tarefas repetidas, que podem ser acessadas quando necessário através de uma rede que pode ser uma rede local, a internet, pode ser geográfica e tecnologicamente diversificada, combinando serviços de países diferentes como se fossem instalados em seu desktop.  Estes serviços podem ser agrupados para realizar tarefas específicas, permitindo que os negócios possam se adaptar rapidamente as mudanças e condições exigidas.

Quando a implementação de SOA é guiada por objetivos estratégicos de negócio, pode-se garantir uma transformação positiva dos mesmos e pode-se alcançar muitos benefícios, tais como: o alinhamento da TI com o negócio e uma maior reutilização dos ativos de TI. Juntos, esses benefícios podem assegurar que o investimento na expansão dos projetos de TI resultem em valores duradouros para os negócios.

 

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

CBPP (Certified Business Process Professional). Graduado em Sistemas para Internet pela Universidade Salvador e especialista em Arquitetura de Software e Convergência de Mídias pela Universidade Jorge Amado. Trabalho com análise e modelagem de processos com BPM/BPMN, consultoria em BPM/BPMS e automação de processos. Hoje atuo como Coordenador Técnico BPM/BPMS na Montreal Informática.

Tácio Silva

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.