Tecnologia Social

Ξ 1 comentário

Como adaptar a socialização via rede às medidas de segurança da empresa?

publicado por Ezequias Sena

Empresas têm buscado um caminho intermediário entre a permissividade total e a proibição absoluta referente ao uso da internet durante o expediente de trabalho. Se, de um lado, toda informação gerada e armazenada no banco de dados de uma empresa deve estar protegida contra ataques de crackers, espionagem industrial, e até mesmo adulterações feitas inadvertidamente, de outro não se pode negar que a comunicação virtual vem ganhando importância cada vez mais estratégica nos negócios e na vida das pessoas.

Na opinião de Ezequias Sena, presidente da Online Brasil – que atua há 18 anos na indústria de TI – as empresas devem se empenhar em adotar uma norma de uso consciente da internet, a fim de aumentar a segurança da rede e evitar, inclusive, que seus funcionários desperdicem tempo demais navegando por sites que nada têm a ver com seu trabalho.

“Mesmo aqueles colaboradores que costumam reservar o horário de almoço para navegar em sites de interesse pessoal – para fazer compras, estudar, postar mensagens na rede social ou falar com os amigos que estão online – devem ser lembrados periodicamente sobre a importância de evitar abrir spams ou acessar inadvertidamente fotos e vídeos anexados aos e-mails que recebem, sob pena de levar à completa destruição os dados da empresa caso haja contaminação por vírus ou invasão”, diz Sena.

Para o executivo, antes mesmo de a empresa adotar uma política mais flexível com relação ao acesso a redes sociais e à livre navegação em determinados horários, é imprescindível ativar um bom antispam, um antivírus e um firewall – que é a ferramenta que controla o fluxo de informações que transitam pelos computadores pertencentes à rede. Ao lado desses itens de segurança organizacional obrigatórios, contratar um Data Center especializado para manter as informações estratégicas da empresa sob regime de segurança total é outra medida importante.

“Não há como fechar os olhos para a revolução que vem sendo empreendida pelo Facebook, Twitter, LinkedIn e todas as demais comunidades que atraem cada vez mais pessoas para a conexão em rede. As empresas, inclusive, devem aprender a tirar mais proveito desse networking em benefício próprio, ativando seus canais de marketing e de recrutamento de mão de obra especializada. Essas ferramentas certamente contribuem não só para o crescimento profissional e pessoal, mas também para melhorar a comunicação das empresas com todos os seus stakeholders, resultando em mais e melhores negócios”, diz Sena.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Autor

Ezequias Sena possui graduação em Administração de Empresas pela Universidade de Brasília, MBA em Captação de Financiamento. Desde 2009 assumiu a presidência da Online Brasil. Sua expertise se concentra em venda consultiva e marketing.

Ezequias Sena

Comentários

1 Comment

  • Ezequias.

    Excelente o seu trabalho. Encontrar o equilíbrio da balança é realmente o grande desafio corporativo no tempo das redes sociais. Acordos de utilização e políticas de segurança são ferramentas que devem ser utilizadas para utilização da rede mundial com responsabilidade.

    Parabéns e grande abraço.

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade


Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes