Carreira

Ξ 1 comentário

7 Dicas para fazer o seu currículo garantir uma entrevista de emprego

publicado por Eduardo Pires

O currículo é o primeiro contato com o empregador. Siga estas dicas para fazer o seu currículo garantir uma entrevista de emprego.

Acredito que você já deva ter um currículo pronto, mas você já parou para pensar se ele está bem feito? Como ele se destaca entre os demais? Se ao menos ele expressa com exatidão o profissional que você é?

Eu analiso muitos currículos semanalmente e garanto a você, tem muito currículo mal feito rodando o mercado, portanto me motivei a escrever este artigo para ajudar você garantir que o seu currículo esteja alinhado com o seu perfil profissional e também com seu interesse em determinado cargo, e claro, conseguir o destaque que precisa para garantir o próximo passo, a entrevista de emprego.

Dica #1 – Escreva um documento bem estruturado

• Número de páginas
Antes de começar a escrever estabeleça um foco. Duas páginas são suficientes, salvo o caso que você tenha muita experiência e realizações para contar, mesmo assim procure ficar nas duas páginas, com isso você evita que o seu futuro entrevistador fique entediado e pule partes do seu texto podendo perder alguma informação importante.

• Fonte
A escolha da fonte. Vamos deixar as excentricidades para outro momento e fazer uma escolha assertiva. Fundo branco, letra na cor preta, fonte Times New Roman, Arial ou Verdana tamanho de 10 a 12. Menor do que isto cansa, evite diminuir a fonte para o texto caber nas duas páginas, não tem como saber se a pessoa que vai ler seu currículo tem uma visão boa, não arrisque.

• Cabeçalho
Escreva na primeira linha o seu nome completo, não precisa escrever “currículo”, “curriculum vitae”, isto é desnecessário. Utilize uma fonte maior (tamanho 14 por ex.) utilize negrito como destaque também.

• Parágrafos e quebra de linha
Use parágrafos curtos, 5 linhas cada está bom.
Deixe um bom espaço entre uma linha e outra, assim você evita que a leitura seja cansativa.

Figura - Dicas de Currículo

Dica #2 – Forneça informações importantes sobre você

• Dados pessoais
Logo abaixo do cabeçalho crie uma estrutura de informações, para economizar espaço utilize duas colunas, uma alinhada à direita e outra à esquerda.
Forneça informações como: Endereço completo, telefones de contato, idade, estado civil, número de filhos também é válido. Na outra coluna forneça informações de contato por meio eletrônico como: e-mail, web site, perfil do linkedIn, Twitter e Facebook.

* Não forneça foto (a não ser que seja solicitada), números de documentos também são desnecessários.

** Atenção com o perfil de Twitter e Facebook, se você costuma postar informações que possa causar algum constrangimento melhor não informar. Aproveite e comece a prestar atenção nos seus perfis de redes sociais, algumas empresas fazem questão de lhe procurar e analisar o perfil antes de marcar uma entrevista.

*** Tenha um endereço de e-mail sério, endereços como gatinho_solteiro22@hotmail.com definitivamente não são adequados para contato profissional.

• Objetivo profissional
Logo abaixo das suas informações pessoais coloque o seu objetivo profissional, seja direto, por exemplo, Objetivo: Analista de Sistemas Sênior.
Procure não colocar mais de um objetivo a não ser que sejam compatíveis, faça seu avaliador entender que seu objetivo é o mesmo da vaga em aberto.

* Procure alinhar o cargo desejado com o anúncio da vaga, isso irá facilitar bastante a análise.

** Caso você atue em mais de uma posição, por exemplo, Analista de sistemas e Coordenador de projetos, faça um formato de currículo para cada um deles, a única exceção é para caso sua vaga seja para atuar exatamente nessas duas direções.

Dica #3 – Seja objetivo em sua apresentação profissional

• Conhecimentos
Inicie com um breve texto, um resumo sobre sua experiência profissional, por exemplo:

“Atuando na área de XXX há mais de 10 anos, possui experiência com X, Y, Z tecnologias,   que foram aplicadas no setor financeiro e automobilístico, conhecimentos avançados em processos XPTO e XYZ”.

* Não faça resumos da sua própria personalidade, (esforçado, persistente, perfeccionista) tudo isso é um julgamento seu de você mesmo, não tem valor para o avaliador.

• Formação acadêmica
Informe dados de graduação, pós graduação, MBA, mestrado e doutorado, por exemplo:

Ciências da Computação – Universidade da Informática
Concluído em 01/08 Ou Cursando, conclusão em 01/14 

• Experiência profissional
Esta é uma das partes mais importantes, onde você já trabalhou diz muito sobre seu perfil, procure enfatizar suas principais tarefas e realizações, por exemplo:

TodoProjects Consulting
Analista de Sistemas Sênior
Período: 06/2010 – Atual
Desenvolvimento em .Net plataforma ASP.Net, liderança técnica de equipe, documentação de sistemas utilizando UML e práticas ágeis.
Neste período entreguei três projetos, sendo um deles um projeto de grande porte com duração de um ano.

Seja direto, procure não florear demais suas realizações e tarefas, foque nos pontos principais, pois com certeza durante a entrevista serão questionados mais detalhes sobre cada atuação.
Não é necessário informar todas as suas experiências, as três últimas costumam ser suficientes, no caso de dúvida, seus últimos 5 anos de experiência são suficientes.

Dica #4 – O que lhe destaca dos demais? O que mais trás na bagagem?

• Idiomas
O domínio de um idioma sempre é um fator que pode ser usado para decidir entre você e um outro candidato, para nossa área é fundamental o conhecimento do inglês (leitura pelo menos). Seja justo na avaliação do seu nível de idioma (básico, avançado, fluente) (leitura, escrita, conversação).

• Cursos complementares
Se você fez um curso de especialização em alguma ferramenta / metodologia / processo, forneça em detalhes, fazem muita diferença, informe a instituição de ensino e a data de conclusão. A carga horária também tem importância.

• Certificações
Forneça em detalhes suas certificações, isso prova que você estudou e comprovou que domina determinado conhecimento.

• Reconhecimentos
São prêmios concedidos por alguma atividade excepcional, em nossa área existem alguns, se você foi premiado com algum título não deixe de fornecer essa informação, com certeza destacará seu currículo entre os demais.

• Palestras, seminários, projetos pessoais
Palestras e seminários importantes para sua área merecem destaque também, eu julgo válido as dos últimos dois anos.
Projetos pessoais, qualquer projeto que envolva sua capacidade profissional vale ser informado, isto demonstra que você gosta do que faz e tem um potencial a ser explorado.

Dica #5 – Não minta, não invente, não aumente, você pode estragar tudo

• Conhecimentos que não consegue comprovar
Esta é uma parte muito importante, nunca minta, o papel aceita tudo o que você colocar, mas pode lhe levar a uma situação muito constrangedora.

Conhecimentos a serem informados são aqueles que realmente você possui algum domínio. É praticamente inevitável a vontade de colocar aquela sigla que todos andam comentando atualmente e você leu sobre em um artigo. Não faça isso.

Recentemente eu tive uma entrevista com um candidato que colocou uma verdadeira sopa de letrinhas no currículo, um profissional que entende de .Net, Java, C++, Python, Delphi, VB6 e etc, já é um pouco suspeito, obviamente existem pessoas com todos esses conhecimentos, mas são raras, ao questionar o candidato ele alegou que alguns conhecimentos eram acadêmicos e outros foram de pequenas experiências.

Isto não é domínio, todas as informações que davam credibilidade a ele passaram a ser duvidosas e isso é muito ruim, uma contratação só ocorre quando há uma confiança de que o candidato é realmente capaz de fazer o que se compromete a fazer.

Resumindo, apesar dos analistas de RH e consultorias de TI que não entendem nada de TI adorarem a sopa de letrinhas, muito cuidado, uma hora você será avaliado por um conhecedor do assunto e poderá perder pontos com ele.

• Cursos e certificações falsas
Pior do que não poder comprovar o conhecimento é não conseguir comprovar um curso ou uma certificação. As certificações possuem uma identidade, pois assim podem ser comprovadas, assim como os cursos, já houveram casos de um candidato ser demitido por justa causa e posteriormente processado, pois alegou possuir diploma universitário e após a contratação a empresa descobriu que não era verdade.

Dica #6 – Faça uma revisão minuciosa antes de enviar

• Ortografia
Sempre revise seu currículo após uma alteração, revise minuciosamente, um erro de ortografia por menor que seja vai saltar aos olhos do avaliador, cause uma ótima impressão entregando um currículo 100% de acordo com o Português.

• Referências
Referências são sempre bem vindas, mas atenção, seu amigo, vizinho ou parente não servem de referência. Uma boa referência é o seu antigo gestor ou um colega de trabalho. Para estas referências informe os meios de contato comerciais, assim você comprova que realmente são referências da sua ex-empresa.

• Pretensão salarial
Informe a pretensão salarial apenas se solicitado, ao final do currículo. Se houver mais de um modelo de contratação coloque sua pretensão para cada um.

Dica #7 – Ao enviar seu currículo entregue também uma carta de apresentação

• Formato do arquivo
Utilize o formato DOC ou PDF, preferencialmente PDF.
Não salve o seu arquivo como Curriculo.pdf, milhares de currículos chegam com esse nome e é mais difícil de pesquisar. Um arquivo Fulano_da_Silva_Curriculo.pdf facilita muito mais a vida do avaliador e por que não a sua também? Faça a diferença.

• Uma breve e cordial apresentação
Ao enviar o currículo escreva no corpo do e-mail uma apresentação, seja breve e cordial.
Não utilize o mesmo texto para todas as empresas, pesquise e cite algo sobre ela. Um exemplo:

Prezado(a),

Em busca de novas oportunidades envio em anexo meu currículo.
A vaga em questão me interessou bastante, acredito ser a oportunidade que estou buscando. O fato da empresa ser reconhecida entre as melhores empresas para se trabalhar é um atrativo muito grande para mim.

Atenciosamente,
Fulano da Silva. 

Evite frases de efeito “Gostaria de uma oportunidade para fazer o meu melhor por esta grande empresa”. Evite definições sobre sua personalidade ou características pessoais.

Dica Extra – Atenção com as consultorias de RH

A maioria das consultorias possuem um padrão de currículo, coisa que acho bom, porém ao adaptar o seu currículo para o modelo padrão da consultoria alguns escorregões podem ocorrer, portanto na hora da entrevista SEMPRE leve algumas cópias impressas do seu currículo original. Digo pela experiência de quem já passou por isso.

Para finalizar

Você pode fazer o download de um modelo de currículo, fique a vontade para usar e distribuir.

Espero que tenha aproveitado as dicas, são frutos de experiências minhas que passo para você com muito prazer.

Referências

  • Algumas informações complementares foram pesquisadas no Portal Exame

 

Saiba mais sobre Currículos…

  •  
    22
    Shares
  • 22
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Eduardo Pires é Arquiteto de Sistemas, Desenvolvedor, Palestrante e Blogueiro. Atuando na área desde 2001 adquiriu experiência em projetos nacionais e internacionais. Atua como consultor independente prestando consultoria de Arquitetura, Desenvolvimento e ALM para empresas no Brasil. Possui as certificações MSP, MCPD, MCSA, PSD, ITIL V3 e escreve constantemente em seu site buscando dividir conhecimentos e contribuir para motivação de uma melhor formação técnica dos profissionais da área. falecom@eduardopires.net.br http://www.eduardopires.net.br

Eduardo Pires

Comentários

1 Comment

  • Muito boa as dicas, agradeço desde já, vou montar meu currículo observando bem elas.
    Obrigado!

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.