E-Commerce

Ξ Deixe um comentário

Seis passos para otimizar o gerenciamento de fraude durante os picos de pagamentos

publicado por Erika Dietrich

Figura - Seis passos para otimizar o gerenciamento de fraude durante os picos de pagamentosUma estratégia de gerenciamento de fraudes bem pensada e planejada pode aumentar a receita em mais de 20%. Portanto, com a chegada da temporada de compras – incluindo os dias de pico para pagamentos, como a Black Friday e a Cyber Monday, por exemplo – é preciso que os comerciantes considerem os seguintes passos para maximizar os bons resultados:

  1. Revise e prepare sistemas
    Implemente estratégias automáticas de risco, já que isso ajuda a reduzir tanto a revisão manual de preços como custos com operações caras na central de atendimento ou a demanda de recursos internos. Além disso, utilize indicadores precoce de alerta – o acesso a alertas, tanto quanto relato de fraudes de adquirentes, ajuda os comerciantes a diminuir a exposição e amenizar as perdas o mais rápido possível quando se sofre um ataque.
  2. Encontre pontos fracos
    Compreenda as armadilhas antes dos dias com picos de venda e costure estratégias para assegurar que erros não se repitam. Por exemplo, se a fraude na entrega é um problema antigo, identifique os códigos postais que precisam de revisão das tarifas e reoriente as revisões e os recursos das áreas que apresentam menos riscos. Considere também tudo que possa ter mudado desde o último período de pico de vendas. Quais mudanças foram feitas às linhas de produto, canais de descontos, métodos de pagamento disponíveis e opções de entrega? As novas mudanças estão protegidas com estratégias e regras específicas para fraudes?
  3. Considere a experiência do consumidor e reduza o atrito para os clientes recorrentes
    Os consumidores compram por meio de diversos canais, então é importante reconhecer e habilitar os clientes fiéis, independente do dispositivo ou do canal de compra utilizados. Use o perfil e o tempo do consumidor durante seu cadastro para manter sua boa experiência e garantir boas transações – enquanto ainda vigia os métodos populares de ataque.
  4. Entenda as tendências e aprenda com as revisões manuais
    Analise e monitore pontos fraudulentos e tendências. Compreenda quais cartões, IPs e endereços de e-mail apresentam os maiores riscos e garanta que eles caiam nos alertas e nas armadilhas de prevenção. Boa segurança requer que pessoas, tecnologias e processos trabalhem juntos na aplicação da segurança enquanto os fraudadores exploram qualquer tipo de fraqueza. Uma das recomendações é colocar uma pessoa para olhar atentamente os dados e riscos, incluindo decisões, performances individuais, regras, volumes e KPIs (Indicadores de desempenho). Revisões manuais (autenticação e verificação dos donos de cartões de crédito e débito) ainda são importantes e auxiliam na boa execução de uma estratégia antifraude – o que pode interferir, inclusive, na tomada de decisão. Também é importante estar atento às outras partes do processo de pagamento que podem desencadear declínios.
  5. Tenha uma comunicação multifuncional 
    Trabalhar próximo à TI, finanças, serviços ao consumidor e marketing, ajuda a construir uma imagem prévia do que pode ocorrer e a informar decisões que serão tomadas futuramente. Em particular, entenda champanhas e promoções chave. O time de marketing está planejando algo que possa oferecer oportunidades aos fraudadores? Recolha informação e aumente os avisos para problemas potenciais. Ofereça soluções informadas por monitoramento de fraudes, análises e relatórios.
  6. Continue com o monitoramento e atualização de informações
    Use as ferramentas de Business Intelligence e monitoramento em tempo real para ajudar a tomar decisões instantâneas e para oferecer respostas rápidas. Aproveite o acesso rápido à inteligência de fraude para informar mudanças de regras em tempo real.

Ao trabalhar com analistas de risco experientes para revisar e refinar a estratégia de fraude e discutir os conjuntos de regras sobre o tema, comerciantes estarão na melhor posição para entregar uma experiência de compra segura e satisfatória para os consumidores durante a temporada de compras sem nenhuma interrupção nos negócios.

Autor

Erika Dietrich, Diretora de Gerenciamento de Riscos de Pagamento da ACI Worldwide

Erika Dietrich

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade



Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.