Carreira

Ξ 1 comentário

A importância de não gerar estresse 

publicado por Fatima Tada

A importância de não gerar estresse O mundo corporativo gera muito estresse, no ambiente de TI não é diferente, tudo acontece da mesma forma. Prazos apertados, clientes insatisfeitos, usuários sem treinamento, funcionários desmotivados,  problemas em excesso, são fatores geradores de estresse e quase nada é feito no sentido de amenizar ou humanizar esta situação.

Existe sim a ideia fixa de que  pressionar e cobrar insistentemente a execução da tarefa, é a única forma dela ser realizada. Na maioria das vezes isto é visivelmente impossível nas condições oferecidas.

Com cobrança insistente tudo funciona melhor? Tudo será resolvido mais rapidamente? Nestas condições como será a qualidade do serviço entregue? Ela poderá estar comprometida e falta de qualidade significa retrabalho.

É o típico estresse totalmente desnecessário, porque irá gerar uma enorme angústia em quem está sendo cobrado e também em quem cobra, porque o resultado esperado, muito frequentemente, não vai acontecer de forma satisfatória ou no prazo esperado. Alguns veem como uma forma, claro que não profissional, de mostrar para a pessoa que ela está aquém da sua capacidade, para tentar provar a sua superioridade.

É a famosa sinergia negativa, onde ao tentar aplicar mais pressão, estará prejudicando o andamento natural do serviço, simplesmente para reforçar sua posição, uma característica muito comum em pessoas inseguras.

Li recentemente em Nietzsche para estressados, de Allan Percy, um trecho extraído do método Dale Carnegie, conseguimos resultados muito melhores nas relações sociais, ao elogiar de forma inteligente em vez de censurar.
Existem várias formas de pressionar sem gerar estresse e ganhar um inimigo declarado. São atitudes simples que você pode desenvolver e aperfeiçoar com o tempo, tornando uma tarefa, por mais dura que seja, algo possível de ser realizado.

É tão fácil perguntar, se interessar, acompanhar, não só o andamento do projeto ou tarefa, mas as dificuldades encontradas, de forma cordial e atenciosa. Um gerente de projetos, que tem um cronograma normalmente apertado e metas quase que inatingíveis, precisa de uma equipe o tempo todo motivada e disposta a fazer o impossível, mas para isto funcionar bem, a equipe precisa estar feliz.

Isto não acontece somente na relação chefe-funcionário, num ambiente de suporte de atendimento a clientes internos ou externos, os chamados que possuem a mesma prioridade de atendimento, são resolvidos de forma mais rápida, até mesmo inconscientemente, quando chegam de forma gentil, educada, sem acusações desnecessárias.

Esta situação pode ocorrer no contato telefônico, pessoalmente, ou por email, onde a forma de comunicação é a escrita e a possibilidade de ser gentil ou não pode ser demonstrada até pelo tamanho do fonte utilizado.

Vi recentemente em um post de uma empresa que existe uma eleição interna para identificar o funcionário mais gentil do mês. Fiquei encantada com esta ideia, por ser uma forma de tornar a gentileza, que está tão esquecida no nosso dia a dia, uma meta a ser conquistada, envolvendo todos os níveis da empresa, começando pelo alto escalão, presidência e diretoria, onde se deveria dar o exemplo a ser seguido.

Você já foi gentil com alguém hoje?

[Crédito da Imagem: Estresse – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Experiência na área de Tecnologia da Informação, Implantação de ERP. Tutora EAD no curso de Graduação em Gestão da Qualidade na Universidade Paulista (Unip). Articulista em assuntos de Carreira, Comportamento e Gestão . Pesquisadora na área Gestão do Conhecimento e Inovação, associada a SBGC. Entusiasta em Marketing Digital com Certificação em Marketing de Conteúdo. Pós Graduação em Gestão de Projetos em TI, pela Fundação Carlos Alberto Vanzolini (FCAV) da Escola Politécnica da USP, Graduada em Administração com ênfase em Análise de Sistemas e Especialização em Metodologia do Ensino Superior e Pesquisa (FGV). Aluna Especial na Disciplina de Laboratório de Inovação em Sistemas de Informação pela EACH USP. Autora no blog Plataforma Digital de Conteúdo -http://www.fatimatada.com.br

Fatima Tada

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes