Tecnologia

Ξ Deixe um comentário

Identificando e Mitigando os Perigos do Modelo BYOD

publicado por Equipe da Redação

Há um novo conceito no mundo empresarial, especialmente nas empresas voltadas para o ramo de TI, e esse modelo é resumido na sigla BYOD, que significa Bring Your Own Device, (“traga seu próprio dispositivo”, em uma tradução livre).

Esse modelo inovador conta com muitas vantagens e benefícios, mas também apresenta alguns desafios e riscos adicionais.

Nesse artigo, você vai aprender um pouco mais sobre o modelo BYOD, suas complicações e facilidades, bem como sobre soluções de segurança para reduzir os riscos dessa modulação.
O que é o BYOD?

É um novo conceito para ambientes empresariais, principalmente para startups que lidam com tecnologia e comunicação, que permite aos colaboradores trazer para o ambiente de trabalho seus próprios dispositivos pessoais, como smartphones e tablets.

Isso permite maior dinamismo nas atividades referentes ao trabalho, já que os colaboradores não ficam dependendo exclusivamente dos equipamentos próprios da empresa.

Isso também permite economizar com custos relativos a hardware: ao invés de desembolsar altos valores para comprar equipamentos que muitas vezes não são baratos, permitir que os próprios colaboradores tragam seus dispositivos é um meio de facilitar e dinamizar a disponibilidade de aparelhagens.
Defina critérios e prioridades

Antes de adotar o conceito de BYOD no ambiente empresarial, independente do tamanho da sua empresa, é importante definir as prioridades e as necessidades do seu ambiente de trabalho, do seu negócio.

Cada organização deve ter uma abordagem personalizada caso queira adotar o conceito de BYOD e precisar desenvolver e aplicar sistemas de segurança cibernética para uma proteção dos dispositivos utilizados.

Como o BYOD é praticado no seu local de trabalho? Quais dispositivos estão sendo usados, e por quem, quando e onde? Essas são perguntas importantes de se responder antes de aderir a essa tendência.

Esse é o primeiro passo para a formulação de regras que podem ajudar a equilibrar os riscos do BYOD e aprimorar os benefícios dessa modalidade para sua organização e seus colaboradores.

Os benefícios desse modelo organizacional incluem maior satisfação com o trabalho, diminuição nos custos com hardware e maior mobilidade, dinamismo, portabilidade e produtividade para permitir trabalho remoto (home office) diminuindo custos com deslocamento e perda de tempo com os longos deslocamentos típicos principalmente das grandes cidades.

Quais são os principais riscos do modelo BYOD?

Além dos vários desafios técnicos, as ameaças de segurança e danos à privacidade são os principais riscos do BYOD. Entre os desafios técnicos estão os aspectos da conexão com redes Wi-Fi, o acesso a recursos de rede (como arquivos compartilhados em nuvem ou o acesso a impressoras compartilhadas, e a solução de problemas de compatibilidade com diversos dispositivos).

As organizações tendem a se preocupar mais com a segurança dos dados corporativos (e como o comportamento do usuário os ameaça), mas podem acabar negligenciando a importância da segurança dos dados pessoais dos colaboradores.

É importante criar padrões de segurança que devem ser seguidos por todas as pessoas em todos seus dispositivos, quer sejam eles pessoais ou compartilhados na empresa. Com os próprios tablets e smartphones, os usuários podem se descuidar de elementos importantes da segurança e, assim, comprometer a segurança de todo o ambiente de trabalho.

Alguns dos principais riscos que podem ser gerados por uma adoção inadequada do modelo BYOD incluem a perda, o roubo e o vazamento de dados; a exposição de informações sigilosas; espionagem e interceptação das comunicações por hotspots e man-in-the-middle, contaminação da rede de Wi-Fi, instalação de apps infectados, contaminação cruzada (vírus que se espalham partindo de um dispositivo e indo para todos os outros), dentre outras mais.

O BYOD também inclui sua casa

É importante ter em mente que, caso a empresa adote um modelo de BYOD, os cuidados com a segurança não podem se limitar ao ambiente de trabalho, mas devem se prolongar a todos os demais locais nos quais os colaboradores utilizam seus dispositivos.

Em casa, é importante impedir o acesso, por parte de outras pessoas, a arquivos e informações confidenciais do trabalho. E, claro, manter a rede que você usa em bom estado de segurança e integridade. Para isso, é essencial manter um bom firewall sempre ativo, um bom programa antivírus, fazer varreduras frequentes no dispositivo e, também, utilizar uma boa VPN (por exemplo, este).

O aplicativo de VPN aumenta a criptografia dos dados, estabiliza a velocidade de conexão da rede e a segurança geral dos dispositivos, sendo um ótimo adicional de segurança às pessoas, dispositivos, redes e ambientes conectados.

Independente do local, mantenha os mesmos padrões de segurança e tenha os mesmos cuidados que você teria no seu escritório ou no seu ambiente de home office. Assim, você evita transformar seu aparelho em um vetor de invasões e ataques às demais redes e usuários.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Equipe da redação do TI Especialistas normalmente posta textos escrito por terceiros e enviados para o site com os devidos créditos.

Equipe da Redação

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes