Mercado

Ξ Deixe um comentário

Ethereum: Ainda valerá a pena investir nesta criptomoeda?

publicado por Equipe da Redação

Desde o aparecimento do Bitcoin em 2008 que muitas outras criptomoedas surgiram, suscitando mais e menos interesse entre os investidores.

Uma das criptomoedas cuja popularidade tem vindo a aumentar é o Ethereum, onde inclusive, alguns investidores acreditam que pode superar o Bitcoin num futuro próximo.

Mas, será que ainda vale a pena investir em Ethereum? E se sim, como investir em Ethereum de forma acessível para os investidores iniciantes e para os mais experientes?

Primeiro, é preciso entender que Ethereum é, na verdade, a tecnologia de blockchain associada à criptomoeda Ether, que apresenta várias similaridades com o Bitcoin, mas com várias outras aplicações.

Antes de decidir se vale ou não a pena investir nesta criptomoeda, é essencial que defina o seu perfil de investidor, já que este é considerado um investimento de alto risco.

Além disso, é essencial verificar que possíveis contornos jurídicos possa ter este gênero de negociação para evitar surpresas.

Posto isto, será que ainda vale a pena investir em Ethereum?

Apesar do Bitcoin continuar a ser a criptomoeda mais popular, as últimas notícias dão conta de que o Ethereum está em alta e pode ser uma categoria de investimento que lhe pode oferecer oportunidades interessantes para tentar rentabilizar o seu capital.

As criptomoedas são conhecidas pela sua alta volatilidade e existem diversos fatores que influenciam o seu preço, sendo que o Ethereum não é exceção.

De modo geral, verifica-se que existe uma relação direta entre o Bitcoin e o Ethereum o que significa que sempre que o Bitcoin sobe, o Ethereum sobe e vice-versa. Isto significa que antes de investir em Ethereum deve consultar também o desempenho do Bitcoin.

Além do preço do Ethereum ser influenciado pelo preço do Bitcoin, existem outros factores responsáveis pela oscilação do valor das diferentes criptomoedas como acontecimentos político e econômicos, e que muitas vezes são igualmente responsáveis pela oscilação do valor das moedas convencionais.

Como as criptomoedas não são regulamentadas por um organismo econômico ou governamental como as moedas convencionais acabam por ser fortemente influenciadas pela especulação.

Um bom exemplo disso é precisamente o que acontece ao mercado sempre que grandes investidores tornam público o seu interesse por determinada criptmoeda, tal como aconteceu recentemente quando Elon Musk, dono da Tesla, anunciou o seu interesse pelo Bitcoin.

Existe uma forma de conseguir contornar a volatilidade associada às criptomoedas, negociando com a oscilação de preço sem a aquisição propriamente dita da criptomoeda que exige a aquisição de uma carteira eletrônica para armazenar os seus Ethers.

A negociação de criptomoedas e de outros ativos através de derivados como os CFDs, contratos por diferença, permitem que se especule sobre o preço de Ethereum no sentido ascendente e descendente sem a adquirir.

Este gênero de negociação acarreta bastantes riscos dado que utiliza o sistema de alavancagem que permite uma exposição de investimento maior com um saldo inferior, mas que aumenta igualmente o valor das suas perdas.

A negociação através de CFDs ocorre através de um intermediário, uma corretora, onde permite em um só lugar negociar diferentes derivados de criptomoedas e, não só.

Como consideração final, e antes de decidir se investir em Ethereum valerá ou não a pena é essencial que escolha sempre parceiros de negociação de confiança, que invista num estudo contínuo do mercado e tenha presente que não existem negociações isentas de riscos.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Autor

Equipe da redação do TI Especialistas normalmente posta textos escrito por terceiros e enviados para o site com os devidos créditos.

Equipe da Redação

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade



Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.