Governança

Ξ 2 comentários

Estamos preparados para as redes sociais?

publicado por Luiz Eduardo Improta

Estava ouvindo a pouco um comentário sobre o grande crescimento das redes sociais na Internet e pensei: “…com tantos problemas no mundo, ainda mais esse !” e realmente é um grande problema. Vamos rapidamente falar um pouco sobre as redes sociais e citar os cuidados que temos de ter quando tratamos com elas.

Alguns dados importantes sobre o peso que as redes sociais estão fazendo na vida do internauta brasileiro:  a cada 4 internautas brasileiros, 3 acessam o “Orkut” e o outro se divide entre o “Facebook” e “Twitter”, sendo que o primeiro leva muita vantagem sobre o segundo; o “Orkut” é o terceiro site mais visitado no Brasil; o tempo médio de visita nos mesmos são de 9 minutos para Orkut, 3,2 minutos para o “facebook” e 3 minutos para “Twitter”; outro dado incrível é que no dia 3 de janeiro de 2011, foram adicionados 62 milhões de fotos nos álbuns destes sites, totalizando cerca de 1,6 bilhões de visualizações, aproximadamente 19 mil por segundo; o Brasil está no “Top” do ranking mundial de acessos ao “Orkut”, com mais 50% dos acessos ao mesmo. E tem mais: se o “Orkut” fosse um país seria tão populoso quanto ao Canadá… Sinistro, não acha!

Com as informações que acabou de ler, te pergunto: estamos realmente preparados para isto? Estou falando em todos os aspectos, mas falaremos apenas de nossa praia: a de TI, dando ênfase à área de Segurança da Informação. Já parou para pensar que tem gente que expõe toda a sua vida em um site com visibilidade mundial? Onde trabalha, o que faz, onde está, etc. Existem empresas, que já possuem bloqueios a estes sites (pois já sabemos que esta febre faz com que o rendimento profissional caia muito) e para reforçar, inseriram em suas Políticas de Segurança proibições para navegar no horário de trabalho com sanções a quem estiver acessando com recursos da empresas ou até mesmo com os seus (IPhones, SmartPhones, etc.). Pois estes acessos, como já vimos acima, traz custos diretos e indiretos para as empresas. Além do mais, podem comprometer a segurança das mesmas, pois os dispositivos de Firewalls e IPS/IDS ainda não estão totalmente preparados combater esta guerra. Entre os principais perigos aparece o famoso “phishing”, que quer dizer “pescando” em inglês, na verdade podemos dizer que é “pescando trouxas”, pois, neste caso, criam um perfil falso nestes sites e colocam frases que aguçam a curiosidade de todos, para que cliquem nas fotos ou links para supostas fotos. Quando os “curiosos” clicam, muitas vezes baixam para suas máquinas: vírus, trojans, spywares, bots, etc. e todas estas pragas que já conhecemos. A coisa complica quando o usuário não possui um antivírus eficiente, neste caso a máquina infectada pode trazer sérios prejuízos a todos que a utilizam para, principalmente, acessarem bancos. Outra  ameaça poderosa e que praticamente não se tem defesa, é a engenharia social oficializada, pois antes de criar um perfil você aceita o termo de uso destes e com certeza 99,87% das pessoas nunca lêem o que o “site” pode fazer com os seus dados, ainda mais em inglês. Como os dados pessoais ficam expostos para qualquer pessoa, como já dizemos, pode-se planejar seqüestros através de fotos; saber onde as pessoas estão, pois muitas ficam atualizando seu perfil com mensagens em tempo real através de dispositivos móveis. E as pessoas do mal, agradecem muito. Contra isso, somente a educação tecnológica pode diminuir os riscos. Acreditem, não estou exagerando em nada!

Não sou contra ou favor das redes sociais, apenas prego que temos que tomar muito cuidado com a exposição demasiada.

A grande verdade é que as redes sociais têm, como tudo na vida, dois lados: o lado divertido de encontrar muitos amigos que há muito tempo não via e reuni-los para festas e muitas coisas legais; e o outro lado que trouxe um “tsunami” devastador e que ainda não temos como evitar e mensurar as suas conseqüências danosas. Cabe a todos saber utilizar com muita, mais muita atenção as redes sociais, pois senão o que era um sonho divertido, se transforma em um pesadelo sem precedentes.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Sou profissional com mais de 22 anos de experiência desenvolvida em empresas do setor "outsourcing" em TI e Segurança da Informação. Com 2 Pós graduações e 1 MBA na área de TI e diversas Certificações em Segurança e Tecnologia da Informação, dentre elas: COBIT 4.1, ITIL v2 e v3, ISO27002 e CCSA/CCSE. Meu link no "linkedIn": http://br.linkedin.com/in/limprota007

Luiz Eduardo Improta

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.