Segurança da Informação

Ξ Deixe um comentário

Conheça 3 soluções que podem proteger a sua empresa dos crimes virtuais mais perigosos do momento

publicado por Luís Montanari

Descubra quais medidas podem te ajudar a evitar problemas e fugir do perigo

De fato, a segurança de dados vem se tornando uma preocupação cada vez maior. Aliás, segundo uma pesquisa da Unysis, 85% dos brasileiros foram vítimas de crimes virtuais ou conhece alguém que já enfrentou o problema. Por isso, o objetivo deste texto é informar 3 ações que podem ajudar a afastar os crimes virtuais da sua empresa e manter seus dados cada vez mais seguros.

Além disso, vamos revelar também alguns dos principais cibercrimes do momento.

Quer saber mais sobre o assunto? Confira a seguir!

O que são crimes virtuais?

Antes de revelar algumas medidas que possam combater este tipo de crime, é importante ressaltar como ele é caracterizado.

Portanto, os cibercrimes ou crimes virtuais, informáticos e cibernéticos, são aqueles aplicáveis em todas as atividades criminosas que utilizam uma rede de computadores como instrumento para base de ataque.

Ou seja, são delitos cometidos com a prática ilícita na internet, como invasão de sistemas e furto de dados pessoais, por exemplo. Aliás, até mesmo a disseminação de vírus pode ser considerada um crime virtual.

Mas para que você entenda um pouco mais sobre este tipo de delito, separamos os mais comuns nas empresas. Veja:

Phishing

Primeiramente, entre os principais crimes cibernéticos no mundo dos negócios está o phishing. Para que você entenda melhor, trata-se da tentativa fraudulenta de conseguir informações confidenciais como nomes de usuários, senhas e detalhes do cartão de crédito.

No entanto, para conseguir estas informações os criminosos surgem disfarçados de algumas entidades confiáveis, através de comunicação digital, que pode ser feita via e- mail ou SMS, por exemplo.

Desse modo, o contato é realizado de maneira próxima, para influenciar a vítima a fornecer dados bancários. Assim, ao compartilhar algumas informações confidenciais a pessoa pode ser vítima de falsa identidade e perder dinheiro por conta de transações criminosas.

O termo foi escolhido por sua semelhança com outra palavra do vocabulário inglês, fishing, que significa pescar.

Desse modo, assim como na pesca, quem pratica o phishing utiliza iscas para atrair os usuários e obter as informações necessárias para aplicar os golpes.

De acordo com o relatório The Fraud Beat 2019, produzido pela Cyxtera, a quantidade de ataques de phishing cresceu 28% em comparação ao ano anterior. Aliás, o Brasil é o segundo país de origem dos ataques e registrou no terceiro trimestre do ano passado mais que o dobro de crimes registrados nos três primeiros meses.

Vazamento de dados

Inegavelmente, os portais de tecnologia nos últimos meses foram marcados por muitas notícias de vazamento de dados de grandes empresas.

E isso representa um grande perigo, pois as informações são muito valiosas para um negócio e ajudam na tomada de decisões em diferentes departamentos.

Além disso, é importante lembrar que com a Lei Geral da Proteção de Dados (LGPD) as corporações precisam prestar ainda mais atenção. Pois elas são as responsáveis pela proteção e tratamento correto dos dados dos clientes que estiverem sob sua custódia.

Portanto, em caso de má conduta, as multas podem chegar em até 2% do faturamento bruto da empresa por infração.

Por isso, além de seguir as normas exigidas por lei, é fundamental adotar algumas medidas para proteger os sistemas internos e criar uma cultura de proteção de dados para que os funcionários saibam o que são os crimes virtuais e ajudarem a evitar qualquer tipo de fraude.

Ransomware

Por fim, é importante citar o ransomware como um dos principais cibercrimes do momento e um delito em ascensão.

Na verdade, este é um dos crimes mais perigosos para as empresas. Pois os criminosos planejam invadir e sequestrar a infraestrutura de TI, bloqueando o acesso aos dados por criptografia e exigindo um valor de resgate para recuperá-los. Todavia, não existe nenhuma garantia de que isso será cumprido após o pagamento.

Ainda segundo a Cyxtera, no último ano este tipo de ataque aumentou em 500% no mundo todo. Do mesmo modo, os números do Brasil também causam um alerta. Afinal, nosso país corresponde a 10,75% das ameaças mundiais para empresas de diferentes tamanhos e segmentos.

Uma das melhores maneiras de se proteger deste risco é adotar sistemas de proteção. A solução ajuda a monitorar os sistemas e identificar quais são os arquivos mais sensíveis para realizar uma segurança extra neles, assim como a realização de backups.

Como proteger uma empresa de cibercrimes?

Como você viu, é preciso cautela para manter todas as informações em segurança e fugir dos chamados cibercrimes.

Infelizmente, os últimos meses nos motivam a ter ainda mais preocupação com este tipo de atividade criminosa. Afinal, os casos estão aumentando consideravelmente.

No entanto, a boa notícia é que existem algumas formas de se proteger, pois a ciber proteção também está cada vez mais forte e efetiva, oferecendo mais alternativas para que profissionais de TI mantenham suas equipes e clientes ainda mais seguros.

Por isso, agora que você já sabe os principais crimes virtuais, chegou a hora de conhecer algumas medidas que podem ajudar a eliminar os perigos. Descubra como reforçar a segurança:

Automação

Os serviços de automação ajudam a resolver problemas de segurança com mais rapidez. Pois executam ações prescritas automaticamente quando identificam alguma atividade suspeita.

Desse modo, eles conseguem evitar que o problema se espalhe e que um sistema seja inutilizado, enfrentando uma possível violação de maneira rápida e eficiente e mantendo os danos sob controle.

Inteligência artificial

A inteligência artificial é uma solução utilizada para detectar os perigos com mais rapidez, já que imita o pensamento humano e sua tomada de decisões.

Além disso, com o auxílio do aprendizado de máquina, utiliza algoritmos para ensinar uma máquina a tomar decisões mais inteligentes com o tempo. Por isso, é uma maneira eficaz de evitar problemas e se preparam caso eles apareçam.

Crowdsourcing

Por fim, vale destacar as ações de crowdsourcing, modelo de produção e estruturação de processos que utiliza a sabedoria e os aprendizados coletivos para resolver problemas e desenvolver soluções.

Sem dúvidas, os cibercriminosos formaram uma comunidade global. Assim, compartilham seus golpes e as vulnerabilidades encontradas.

Por isso, MSPs e equipes de TI também capitalizaram a inteligência de ameaças para combater as fraudes, através de seu conhecimento e experiência, que pode deixar o trabalho ainda mais seguro.

Aliás, hoje existem soluções de gerenciamento que integram informações de várias fontes para que os alertas sejam identificados com mais facilidade e a proteção esteja mais acessível.

Quer saber mais sobre estas soluções? Clique aqui e fale com um dos especialistas da ADDEE.

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Especialista em Marketing e Vendas para Empresas de TI e MSPs. Sou pai da Helenna e da Cecília, Comunicólogo, Marketeiro e Vendedor. Além de um profundo apaixonado por tecnologias e boas cervejas. Tenho mais de 10 anos de experiencia em vendas e gestão de pessoas, sendo os últimos 8 dedicados ao mercado de Tecnologia e Serviços de TI. Ao longo dos últimos anos, me especializei no mercado MSP e ajudei dezenas de empresas à redesenharem seus serviços e suas ofertas. Atuo como líder dos times de Marketing, Pré-vendas e Vendas da ADDEE SolarWinds MSP, trabalhando para transformar Empresas de Suporte em verdadeiros MSPs! #SaaS #InsideSales #Inbound #Sales #Marketing #RMM #Backup #Gestão #SPIN #BANT #B2B #MSPsummit #souMSP #TransformacaoDigital

Luís Montanari

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes