Cloud Computing

Ξ Deixe um comentário

ERP na nuvem

publicado por Abian Laginestra

Figura - ERP na nuvemHá 15 anos atrás, o bug do milênio trouxe uma grande movimentação para a indústria de TI e isso atuou como uma motivação adicional para o incremento do Market Share de muitos sistemas e a inclusão de novos contratos em suas receitas. Acontece que em um prazo típico de dez a 15 anos, os clientes, portanto, enfrentam agora a pergunta: Continuar a se concentrar em on-premise, ou melhor recorrer a um ERP SaaS na nuvem?

O problema reside que as ofertas on-premise possuem o jeito da empresa e quando falamos em nuvem há uma certa padronização das soluções sob demanda. ERP´ da nuvem ainda são the-shelf software. On-premise é como um terno bem cortado, tem seu caimento justo e o preço também.

Muitas empresas esperam que a sua solução de ERP possua um elevado grau de personalização, permitindo-lhes mapear seus processos de negócio individualmente.

Em comparação com o software padrão as empresas ainda são bem céticas.

Entretanto muitas das pequenas e médias empresas tendem a possuir o modelo flexível e de baixo custo, aonde paga-se pelo consumo no provedor da nuvem, acabam com isso aceitando as limitações no grau de individualização da solução.  Isso também atrai um curto “time to market”.

Do lado da oferta, o mercado de ERP divide-se em alguns especialistas menores da indústria, que muitas das vezes destacam-se com muito sucesso através do know-how da indústria específica de sua clientela.

Estes especialistas da indústria para pequenas e médias empresas as tratam muito bem, conhecendo em detalhes o negócio aonde estão vendendo.

Acontece que muitas vezes é melhor compensar a desvantagem do alto nível de padronização, através de uma modularização da sua oferta e um ambiente de desenvolvimento (PaaS). As industrias menores de ERP para alguns nichos já perceberam isso e podem ofertar algo que deixem seus clientes satisfeitos.

Fornecedores de soluções de ERP a partir da nuvem (SaaS) precisam conduzir alguns critérios de avaliação, como ergonomia, funcionalidade, modularidade, a integração de tendências (como a mídia social, Big Data, Mobile), o nível de preços e por último, os caminhos da migração sem interrupção, da solução on-premise para a nuvem. Algo bem complexo a medida que o ERP cresce junto com a empresa que o desenvolve.

Sabidamente o ERP da SAP é líder mundial desse mercado o que não ocorre ainda No Brasil, quando falamos Paas. No entanto a SAP tem se posicionado com sua nuvem ERP Business ByDesign (BYD) com muita na Europa.

O ponto atrativo da BYD modular é justamente oferecer uma solução atrativa em termos de aprovisionamento de recursos.

A SAP estava lutando duro com o Business ByDesign durante algum tempo e teve de lidar com problemas de desempenho. BYD era demasiado volumoso para o modelo de cloud-sourcing. Mas agora é de fato uma solução.

Finalizando decidir por um ERP on-premise ou Paas é algo bem desafiador. Mas por mais surreal que possa parecer, o caminho das PME´s para a tomada dessa decisão é mais simples em função do seu budget.

O que temos de novo é que o modelo na nuvem estava sendo trabalho por especialistas menores de cada nicho que as empresas atuavam (jurídico, médico, investimentos,, etc.) e esses tinham total conhecimento dos processos de negócio de seus clientes. Agora os T-Rex chegaram com força e preço nessa seara, resta saber se o conhecimento do segmento de atuação está legado.

[Crédito da Imagem: ERP na Nuvem – ShutterStock]

 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Profissional com 20 anos de experiência nas áreas de tecnologia, compliance e administrativa de empresas, com forte preocupação em segurança da informação e aderência regulatória. Possui larga experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Sistemas de Informação. MBA em Gestão da Segurança da Informação pelo INFNET, e graduado pela EBAPE - Fundação Getúlio Vargas.

Abian Laginestra

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes