Carreira

Ξ Deixe um comentário

A grama do vizinho

publicado por Michell Pol

Tenho sido procurado por algumas pessoas que se demonstram insatisfeitas com o que chamam de “injustiça dentro da empresa em que trabalham”. Quando procuro entender melhor o ponto, as histórias se repetem: “ …não consigo entender porque fulano foi reconhecido com prêmio xxxx. Os premiados são sempre os mesmos! Eu aqui, trabalho dia e noite e não consigo nada parecido…” ou “ Anunciaram mais uma promoção no departamento e, mesmo com meu ótimo trabalho, não fui eu o promovido…”. Uma outra recorrente “meu gerente tem um grupinho de preferidos…ele sempre dá as tarefas de maior importância e visibilidade a eles…eu nunca terei chance!”.

E essas pessoas acabam mudando de função, de área, muitas vezes até de emprego, tamanha é a sua indignação com tais “injustiças”. O interessante é que, mesmo com a mudança, a situação acaba persistindo uma vez que a pessoa indignada continua sem ser promovida, sem receber prêmios, sem conseguir a promoção que tanto procura. Mas por que será que isso acontece?

Vou começar citando uma entrevista que li recentemente do recordista dos 100 metros rasos, Usain Bolt. Quando questionado sobre se já havia corrido contra algum atleta que percebesse estar sob o efeito de anabolizante/esteroides e se era possível perceber isso, sua resposta foi categórica: “Nunca vi algo do gênero e, honestamente, não reparo em nada desse tipo. Como um atleta de ponta, tenho de estar focado no meu desempenho, na minha prova, em minha própria velocidade.” Fonte: http://veja.abril.com.br/blog/ricardo-setti/tema-livre/usain-bolt-fala-a-lenda-viva-do-esporte/

Vejo esta como a grande lição a ser compreendida por pessoas que passam por frustrações observando o crescimento de seus colegas de trabalho, muitas vezes até de parentes ou amigos. É famosa história sobre a grama do vizinho ser mais verde do que a minha!

Vou dar algumas dicas aqui com base na lição de Bolt. Aqui vão elas:

  • Procure seu gerente/gestor, colegas, amigos, família… enfim, procure pessoas que te conheçam e as pergunte sobre seus pontos fracos, pontos que precise melhorar e/ou desenvolver. Peça o famoso feedback. Lembrando que o melhor feedback ainda é aquele que nós mesmos nos damos, sem nos enganarmos.
  • Conhecendo tais informações, procure saber o que falta para que você seja promovido. O que precisa desenvolver. Trace um plano de desenvolvimento em que aborde as deficiências encontradas e as trabalhe. Procure entender qual o critério de premiação da empresa em que trabalha.
  • Não se iluda achando que seu gerente vá usar critério de afinidade para entregar tarefas de maior visibilidade e responsabilidade a alguém de seu time. O risco é muito alto para que ele tome decisões desta maneira. Provavelmente as pessoas que ele chama para ajudar com essas tarefas são aquelas que já deram provas que ele pode confiar, que tem disponibilidade, responsabilidade, e que não o deixarão “na mão”. A palavra portanto é credibilidade. É justamente neste ponto que precisa trabalhar. Talvez você ainda não tenha demonstrado o quanto você está disposto a ajudar. Em tarefas passadas pode ter deixado a desejar, afetando assim sua credibilidade com ele/time/empresa. Ou ainda, talvez esteja trabalhando muito, mas com o foco no ponto errado…

Procure seu gerente/gestor e converse a respeito. Procure entender melhor como seu trabalho é visto e o que precisa ser desenvolvido. Tenho certeza que irá se surpreender.

Você vai perceber que a grama do vizinho e a sua tem a mesma natureza, mas dependendo do foco do jardineiro, a coloração pode mudar…

Ótima semana! Sucesso!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Michell Pol é profissional apaixonado por todas as questões que se realacionam ao desenvolvimento humano. Economista, especialista em Gestão Estratégica de Pessoas, possui experiência profissional como auditor financeiro e gestor de pessoas e operações em multinacionais.

Michell Pol

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.