Carreira

Ξ Deixe um comentário

7 dicas para melhorar a construção do seu currículo

publicado por Renato Luiz Cardoso

Figura - 7 dicas para melhorar a construção do seu currículoO mercado de trabalho na área de tecnologia da informação vem mantendo-se aquecido apesar da crise pela qual nosso país está passando. Esta é uma oportunidade para aqueles que são recém-formados e que estão querendo ingressar na área de TI, ou ainda, para quem está querendo mudar de emprego.

Porém, para tentar alcançar uma vaga na área, o ponto de partida é seu o currículo. Ele é sua apresentação para o recrutador e vai permitir que o mesmo entre em contato para agendar uma entrevista (ou não).

Seu currículo mostra um breve panorama da sua carreira e do que você pode oferecer para a empresa, em termos de conhecimento e experiência. É o contato inicial. Como sou professor na área de TI, muitos alunos pedem dicas de como elaborar ou até mesmo como começar o currículo.

A seguir escrevo sete dicas de como você pode melhorar seu currículo. Obviamente, você encontrará muito mais informações na Internet e em sites de recrutamento, mas acredito que qualquer dica sempre ajuda. Vamos a elas:

  1. Não cometa erros de português: Esta dica nem devia estar aqui. É óbvio que você não pode escrever errado no currículo, mas muitos candidatos não reparam em pequenos erros de acentuação ou nas novas regras de ortografia. Procure usar um editor de textos atualizado e tenha atenção aos detalhes, como acentuação e concordância.
  2. Destaque seu cargo atual: No item do currículo que trata sobre experiência profissional, procure dar destaque ao seu cargo atual, colocando-o em primeiro lugar. Muitos recomendam que você coloque apenas os três últimos empregos, mas isso não é uma regra.
  3. Destaque certificações e premiações: Certificações como LPI (Linux), CompTIA, Microsoft, entre outras, são muito valiosas na área de TI. Indicam que você foi aprovado por um órgão certificador, muitas vezes, pelo próprio fabricante da solução.
  4. Formação Acadêmica vem primeiro: Recomendo que o primeiro tópico do seu currículo seja a formação acadêmica. Isso é importante, pois, muitos recrutadores começam a seleção exigindo superior completo, ou pós-graduação.
  5. Cursos, somente aqueles que são relevantes: É importante, do meu ponto de vista, que você coloque no currículo os cursos que você realizou. Porém, apenas aqueles que são relevantes para o cargo pretendido. Por exemplo, se você está buscando uma vaga na área de vendas um curso sobre Java não tem tanta relevância quanto um curso de atendimento ao cliente.
  6. Objetivo é importante: Este é um ponto controverso ao escrever o currículo, coloque sempre um objetivo. Isso é importante para que o recrutador conheça suas perspectivas em relação a sua carreira.
  7. Pretensão salarial de acordo com o mercado: Muitas vagas solicitam este item. Isso existe para que o recrutador tenha uma linha base para a negociação salarial e para verificar se o valor que a empresa pode oferecer está dentro das suas expectativas. Pesquise os valores médios oferecidos para o cargo pretendido e coloque um valor que você considere justo. Lembre-se que se você for contratado, poderá ser pelo valor estipulado e se sua pretensão for muito baixa, não poderá reclamar depois. Ok?

Sucesso à todos e até a próxima.

[Crédito da Imagem: Currículo – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Professor Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - IFSP Campus Salto/SP

Renato Luiz Cardoso

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.