Posts by Tag: gestão de pessoas»

Carreira

Desafio “Y”

Desafio “Y”

posted by Alexandre Eduardo Oliveira

Uma nova leva de profissionais está chegando ao mercado de trabalho, com ideias, valores e posturas muito diferentes daquelas que estamos habituados.

Gerência de Projetos

Liderança, Comunicação e saberes culturais

Liderança, Comunicação e saberes culturais

posted by Davambe

“No futuro você se lembrará. Tenho certeza disso.” Disse ele, triste e amargurado por ver o estrago do elefante em sua palhota. Sem guardar mágoa continuou a andar como se estivesse indo para o futuro, “procurar-me-á para pedir desculpas”.

“Oh, meu amigo, amiguinho, amigão”, tentou consolar o Cágado, “que foi dessa vez…”

“Esse gajo aprontou mais uma”.

“Não esquenta, vamos dar um jeitinho”, concluiu o Cágado fazendo-o lembrar que para certas espécies não existe a palavra futuro.

“O quê?”, perguntou curioso, “palavra inexistente?”,

“É isso, você como líder deveria de saber, que algumas línguas não se referem ao futuro como nós de cá nos referimos.”

“Não é nem isso, é que essa palavra apresenta limitação. Não há. Portanto o interlocutor não entenderá.”

“Não entendeu, não haverá comunicação”

Carreira

Sim, há vaga não

Sim, há vaga não

posted by Davambe

Ela consigo pensava, enquanto caminhava: Como doce é a tua voz, na sua sombra pude descansar, a esconder-me daquele sol que parecia do deserto do calahari, a castigar tudo abaixo, menos aquele que tivesse uma sombra generosa como aquela. Foi debaixo daquele sol que prestou atenção de como a sua companheira manipulava a voz, adocicando com toda a suavidade dos céus. Enquanto escutava pensava como a natureza foi demais sábia com todos. Aquela maneira de se expressar não era de uma ave original, a doçura da sua voz que parecia artificial, era de certa forma a contemplação de toda essa miscigenação cultural. Foi esse encontro de várias culturas que modificou seu jeito, sua maneira, tornando-o único, plenipotenciário e soberano. Nessa floresta era tudo estranho, apenas o Elefante Cinzano sabia como as coisas ali funcionavam. As duas aves continuavam a caminhar a esmo. A Codorna que buscava saber da oportunidade, não perdia a chance para perguntar e o Avestruz prontamente respondia:

“Sim, há vaga não”, assim ela respondeu apontando o biquinho para a palhota que estava trancada havia uma semana. Lá ficava o chefe cheio de manias, falares violentos e quase sem entendimento, chegava antes do dia amadurecer e saia com o piar da coruja. Esse chefe chamava a todos de Zé. Era Zé pra lá e Zé pra cá. A maneira como ele tratava seus subordinados desagradava a todos da floresta, afinal tinham nomes que encantavam quando pronunciados, mas o chefe ignorava, gerando descontentamento.

Naquela semana, ninguém sabia se o chefe estava na palhota. Também, quem queria saber? Nem em espiar ninguém quis. Foi então que quando perguntado, o Avestruz não hesitou em apontar o biquinho, afirmando e negando. Mas a Codorna que vinha de outra floresta ficou sem saber qual era a resposta:

“Há vaga ou não há vaga?” Insistiu ansiosa, com pouco fôlego.

Tecnologia

Updatezinho, cafunezinho e tupãzinho em TI

posted by Davambe

O jardim era belo, com flores com as quais paga o dote para os apreciadores de beleza. Era primavera e os dois estavam a caminhar com suas choraminhices.

Carreira

Relação Gestor x Analista/Programador – Parte 2: Quando o gestor é ruim!

Relação Gestor x Analista/Programador – Parte 2: Quando o gestor é ruim!

posted by Margadona

Continuando o assunto sobre a Relação Gestor x Analista/Programador onde, inicialmente, explanei minha opinião sobre o bom gestor, agora opinarei sobre o gestor ruim que pode afetar toda uma área de TI.

Infelizmente aquele ditado “Se quiser conhecer uma pessoa de verdade, dê poder a ela” parece que contamina, pelo lado ruim, vários gestores.

Já presenciei várias situações onde o gestor questiona a competência de sua equipe, baseado em cronogramas equivocados e péssimas condições de trabalho, o que ocasiona desmotivação da equipe e consequentemente queda na qualidade do software.

Muitos gestores acham que sua equipe sempre está contra ele, que sua equipe “fala pelas costas”, por isso sempre digo que um bom gestor acima de tudo tem que saber se comunicar com sua equipe, seja individualmente ou coletivamente.

Fofoca, intrigas e postura anti-ética, quando fomentados pelo próprio gestor, são como uma vírus mortal que se espalha por todo departamento de TI.

Nenhuma equipe, por melhor que seja, consegue caminha sozinha sem o apoio do seu gestor.

Conhecem uma regra básica do futebol, que se encaixa muito bem em TI?

“Ou jogamos todos juntos ou perderemos!”

Carreira

Gerente Ubuntu – Humanidade para Todos

Gerente Ubuntu – Humanidade para Todos

posted by Davambe

“Socorro!”, gritou o Cágado de nome Jarunalete, em uma tentativa de chamar atenção ao que estava acontecer na sua aldeia. Um gerente fora contratado para liderar projeto Oralidade em TI da Floresta Tupicá. Ninguém escutou o grito. A oralidade reinou até o extermínio de sua língua.

Jarunalete foi-lhe permitido viver 113 anos, era a única biblioteca ambulante, que registrara em sua memória os acontecimentos e as tentativas de sobrevivência de sua língua. Não sobreviveu ao projeto Oralidade em TI, não contemplava esse item em seu escopo. As plantas foram catalogadas e suas fórmulas milagrosas transformadas em remédios em grandes laboratórios. Num dia infeliz Jarunalete acordou com mal estar. Foi socorrido por uma sobrinha que o levou ao hospital mais próximo. Diagnóstico? Intestino em greve prendia tudo que entrasse. Com papel branco em mãos apresentou-se diante de um búfalo de branco atrás de balcão que o sentenciou: “Um dinheiro”.

“Um dinheiro!”, repetiu o réptil. Era muito dinheiro, um dinheiro. Lembrou-se que nos tempos de antigamente não precisava pagar para convencer o intestino a soltar os alimentos, bastava mastigar uma folha da planta que ele aprendera em ritos de passagem.

Jarunalete ficou horrorizado. “Aquele gerente do projeto Oralidade me paga”, jurou e voltou a jurar. Foi então que debaixo da jabuticabeira conseguiu reunir mais de mil cágados que reclamavam seus direitos.

Carreira

Gestão de Projetos ou Gestão de Pessoas

Gestão de Projetos ou Gestão de Pessoas

posted by Denise Dinucci

Em muitos projetos que participei, o mais difícil realmente está em gerenciar pessoas, tanto no que se refere a equipe de TI, interna ou externa, ou equipe de KeyUsers responsáveis por cada área da empresa.

Geralmente entendemos que a decisão por um novo sistema ou por uma mudança de processo ou por uma nova tecnologia seja decidida e planejada pela alta direção. Trata-se na realidade de uma decisão estratégica onde provavelmente muitas situações devem ter sido avaliadas, assim como seus impactos devem ter sido considerados e com isso, teoricamente, um plano de ação deve ter sido imaginado ou criado.

Quando estamos diretamente envolvidos num projeto – “Gestor de Projeto”, ou pelo menos o que deveria ser, muitos são os desvios que ocorrem naquilo que se imaginava inicialmente, por diversos motivos.

Carreira

Relação Gestor x Analista/Programador – Parte 1: Quando o gestor é bom!

Relação Gestor x Analista/Programador – Parte 1: Quando o gestor é bom!

posted by Margadona

Quem já tem uma boa experiência na área de TI, com certeza já presenciou algum fato ou soube de alguma história sobre falta de respeito à hierarquia nas empresas.

Vamos começar pela definição do que é hierarquia!

Hierarquia é a ordenação de elementos em ordem de importância. Mas pode significar mais especificamente:

A distribuição ordenada dos poderes.
A graduação das diferentes categorias de funcionários ou membros de uma organização, instituição ou igreja.
A ordenação de elementos visuais para tornar a informação mais facilmente inteligível ou para destacar elementos de uma composição.
Cargos de chefia existem para valorizar profissionais com perfil de liderança e que saibam delegar tarefas. Esses profissionais, quando assumem lideranças, enxergam o outro lado das corporações, que não vislumbravam quando eram analistas ou programadores.

Carreira

Ética e oportunidade

Ética e oportunidade

posted by Davambe

Ah, Monomotapa! Sua fama fez na outrora gente viajar de tão longe para saquear suas riquezas, muitos também padeceram no abismo oceânico. Era difícil de decifrar se seu sorriso era azedo ou doce. Quinhentos anos se foram. Os tempos são outros, as necessidades também. A única coisa que causou estranheza em nossos dias foi aparição dele no Índico, justo onde era rei o reino do Monomotapa. Ele que era do Atlântico, não do Recife, nem de grosso mato, mas do lado de cá, onde a garoa ainda cai regularmente. Molhando sem cerimônia as plantações e derrubando instantaneamente a poluição. Ele andava sentindo o peso da idade a incomodá-lo, embora aparecesse feliz. Vejam só, aquele elefante estava mesmo feliz por ali encontrar-se a negociar a expansão de seu império.

Muitos queriam saber como o Leão, aquele felino menos querido da floresta, conseguiu convencer o elefante a expandir seus negócios naquele ano que muitos falavamem carestia. Nabem da verdade ninguém se arriscava a plantar mais que um metro, alegando falta de incentivos.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.