Gestão de Conhecimento

Ξ Deixe um comentário

Delegar não é Abandonar

publicado por George Luiz Garrido

Com a modernização e constante atualização dos processos gerenciais, novas técnicas de Gestão surgem e outras são aprimoradas a cada dia.

Em uma época não muito distante, o principal critério usado para determinar se o Gerente era bom ou não, foi o de “delegação de tarefas”. Os Líderes que não sabiam distribuir as atividades passando parte do seu “poder” para equipe, tinha um Gap de desenvolvimento sério e muitas vezes eram penalizados nas suas avaliações de competências. O grande problema com esta onda é que muitos gestores que tinham lacunas mais sérias de desenvolvimento, se apoiaram na “necessidade” institucional e deixaram de lado a base e os princípios gerencias, usando a “delegação” muitas vezes como fuga e escudo.

Para passarmos qualquer atividade para alguém, temos em primeiro lugar que ter domínio da mesma e saber os possíveis cenários que ainda estão pendentes, como por exemplo, riscos. Enquanto não temos este controle, não podemos em hipótese alguma desejar que alguém venha fazer o trabalho, pois ainda não existe maturidade.

O “câncer” desta época que ficou são “chefes” que hoje passam diretamente para seus subordinados as funções que não exercem, e quando precisam atuar direta ou indiretamente dados os possíveis problemas e consequências destas atribuições, expõe os seus recursos para não serem prejudicados com os efeitos causados pela falta de estruturação de todo o processo de gestão.

Como resolver? Capacitação dos líderes com foco em gestão de pessoas e autoconhecimento. Se o “gestor” conhece de forma detalhada seu trabalho, as necessidades do cliente e tem o alinhamento estratégico com a empresa, está pronto para o segundo grande passo da sua carreira: conhecer suas deficiências, suas qualidades e o quanto pode e deve colaborar com a sua equipe para cumprir suas metas. Se olharmos para um organograma, um bom líder se coloca na base e não no topo. Ele é referência para equipe, sabe de tudo, conhece, responde tudo, têm carisma e confiança dos seus subordinados, líderes e rede de relacionamento.

Um bom gestor considera como ponto forte seu conhecimento e não o seu cargo!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

George Luiz Garrido tem mais de 15 anos de experiência na área de TI, atuando durante toda sua carreira no Mercado Financeiro, especificamente em Banco de Atacado. Com grande vivência no Gerenciamento de Projetos, Equipes de Desenvolvimento, Gestão de Fornecedores e Fábricas de desenvolvimento. Com mais de 40.000 horas de projetos implantados, já trabalhou como Suporte, Homologador, Analista Funcional, Desenvolvedor, Líder de equipes de desenvolvimento, Coordenador de Projetos, Consultor de TI, Gerente de Projetos e atualmente é um dos responsáveis pela Gestão da Sustentação de Serviços e Aplicações de um dos maiores do mundo.

George Luiz Garrido

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.