BI

Ξ Deixe um comentário

O hype em torno do Big Data

publicado por Leandro França de Mello

Figura - O hype em torno do Big DataBig Data é a palavra do momento nas bocas de todos que operam, trabalham e vendem serviços de tecnologia no mundo. A palavra está na ordem do dia e na cabeça de 10 em cada 11 executivos de TI. Então, exatamente o que é Big Data?

Basicamente, refere-se a uma coleção de conjuntos de dados ou informações muito grandes e complexas para serem processados e a partir dessa massa de dados, extrair inteligência aos negócios. O Biga Data se tornou a arte e a ciência de combinar os dados de empresas, dados sociais e dados de máquina(IoT- Internet das coisas) para derivar novos insights, que de outra forma não seriam possíveis. O Big Data também está associado à combinação e análises de dados em tempo real para prever resultados e tendências.

O Big Data está frequentemente associado à grandes volumes de dados quando visto de uma perspectiva da ciência popular. Contudo,estamos familiarizados com a análise de dados tradicionais, onde os dados são em grande parte transacional, estruturado e comumente usados para prever as tendências futuras com base em dados do passado. Foi assim que gerentes e CEO do mundo inteiro geriram seus projetos até o advento do Big Data. Analisando os dados, olhando para o passado.No entanto, o aumento de volumes de dados sociais está conduzindo a escolha do consumidor, tanto online como offline. Isto implica a análise de grande volume e uma variedade de fluxos de dados em tempo real para expandir as escolhas do consumidor com base em seu contexto atual. O objetivo é contribuir para o sistema de apoio à decisão (DSS – Decision Support System), tanto ao nível do consumidor, quanto a nível empresarial. A próxima tendência é usar uma grande quantidade de dados gerados por máquina, combiná-los com os dados da empresa para produzir um sistema de suporte à operações (OSS – Operations Support System) para automação de processos.

O Big Data está dando origem a uma colaboração interessante entre várias disciplinas de ciência da computação, redes de comunicação, dispositivos e ciência comportamental. A Antropologia do Consumo é uma ciência do marketing que tem se beneficiado demais com a inteligência extraída dos dados. Visto que as mídias sociais geram uma quantidade colossal de informação, gerada pelo próprio consumidor, tornou-se urgente, catalogar e analisar esses dados para então, tentar prever qual será o próximo passo dado, afim de alcançar corações e mentes dos consumidores, mais facilmente.

As soluções de Big Data podem traduzir montanhas de dados,transformá-los em insights de negócios, entregando análises eficazes em tempo real. De posse desses dados pode-se evitar riscos, cortar custos, analisar tendências e padrões que antes não estavam claramente associados, assim seguir as preferências dos clientes e sugerir as melhores escolhas para a vendas e assim aumentar a receita.

Artigos Relacionados

Autor

Leandro é analista de sistemas,professor e empreendedor na internet desde a década de 90. Desde então,vem desenvolvendo projetos no setor público e privado. Seu foco de estudo são as tecnologias baseadas em Open Source, inovações do Linux, Google e tudo que tiver relação disruptiva com TI e os negócios. Evangelista das cryptomoedas, está envolvido com projetos como Golem Project, Numer.AI e HumaniQ. Leandro é CEO da EXP Codes - empresa focada em AI e Analytics As a Service.

Leandro França de Mello

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Autores

Pesquisar:

Siga-nos!

Patrocínio

Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar

Inscreva-se em nossa Newsletter

Artigos Recentes