Carreira

Ξ 2 comentários

Você está preparado para dar ou receber Feedbacks?

publicado por Vinicius Passos Silva

Trabalhar em equipe é um grande desafio. Pessoas diferentes, com objetivos comuns, costumam ter conflitos de opiniões, maneiras distintas de realizar as coisas, horário de produtividade, competições internas etc. Lembrando que trabalhar em equipe ou time é totalmente diferente de trabalhar em grupo, onde neste ultimo normalmente as pessoas não tem objetivos comuns e quando tem nem sempre são parceiras para atingi-los.

Para atingir as metas desejadas de modo que você não tenha que engolir muitos sapos, a comunicação precisa estar bem afinada e os direcionamentos devem ser dados de maneira clara e objetiva. Para isso, o feedback é uma ótima ferramenta mas, infelizmente, não é todo mundo que sabe utilizar – com eficiência – essa ferramenta. Desenvolver essa habilidade interpessoal é um bom diferencial competitivo, necessário para o crescimento profissional e uma excelente forma de unir e motivar uma equipe.

Entendo que existem duas formas de feedbacks: O positivo, que tem o objetivo de desenvolver comportamentos para o crescimento pessoal, profissional, da equipe e em conseqüência, da empresa. Serve para valorizar uma ação que está no caminho certo. E o negativo, que visa melhorar uma ação insatisfatória, um comportamento incorreto etc. Mas, geralmente, esse ultimo, quando é feito, é de forma destrutiva, apenas colocando a pessoa pra baixo e não oferecendo alternativas de mudança. Vemos casos em que a responsabilidade é totalmente empurrada ao subordinado sem nenhum direcionamento ou posicionamento claro e objetivo e aí o feedback passa longe ou é inexistente.

Antes de mais nada, precisa ficar claro que o melhor feedback é aquele dado no momento certo, antes que esses “probleminhas” diários se transformem em grandes conflitos. Não é um simples bate-papo. Primeiro, o feedback precisa ser descritivo, o mais específico possível, pontual. Não pode focar no que está errado e sim no que deve ser mudado. É a oportunidade da pessoa refletir sobre suas ações e, se forem positivas, mantê-las, e se forem negativas, mudá-las.

De uma forma geral, o ser humano tem muita dificuldade em receber feedbacks negativos, porque não gosta de perceber suas limitações, seus pontos a melhorar, suas fraquezas. Aceitar que essa barreira existe é o início da caminhada. Receber críticas tem suas vantagens e isso precisa estar claro. Esse é também um ponto importante a ser levado em conta na hora de dar um feedback a alguém. O feedback deve ser dado de forma amistosa, sem agressão ou exposição. Quem recebe não deve entender como um ataque, mas como um incentivo à melhora. Pare, pense, vê se te serve, aprenda e modifique o que é necessário.

Confesso que nunca achei fácil receber feedbacks negativos e deixo a dica que a humildade foi o fator que mais me ajudou a evoluir. Hoje acho muito bom receber qualquer tipo de feedback.

Os benefícios são enormes, pois basta um comentário ou gesto positivo a respeito do feedback dado, para produzir um ambiente melhor e motivar a equipe.

Se você não recebe feedbacks, peça opiniões, fomente essa discussão. Pedir a opinião aos seus gestores é uma idéia interessante, mas entendo que ouvir pessoas que trabalham diretamente com você, como seus pares, subordinados, clientes e fornecedores, pode trazer um panorama melhor das suas competências e atribuições.

Trabalhei com um gestor que sempre dava feedbacks à equipe, porém não recebia nenhum. Um dia ele agendou uma reunião com todos e logo no início falou assim: – Estou aqui hoje para ouvir todas críticas e elogios que vocês tem a fazer de mim, vamos lá gente, hoje só vou escutar.

O resultado foi ótimo, todos falaram, o gestor evoluiu, a equipe evoluiu, o relacionamento melhorou sensivelmente, resumindo, a companhia ganhou.
Desenvolver a competência de dar e receber feedbacks positivos ou negativos é modificar seu modo de vida. Você perceberá os benefícios para suas relações interpessoais em curtíssimo prazo.

Forte Abraço a todos!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Vinícius Passos Silva é Graduado em Análise de Sistemas com especialização em Gerência de Projetos e 12 anos de atuação no mercado de Tecnologia da Informação aplicando as melhores práticas no gerenciamento de projetos de Infraestrutura, implantação, migração, upgrade, integração e auditoria de sistemas, para empresas nacionais e multinacionais dos mais variados segmentos. Sólidos conhecimentos em projetos de implantação de ERP.

Vinicius Passos Silva

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.