Tecnologia

Ξ Deixe um comentário

RMM: 4 coisas que talvez você não saiba que ele é capaz de fazer

publicado por Luís Montanari

RMM: 4 coisas que talvez você não saiba que ele é capaz de fazerEntenda sobre o software e a sua importância para sua empresa

O RMM (Remote Monitoring and Management) tem como conceito básico ser um integrador de ferramentas. Ou seja, ele abraça as que possuem recursos distintos e permite que o suporte realize o monitoramento e gerenciamento remoto de TI.

Mas, é sempre importante lembrar que a plataforma não foi criada para o uso de TI interna em empresas, e sim, para prestadores de serviços de TI.

Você atua neste segmento e quer saber mais detalhes sobre o RMM?

Então, continue a leitura que vou te explicar sobre o assunto!

Principal função do RMM

Assim como citei anteriormente, o RMM foi desenvolvido para o uso de provedores, sendo a plataforma base para gestão e gerenciamento de serviços de TI. Garantindo, assim, diversas facilidades e benefícios para sua empresa, como a automatização de tarefas do dia a dia, monitoramento da TI dos clientes de forma remota e gerenciamento de patches, por exemplo.

Essa solução possui duas grandes funções, sendo elas: a prevenção e a proatividade.

Quando falamos sobre a prática diária, o profissional pode monitorar e prever cada problema que venha a aparecer na rede de computadores em uma empresa. Através disso, ele identifica falhas tecnológicas e dá suporte antes de se tornarem maiores.

Com o RMM, ainda pode-se realizar manutenções constantes e programar alertas, ajudando na prevenção de problemas na infraestrutura de TI dos clientes.

Enfim, a ferramenta permite, tanto o suporte proativo quanto o preventivo, dando ainda mais produtividade para a sua equipe de TI.

Como ele pode aumentar a lucratividade?

Para MSPs, o tempo é um recurso que possui grande valor. Sendo assim, quando alguns mecanismos são automatizados, acabam economizando e dando mais tempo para que outros processos sejam realizados.

O RMM, também ajuda a gerenciar patches, aumentando, assim, a produtividade de toda a equipe. Dessa forma, as aplicações ficam em dia, evitando maiores riscos.

Além disso, através de relatórios, fornecer dados relevantes sobre a sua atuação, pode ajudar a conquistar a fidelidade de um futuro cliente. Ao entregar esses dados, a sua empresa pode demonstrar ainda mais valor aos seus serviços e mostrar quais problemas foram resolvidos ou evitados através dos seus serviços.

Ademais, essa solução tem, também, integrações com recursos de segurança. Dessa maneira, você pode aumentar ainda mais os lucros da sua empresa e garantir que os dados de seus clientes estão realmente seguros.

4 coisas que você não sabia sobre o RMM

Após explicar de forma resumida sobre o RMM e a sua função, vou dizer 4 coisas que, talvez, você não saiba sobre esse software.

Você pode usar o Web Protection como ferramenta de vendas

Esse tópico é um dos principais que os prestadores de serviços de TI não sabiam. Mas, você pode usar a proteção na web como ferramenta de vendas. A licença tem um custo, mas, quando você usa o modo “somente relatório”, pode produzir relatórios depois de duas a quatro semanas.

Assim, poderá mostrar as tendências sobre o que os usuários finais estão fazendo, conseguirá incentivar seus leads a adotarem seus serviços que aplicam o recurso de proteção web e mostrará para eles, os benefícios desse serviço na prática.

Usar modelos como caminho para a padronização

De fato, neste caso, a padronização oferece mais eficiência, podendo economizar tempo e dinheiro a longo prazo. Então, a sua empresa pode utilizar os modelos no RMM para a padronização de seus clientes, pois, tratá-los como únicos, nesse caso, retarda a implantação e configuração da ferramenta.

Entretanto, muitos MSPs parecem perder os benefícios dos modelos, por não estarem usando esses modelos ou utilizarem de forma errada. No RMM, é possível criar modelos para acelerar os processos e aproveitar as vantagens que eles promovem.

Dispositivos de rede para estender seu monitoramento

No RMM, você pode usar dispositivos de rede para monitorar cada máquina no ambiente do seu cliente, podendo, também, usar um servidor no qual possa ser adicionado o monitoramento SNMP, reduzindo o seu custo.

Embora também reduza a granularidade dos alertas, essa solução pode te oferecer mais uma grande vantagem. Com ela, você pode monitorar sites e portais, por exemplo, sem custo adicional, visto que já pagou pela licença do RMM.

Controlar instalação de patches

Como citei anteriormente, o RMM pode controlar o gerenciamento de patches.

Além disso, você também pode enviar esses patches se os dispositivos de um usuário perderem a janela de instalação.

Se você fizer patch à noite, mas, os dispositivos ficarem off-line na maior parte do tempo, pode acabar sem atualização por semanas. E isso, pode colocar o seu cliente em risco.

Ou seja, sempre que surgir uma nova notificação de correção ou modificação dos sistemas, procure um horário que seja bom para o seu cliente e conte com o RMM para realizar as atualizações em algum momento que não atrapalhe as suas operações.

Lembre-se de reiniciar

Depois de revelar alguns fatos sobre o RMM, quero te dar uma dica muito importante.

Uma das questões de difícil compreensão, é o fato da maioria dos patches precisarem ser reiniciados. Isso significa que, caso o dispositivo não seja reiniciado, o patch não será instalado. Pois, as DLLs e outros arquivos atualizados, não serão “substituídos” na memória até sua conclusão.

Em resumo, o dispositivo do seu cliente pode não estar tão seguro caso não seja reiniciado. Então, priorize essa ação! Ou melhor, automatize essa ação!

N-able RMM, maior plataforma de gerenciamento

Por fim, para que você tenha toda experiência positiva com o uso do RMM, temos um trial gratuito para que você confira a efetividade da solução.

O N-able RMM, proporciona visibilidade em tempo real em todos os dispositivos, com o melhor monitoramento remoto de rede.

Além disso, ele integra e oferece um controle granular sobre as políticas de correção, por meio de um console único e de fácil uso.

Sem dúvida, contar com este software para gestão de ativos de TI, oferece mais tranquilidade durante todo o trabalho de quem atua com serviços gerenciados.

Afinal, são diversos benefícios em uma única ferramenta, que oferece mais proteção e aumenta a chance de atender mais clientes.

Saia do suporte break-fix e passe para o modelo MSP com monitoramento, gerenciamento, sistema de abertura de chamados, automação, relatórios confiáveis e muito mais!

Experimente durante 1 mês grátis e sinta toda a diferença em sua empresa!

Gostou desse conteúdo e quer saber mais? Aproveite a oportunidade e inscreva-se na Mega Live que faremos dia 24/02, para mostrar a implementação do RMM do zero! Clique aqui e garanta a sua vaga!

Autor

Especialista em Marketing e Vendas para Empresas de TI e MSPs. Sou pai da Helenna e da Cecília, Comunicólogo, Marketeiro e Vendedor. Além de um profundo apaixonado por tecnologias e boas cervejas. Tenho mais de 10 anos de experiencia em vendas e gestão de pessoas, sendo os últimos 8 dedicados ao mercado de Tecnologia e Serviços de TI. Ao longo dos últimos anos, me especializei no mercado MSP e ajudei dezenas de empresas à redesenharem processos, seus serviços e suas ofertas. Atuo como líder dos times de Marketing, Eventos, Pré-vendas e Vendas da ADDEE, trabalhando para transformar Empresas de Suporte em verdadeiros MSPs!

Luís Montanari

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade



Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.