Gestão de Conhecimento

Ξ Deixe um comentário

Como a empresa forma conhecimento

publicado por Ruggero Ruggieri

No início do século 20, estavam começando a se criar novas mudanças na era do conhecimento, duas grandes inovações em gestão trouxeram mudanças importantes para as organizações: a linha de montagem da Ford e o laboratório de pesquisa e desenvolvimento da GE. Este novo modelo de visão destas empresas transformaram a rotina de trabalho.

Já na década seguinte, foi a linha de montagem que inspirou gestores do mundo todo a organizar atividades por processos, com atividades bem definidas e funções delimitadas, o que facilitou o treinamento das pessoas, a padronização dos produtos e a melhoria da qualidade. Isso tudo porque as grandes corporações acreditavam em inovações tecnológicas como fonte de competitividade.

Com a entrada do século 21, chamada “era da informação” a aceleração das mudanças no mercado e na sociedade trouxeram a inovação definitivamente para a pauta das organizações. Com isso, é a vez da área de inovação, versão atual do laboratório de P&D, de inspirar gestores, líderes e executivos.
Atualmente temas como prospecção tecnológica, inteligência de mercado, design thinking e desenvolvimento ágil estão na agenda das empresas no seu dia-a-dia.

Não podemos nos esquecer das organizações inovadoras e startups de alto crescimento como Google, Apple, Amazon, Netflix e Tesla estão reinventando muitas regras e são fonte de inspiração sobre como sobreviver e crescer em um mundo cada vez mais dinâmico e competitivo. Visto que estas mudanças precisam ocorrer, pois o público alvo está cada vez mais exigente neste mundo de alta tecnologia. O que podemos aprender com as empresas de alta tecnologia e de informação? O que há de novo?

Segundo os pais da Gestão do Conhecimento Nonaka &Takeuchi, para que o conhecimento não se perca, a organização deve estruturá-lo, administrá-lo, documentá-lo e encontrar formas de disseminá-los para que todos saibam quais são os valores, a missão, visão de futuro e os objetivos da organização a qual pertence. Segundo os autores, todo o capital intelectual é um ativo intangível pertencente ao indivíduo que possui também habilidades, competências e experiência. Cabe as empresas o desafio de conseguir reunir capital intelectual atraindo e retendo os seus talentos. Toda organização que retém capital intelectual quando promovem um ambiente de trabalho propício ao aprendizado constante, como também ao desenvolvimento de forma a estimular a participação e o envolvimento é capaz de reconhecer os seus colaboradores que buscam aprendizado e melhoria constante.

Os trabalhadores da era do conhecimento têm necessidades de conhecimento que são: o equilíbrio da vida pessoal e profissional, o acesso a informação e o trabalhador em qualquer local com possibilidades de poupar tempo evitando tarefas desnecessárias. Este seria um dos maiores benefícios de uma organização com visão voltada para o conhecimento. Este estímulo para o trabalhador faz com que exista sempre uma busca da informação, aprendizados e melhores formas de trabalhar com um excesso de informações e responsabilidades sempre empenhado a fazer o melhor em prol da empresa e de sua própria carreira.

É só perguntar para um funcionário da empresa, quando ocorre dentro da organização o estímulo ao conhecimento. Isto faz com que haja engajamento e participação entre os colegas de trabalho.
De forma prática a empresa poderá trabalhar com seus colaboradores alguns projetos de aprendizagem.
Os projetos de gestão de conhecimentos são aqueles que buscam diagnosticar a deficiência de aprendizagem da empresa para que se crie um ambiente de constante aprendizado e inovação.

Com a constituição de um ambiente de aprendizado propícios como cursos, palestras e incentivos a continuidade, de forma que haja treinamento constante, discussão, erros e acertos, análise e planos de ação.

A organização que aprende não pune erros de execução, analisa os erros, é uma organização que tem memória, documenta e dissemina toda a sua curva de experiência.

A curva de experiência busca demonstrar para os colaboradores onde a empresa mesma com os seus erros impulsionam nova visão e atitudes e o presente o que ela conquistou errando e acertando e onde pretende chegar a longo e a curtíssimo prazo.

Através destes acertos as organizações aprendem, implantam em seu ambiente, atitudes como:

  • O mapeamento de conhecimentos adquiridos e os conhecimentos necessários;
  • Alinhamento do conhecimento com a estratégia da empresa.

Uma outra característica destas organizações do conhecimento, são o melhor uso dos seus meios de comunicação e da informação, possuindo maior transparência e valores organizacionais, além de um ambiente voltado para o crescimento.

A gestão de conhecimentos requer projetos que trabalhem os fatores críticos de sucesso para sua implantação, fatores como a cultura e clima organizacional, apoio da alta administração, infraestrutura técnica e de tecnologia da informação disponível.

Os projetos de gestão de conhecimento são aqueles que envolvem: governança e melhores práticas, gestão de qualidade total, gestão de competências e curva de aprendizagem e experiência com lições aprendidas e benchmarking.

  •  
    23
    Shares
  • 23
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Gerente de Projetos SR., atua há mais de 20 anos na área de TI no seguimento do Governo do Estado de São Paulo. Desenvolveu atividades de desenvolvimento de Software para empresas brasileiras e multinacionais, tendo participando no Brasil e no exterior em projetos de TI de diversos segmentos como Educacional, Financeiro, Saúde, Tributário e Terceiro Setor. Professor de Pós-Graduação na UNINOVE nos cursos de Qualidade, Gerencia de Configuração, Requisitos, Gerenciamento de Projetos e Processo de Desenvolvimento Ágil Formado na PUC de Campinas, Pós-Graduação em Administração Hospitalar (Univ.São Camilo), Gerenciamento de Projetos (UNICAMP), Projetos Estruturados (USP), Ciência, Tecnologia e Inovação (USP). MBA em Gestão de TI na FIAP e Programa de Desenvolvimento Gerencial com foco em liderança estratégica - FIA, atualmente aluno de MESTRADO da UNINOVE na área de Gestão do Conhecimento. Formado em COACH para SBC - Sociedade Brasileira de Coaching e Master COACH pelo escola RICCOACHING.

Ruggero Ruggieri

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes