Carreira

Ξ Deixe um comentário

Fazendo networking como o Rambo ou Sniper? E por que a Revolução 4.0 vai interferir nisso?

publicado por Leila Oliveira Duarte

Figura - Fazendo networking como o Rambo ou Sniper? E por que a Revolução 4.0 vai interferir nisso?A tecnologia anda a passos largos e vivemos tempos líquidos, isso já não é novidade para praticamente ninguém. Parceria homem com máquina (simbiótico), Sociedade 5.0, smart city, machine learning ou inteligência artificial (IA), já fazem parte do cotidiano de muitas pessoas.

O tema abordado é para quem quer ou está fazendo um Networking mais assertivo, não importa qual seja o objetivo, empreender ou conseguir emprego. Estamos falando de relacionamento com pessoas. E de lambuja fazer conexões com tecnologia, reflexões, insights, principalmente mudar o mindset de como se portar frente ao Networking.

Com a IA escolhendo conteúdo dentro das redes sociais, a tendência é que uma parcela das pessoas acabe vivendo dentro de uma bolha. Visto que os algoritmos leem seus dados e lhe mostram conteúdos (anúncios) em sua timeline do Facebook, por exemplo. Imagina como seria o futuro se todos viverem dentro de suas bolhas?

Para quem nunca ouviu falar da revolução 4.0 ou indústria 4.0 vou resumir. Os pilares são Internet das coisas (Internet of Things – IoT); Big Data Analytics; Segurança.

Com automatização dos processos, as tarefas que são repetitivas serão realizadas por robôs no futuro. Algumas pesquisas mostram que tarefas como de contabilidade, advocacia até medicina poderão ser exercidas por eles. Ou seja, o talento humano precisará se adaptar a essa nova realidade. Precisaremos nos concentrar em nos relacionar com outros seres humanos, usar criatividade, planejamento estratégico e comunicação.

Com esse pano de fundo eu pergunto, você sabe fazer Networking? Ou tem medo do sucesso que isso vai lhe causar? Quando queremos empreender ou conseguir um emprego, o que devemos fazer? Existe maneira correta para isso?

Assim como eu, você também deve ter pessoas que são modelos e exemplos que gostaríamos de ter oportunidade de conhecer pessoalmente e tomar um café, não é? Mas, essas pessoas geralmente têm agenda mega lotada, leão de chácara por perto e pensamos: “Capaz que fulano de tal vai tomar um café comigo”.

Se eu te falar que isso é possível sim. Sabe por que isso pode acontecer?  Porque tudo na vida é relacionamento. Isso demora para ser construído, tem que ter foco e paciência. Imagine, você está desempregado e quer muito que o CEO da empresa top líder no mercado financeiro tomasse um cafezinho com você. Lhe pergunto, o que tens a oferecer para ele que não seja pedir um emprego ou vender algo de multinível? Que faça ele olhar e dizer OK, vamos tomar um café. Você empreendedor pratica a cultura da confiança? Ou primeiro desconfia antes de confiar?

Já ouviu falar da política da boa vizinhança? Engraçado como desde criança fazemos Networking, mas, não tinha esse nome bonito. Quando precisávamos de um salgado de festa de última hora? Corria na casa da donana o melhor salgado do bairro. Um ajuste na calça? Fala com a dona Maria perto do mercado, a melhor costureira do bairro. Todos faziam Networking porque tinham admiração, elas eram ótimas no que faziam, “boas de mão”, simpáticas e cordiais. Faz sentido?

Hoje o proposito mudou? A donana é presidente de uma empresa de Fast Food, dona Maria é CEO da maior grife do país. Continuamos vizinhos delas e tantas outras pessoas. Independentemente se ganha em Real ou em Libras Esterlinas, são pessoas e construímos relacionamentos. Isso vai além do título. Estamos falando de sentimentos e admiração.

Comumente e infelizmente agimos de forma incorreta e parecemos muitas vezes como o famoso personagem Rambo dos filmes de ação. Isso pode ocorrer até inconscientemente.  Pegamos uma metralhadora mental e saímos atirando para todos os lados. Gastando munição, tempo, energia, se atingir algo ótimo, festa. Se tiver que fazer de novo? Acabou a munição.

Agora falando no atirador de elite, o famoso Sniper, ele trabalha com três elementos básicos: lugar certo, momento certo e tiro certeiro. Ele não gasta munição à toa. Para ter êxito em sua missão realiza planejamento, observa o alvo, o melhor ângulo, se movimenta com calma, pode levar semanas. Calcula direção e velocidade do vento, distância em relação ao alvo só depois da análise completa de cenário, ele dá o tiro certeiro. Podemos pensar também entre jogar Damas e Xadrez. Sai pegando todas as peças do seu adversário ou analisa cada movimento para dar o Xeque-mate?

Em um mundo conectado falando em redes sociais, como tens feito seu Networking dentro da rede*?

Devemos construir laços com as pessoas, não apenas números de conexões. Conforme suas atividades dentro da rede, mostrará como você é visto pelas pessoas. Como está sendo isso? Está gerando algo de valor?

Você é um ser único. Não é porque está na rede profissional como o Linkedin que vai se porta de um jeito, no Facebook de outro, no Instagram de outra maneira. Sim, essas redes têm público alvo diferentes entre elas. Cabe usar o filtro. Seu chefe pode não ser seu “amigo de face”, mas, pode ter certeza que vai chegar até ele o que você postou. Cuidado redobrado com o que posta, comenta. Isso pode custar seu emprego ou um futuro parceiro de negócio. Leva tempo para construir uma imagem e reputação. Mas, em fração de segundos, por um ato não pensando e impulsivo pode perder tudo o que levou anos para construir.

Cada vez mais as pessoas prezam por se relacionar com pessoas de atitudes éticas, verdadeiras e sinceras. Não fazemos nada sozinhos. Quando estamos no propósito, os céus conspiram ao nosso favor. Barreiras caem, Deus acrescenta pessoas para nos ajudar.

Como está seu cartão de visitas virtual? Sua foto de perfil? Capa? Condiz com sua pessoa e profissão? Quando alguém olhar para sua foto vai pensar o que? Titulo? Cargo? Você resolve o problema da empresa? Aquela “dor” que precisa ser sarada? Fazer um bom resumo profissional com palavras-chave que atraía o recrutador ou futuro parceiro de negócio.

Conheça seu público, interaja com a rede, vá além do joinha. Gere conteúdo de valor, compartilhe notícias relevantes para sua audiência. Seja cordial com quem enviar pedido de conexão, agradeça quem aceitar seu convite, se interesse pelas pessoas de verdade. Não utilize apenas frases prontas que o sistema lhe oferece para facilitar sua comunicação. Isso parece com um ChatBot, algo mecânico sem sentimento, faz sentido?

Não seja Spam, não implore por nada. Crie afinidade com a pessoa, siga, comente, curta. Mostre seu valor. O que a pessoa tem a ganhar com você? Pode ser conhecimento, autoestima, motivação, parceiro de negócio?

Quem é você na rede? Funcionário de uma empresa, atente para o código de ética de sua organização; Porta voz da empresa? Empreendedor? Com base nisso estabeleça uma linha mestra e comece a postar seus conteúdos para gerar engajamento em sua rede. Tenha um diferencial em sua comunicação, sua marca registrada para quando a pessoa ler vai falar esse texto é da pessoa de tal.

Cuidado para não cair nas armadilhas do Murdoc (inimigo do MacGyver ). Um comentário feito em um post errado pode acabar com sua reputação. Não se contamine com os comentários maldosos, ignore, bloqueie. Não gaste sua energia com quem não merece.

Amplie sua rede contatos, comece por amigos, colegas de faculdade, de empregos anteriores. Siga as pessoas que você admira na rede, empresas, revistas, jornais. Cerque-se de gente boa. Seja regular na rede e tenha recorrência. Não se ligue de imediato com likes. Construir uma rede valor leva tempo e dedicação. Likes e compartilhamentos serão consequência do seu bom trabalho.

Se você é empreendedor intercale post do seu produto com notícias, por exemplo, para não ficar muito cansativo para sua audiência. Assim manterá engajamento da rede.

Nos demais casos, pode falar de experiências adquiridas, fazer artigos. Produza conteúdo próprio, isso ajudará a desenvolver suas habilidades e talentos. Ofereça ajuda de verdade. Quando comentar em posts coloque conteúdo para gerar um gancho e oportunidade de continuar posteriormente e faça elogios sinceros.

Com base em tudo o que foi dito, podemos dizer que não existe uma formula mágica para fazer Networking. Mas, existem estratégias mais assertivas que vão te levar ao bom desempenho dentro e fora da rede.

Por último, mas, não menos importante… Saia da rede virtual e convide para almoçar, tomar café para ter aquele contato olho no olho, estreitar os laços.

Afinal, Networking é feito de pessoas para pessoas e não para as máquinas.

*Dicas de Networking dentro da rede foram inspiradas em treinamentos, webinário que participei de amigos que são profissionais Coaching, empreendedores e o Influencer do Linkedin (Rodrigo Garçone).

  •  
    20
    Shares
  • 18
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Administradora, MBA em Gerenciamento de Projetos, Especialista Lean Six Sigma, Auditora 5S Lean Office

Leila Oliveira Duarte

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Facebook

Facebook By Weblizar Powered By Weblizar

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.