TI Corporativa

Ξ 1 comentário

Onde está seu foco, no seu cliente ou no seu umbigo?

publicado por Alberto Parada

Onde está seu foco, no seu cliente ou no seu umbigo?Qualquer literatura sobre vendas, gestão ou empreendedorismo enfatiza de maneira veemente a importância de focar os negócios e os produtos nas necessidades e demandas do cliente. No mundo real o que mais se ouve é que o cliente é um mal necessário, nunca sabe o que quer e muda de vontade todos os dias.

O ser humano tem a propriedade de esquecer rapidamente as amarguras que passou; se ele nascer abaixo da linha do equador essa amnésia é potencializada e ele consegue criticar tudo o tempo todo, tanto quando está como fornecedor como quando vive a situação na posição de cliente.

Para ajudar a memória dos críticos de plantão, procure lembrar quantas vezes entrou em um restaurante e criticou o garçom pela demora, ou mudou de ideia sobre o prato que escolheu, ficou irritado em uma fila de cinema ou de teatro pelo pouco caso que foi tratado, talvez tenha perdido a cabeça ao chegar em um hotel depois de uma exaustiva viagem e seu apartamento não estar disponível. Pois é, quando somos clientes somos tão chatos e exigentes quanto os nossos clientes.

Independente do setor da economia, o desprezo ao cliente é enorme; porém, para quem trabalha com TI isso é ainda pior, porque o profissional de TI, na maioria das vezes, nem sabe que existe cliente, ele acredita que o mundo nasceu e gira ao entorno dele, nada existia antes e nada existirá depois do shutdown.

Tirá-lo da sua mesa já é uma vitória, fazê-lo visitar aquela entidade que ele não sabe mas é o responsável por pagar o seu salário é um martírio, fazê-lo compreender que o cliente conhece mais do próprio negócio do que ele é quase uma missão impossível.

Todos reconhecem que é impossível manter-se competitivo e vivo no mercado sem o suporte e facilidades que a tecnologia traz, como também é consenso que é absolutamente impossível conseguir se comunicar com a rapaziada responsável por desenvolver sistemas ou manter os computadores funcionando, já que eles vivem em outro planeta!

A boa notícia é que uma nova geração começou a perceber que não dá para ir muito longe na carreira olhando apenas para o próprio umbigo; é fundamental conhecer o meio onde vive e principalmente entender e compreender as necessidades e angústias dos clientes. Um dos sinais desta mudança é o aumento de matrículas em cursos com foco em negócios por profissionais que tradicionalmente só se interessavam em fazer cursos ligados a tecnologia.

Claro que ainda estamos muito distantes do tempo onde o cliente será o foco principal da empresa, até porque mesmo para quem já se livrou do casulo e consegue visualizar o mundo além do próprio umbigo, ainda está distante de ter o foco no cliente; seu novo desafio é conseguir romper a barreira das políticas e mesquinharia corporativa que, para quem não sabe, são responsáveis pela maioria das perdas dos grandes negócios, apenas porque gasta-se mais tempo em discutir de quem é o cliente e quem irá atendê-lo do que em ouvir e entender as suas necessidades.

[Crédito da Imagem: Foco no Cliente – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Fundador do : descomplicandocarreiras.com.br

Alberto Parada

Comentários

1 Comment

  • Este artigo me fez lembrar o cara da TI no filme Jurassic Park.
    Sempre reclamando.
    Vemos muito deste comportamento nos Dptos de Ti, é verdade, mas também é verdade que a TI de muitas empresas trabalha com poucos recursos, não permite a contratação de consultorias ou busca de ajuda fora, funcionando com uma mentalidade de atuar somente com recursos internos, talvez aí uma das razões do pessoal ser ranzinza.
    Outro é claro, falta de visão de negócio, de visão empreendedora.

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes