Carreira

Ξ 3 comentários

Mecânicos da TI

publicado por Gustavo Büchle

Varias vezes já foi citado que o ideal é termos uma empresa como uma equipe de formula um. Extremamente alinhada a executar o processo perfeito, na medida e esforço ideal. Se a empresa fosse uma equipe de formula um, com certeza nos da TI seriamos os mecânicos.

Os mecânicos que montam os carros, ajustam os detalhes definidos pelos engenheiros e efetuam um pit stop devem passar pela mesma situação que nos passamos dentro da empresa sendo da TI.

Você já viu alguém comemorar um feito dos mecânicos? Já viu eles serem elogiados pela conquista? Entrevistados? Mas quando alguma coisa da errado, daí é fácil lembrar-se deles.

Quanto um pit stop que deveria levar 5s leva 8s, culpa dos mecânicos. O carro quebra, culpa dos mecânicos, se perde na curva, falta combustível e por ai vai.

Nos últimos dias varias noticias do mundo da F1 sobre os mecânicos que circularam pela internet, e em todas eu reconheci noticias de TI: Mecânico doente complica a prova da Ferrari; Mecânico demora 2s a mais para trocar o pneu e prejudica a equipe; Carro quebra no meio da pista por erro mecânico… E por ai vai… O que falam deles quando da certo?

E nos da TI? Esta funcionando, não existimos, trás benefícios e novos ganhos para a empresa, continuamos não existindo. Mas em caso de erros, alguma falha, daí somos bem lembrados.

Mas o importante é que nos sabemos disto, temos noção desta posição, e isto não vai mudar, pelo menos não vejo para a nossa geração… Nos mecânicos de empresas, sabemos que estamos ali para resolver os problemas realmente difíceis, achar os pontos de melhorias complexos, descobrir como solucionar falhas de grande impacto e que no final do dia, iremos para casa como qualquer outro dia comum, porque este é o nosso dia comum.

Ver uma TI como um processo padrão é ilusão, cada empresa precisa de seus ajustes. Existem varias metodologias que atendem o básico do processo, e ajudam muito com isto, mas para ir além e sermos nossa versão da Red Bull precisamos de mais, dificilmente em TI mas sim no conhecimento da empresa para saber exatamente onde aplicar nosso conhecimento em TI.

Assim como os trabalhadores de capacete sem rosto, que nunca são lembrados nos momentos de gloria, nos sabemos que nossos desafios são pesados, dificilmente reconhecidos, complexos de entender, explicar e resolver. Seremos sempre lembrados nos momentos de falha.

Quando decidimos optar pelo mundo da TI fazemos isto com a consciência de que este é o nosso ambiente e que seremos quase sempre os únicos comemorando nossas conquistas. Que nossa motivação será própria, que nossa visão será ampla e que nosso dia a dia será solucionando problemas para os outros quase sem retorno algum, aqueles que os responsáveis já abandonaram… Mas nem por isto não teremos a nossa pirâmide de Maslow completa e atendida. Teremos nossa realização, saberemos aproveitar as conquistas e saberemos reconhecer esforços para resolver os problemas que ninguém mais consegue.

Nunca acorde esperando o reconhecimento e um dia fácil, pode acontecer, mas será raro. Tratamos aqui principalmente empresas que não tem TI como core, onde não somos vistos como vitais para a empresa, ainda é raro os ambientes que procuram a TI para buscar soluções, para pedir apoio ou para analisar processos juntos para melhores soluções. Normalmente estamos correndo no dia a dia para solucionar dificuldades de alto grau de complexidade na expectativa de alinhar nosso F1 para uma melhor performance dentro do nosso circuito.

A TI corporativa já deixou de ser voltada a hardware e software para ser voltada a processos, negócios e alinhamento de soluções. Até conseguirmos passar esta visão a todos os níveis da empresa, com segurança e estabilidade para poder assumir o papel de integrador da empresa, de sermos as veias e sistema nervoso do corpo da empresa, continuaremos no background não só do foco da empresa, mas das equipes e reuniões.

A minha visão é que devemos ter em mente que somos os mecânicos que fazem o processo funcionar perfeitamente alinhado com a demanda da empresa. Devemos reconhecer, para que com isto possamos alcançar nossa realização profissional com fundamentação, mas nunca devemos abandonar o objetivo de provar para a empresa que a TI esta focada na solução completa dentro da corporação e não simplesmente em comprar computadores ou solucionar problemas de impressão. Temos que assumir esta postura, função e buscar no esforço do dia a dia demonstrar tudo que pode ser aproveitado, implementado e conquistado com uma equipe de TI que conhece o mundo da informática, mas principalmente conhece a sua empresa e o seu diferencial é que sabem relacionar os dois mundos para buscar alinhar o carro para que faça o percurso 100 milésimos de segundo mais rápido que a concorrência.

Somos mecânicos, bons, e fazemos a diferença, mesmo que muitas vezes não vista.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Formado em Gestão de TI, MBA em Gestão Empresarial, Certificação SAP ABAP, experiência em Gestão de Projetos e Gestão de TI em empresas multinacionais. Participou de implementações de ERPs e desenvolvimento de tecnologias para automação industrial e integração online de sistemas por workflow.

Gustavo Büchle

Comentários

3 Comments

  • Super bacana a matéria, é por isso que eu acho que os sindicatos de todo o país deveriam conversar e organizar um movimento a nível nacional para conscientização e cobrança de melhorias de trabalho e de remuneração, pois enquanto permanecermos nessa inatividade apenas reclamando em fóruns e blogs, acredito que quase nada irá mudar, mas até mesmo nossos sindicatos parecem não se importar muito, já acho um absurdo uma categoria de vital importância e tamanho como a nossa não ser reculamentada.
    Abraço meu amigo e continue escrevendo, muito interessante suas colocações nessa matéria.

    • Ayco,

      Concordo com você! Obrigado pelo retorno.

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes