Carreira

Ξ 1 comentário

Incomodado com a sua carreira? O que realmente está pegando?

publicado por Alberto Parada

Figura - Incomodado com a sua carreira? O que realmente está pegando?Não vamos falar sobre a eterna insatisfação das gerações mais novas que entram como trainees e querem ser promovidas a gerente na semana seguinte, muito menos da geração mais velha e teoricamente acomodada que morre de medo de perder o emprego e tem preconceito em trabalhar com os mais novos, nosso objetivo é ir um pouco além.

Tomamos um susto quando olhamos os índices de rotatividade dos profissionais nas empresas, na área de serviços passam de 50%, ou seja, a empresa troca todos os seus funcionários de dois em dois anos, na indústria esse índice é menor, mas também não é animador, uma empresa nova de quatro em quatro anos.

Alguns apontam o aquecimento da economia dos últimos anos, onde os profissionais sem cerimônia mudavam de emprego a busca de maior remuneração ou desafios, outros o pouco comprometimento das empresas com a carreira de seus colaboradores, elas não pensam duas vezes em desligar um profissional quando seu trabalho em um projeto chega ao fim, será que esses pontos são suficientes para deixar tanta gente incomodada?

Seria, caso os profissionais com muito tempo nas corporações também não estivessem incomodados, fato que não acontece, o clima em todas as corporações com ou sem crise é de uma insatisfação endêmica, todo mundo reclama de tudo a todo momento.

O cenário começou a piorar com a chegada da crise no final de 2014, o que era incômodo passou a ser desespero, a economia parou, o desemprego vem batendo recordes e as perspectivas de melhoras não aparecem em nenhuma previsão, nem dos economistas mais otimistas.

Na tentativa de amenizar o incômodo, os profissionais estão enchendo as salas de aula a busca de certificados e diplomas para tornarem-se mais competitivos. Esse fenômeno de busca insana por novos títulos não é exclusividade dos profissionais mais novos, os mais velhos sentindo que seu tempo corporativo está terminando, seja por falta de espaço ou paciência, buscam um conhecimento para colocar em prática o famoso plano B (que poucos sabem exatamente qual é).

O fato que mesmo se enchendo de títulos, ativando o plano B, o nível de desconforto permanece e parece que nada poderá diminuir essa sensação, muitos apelam para os remédios que trazem um conforto relativo, mas que sabemos não resolvem nada, pelo contrário a quantidade de profissionais viciados em calmante só aumenta a cada dia.

Talvez o consumismo exagerado fruto do capitalismo seja a resposta? Se assim fosse, veríamos características de incômodo em profissionais em outros países do mundo, situação que ocorre apenas em países que passam por forte crise financeira, fato que até alguns anos não era o nosso caso.

O incômodo tupiniquim está muito mais ligado à nossa cultura de deixar as coisas para a última hora e acreditar que no final, mesmo de qualquer jeito as coisas vão dar certo, algo semelhante ao que estamos vendo acontecer no nosso futebol, elegemos um salvador da pátria e colocamos nele a responsabilidade da vitória.

É incontestável o sucesso de países como a Alemanha, Japão, Coréia, entre outros, e o que esses países têm em comum? Planejamento, eles possuem uma capacidade de executar o planejado à risca, coisas que nós passamos longe, não planejamos, achamos um jeitinho e passamos boa parte da vida tentando corrigir as decisões erradas que tomamos por falta de planejamento.

Esse incômodo que hoje toma conta de todos e tudo no Brasil é fruto da falta de um plano detalhado do que fazer e de como fazer, com a carreira das pessoas não é diferente, não se planeja o futuro, escolhe uma profissão por escolher, busca uma especialização porque está na moda e perde-se o emprego porque sem motivação e conhecimento ninguém resiste.

A cada ano que passa sentimos na pele a dor pela falta de planejamento, mudar essa inércia não é simples, nem fácil, mas sabemos que precisa ser quebrada, o primeiro passo é exercitar o planejamento dentro de casa, com as coisas mais simples e que estejam sob nosso domínio, e gradativamente com os resultados positivos que aparecerão contaminar a nossa vida de ações de sucesso,  fruto de um plano e não mais de um jeitinho.

[Crédito da Imagem: Carreira – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Fundador do : descomplicandocarreiras.com.br

Alberto Parada

Comentários

1 Comment

  • Parada, excelente matéria parabéns você realmente conhece do assunto.

    Muito sucesso!!!!!!

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.