Tecnologia Social

Ξ Deixe um comentário

Ei! Preciso falar com você

publicado por João Ricardo Martins Cezar

Ei! Preciso falar com vocêQuantas situações passamos no nosso dia a dia quando precisamos de uma informação de outra pessoa, outra área, de um parceiro, fornecedor ou cliente. Com toda certeza o tempo está escasso para todos. Será que podemos esperar, e o prazo como fica, comprometido?

– Te retorno assim que puder.

Talvez seja a resposta mais comum, quando puder significa que a solicitação não se encaixa na enorme lista de “to do” da outra pessoa. As vezes uma tarefa converge para um mesmo sponsor mais a frente no processo. Mas neste momento, cada um na sua.

Estamos num mundo globalizado (a muito tempo), só que a nível de mercado, mas quando olhamos os relacionamentos, estamos desenvolvendo nossas rotinas da mesma forma como a muito tempo. Sim, a tecnologia evoluiu, mas o quanto mudou na velocidade de geração e disponibilização das informações e conhecimento?

Quando olhamos nossos relacionamentos, vivemos ainda um mundo com paredes e fronteiras. Podemos identificar facilmente o esforço enorme quando há necessidade de interação. Um pedido de colaboração, informação e transparência é quase uma afronta.

O que falta então, para os relacionamentos ficarem mais fáceis, diretos, enriquecedores e objetivos?

Cada vez mais estaremos interagindo em comunidades, que nada tem haver com a hierarquia (nem com disciplina). O mundo pessoal está interligado, relacionado e ágil. É clara a presença e uso das ferramentas sociais.

No mundo corporativo os ganhos de produtividade também estão se evidenciando lentamente e de forma natural (as pessoas estão levando suas ferramentas sociais para dentro das corporações). Então porque não tornar corporativa estas iniciativas pessoais, e trazer os ganhos também para a empresa.

As pessoas serão reconhecidas não mais por suas funções, mas de acordo com seu engajamento e suas contribuições, conforme suas competências, experiências, perfil e papel. As estruturas informacionais e colaborativas serão construídas de acordo com a dinâmica do negócio, necessidades objetivas e de valor agregado, em contraste hoje com a quase totalmente estática organização hierárquica/funcional.

[Crédito da Imagem: Interação – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

João Ricardo Martins Cezar - profissional de TI com mais de 20 anos de experiência em projetos de Gestão Empresarial, de diversos portes e complexidade, formado em Economia e especializado em Processos Empresariais, colabora com artigos para este site, diretor na EBS IT Software, desenvolve projetos de Social Business e Redes Sociais Corporativas, ainda dentro das expertises e alianças projetos de Gestão Empresarial (ERP) e Gestão de Recursos Humanos (RH).

João Ricardo Martins Cezar

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.