Carreira

Ξ Deixe um comentário

É a sua cara!

publicado por Mauricio Veneroso

Não! Não estou falando de um recém-nascido!

Refiro-me à área em que você trabalha. Vale para TI e para quaisquer outras áreas profissionais. Vale também para a empresa em que você trabalha e para o mercado de trabalho como um todo.

Muitas pessoas encaram a evolução da área em que atuam como algo externo, algo em que “os outros” ajudaram a definir e a construir a sua evolução.

É como se chegássemos de fora, todos os dias, no nosso trabalho e os processos e o jeito de trabalhar estivessem prontos e preparados por outras pessoas e tivéssemos que nos submeter à eles.

Surpresa! Não é assim não meu amigo.

Independente da posição em que ocupemos no nosso trabalho, tudo a nossa volta é reflexo da nossa presença naquela ambiente.

Todos os estímulos que recebemos e respostas que devolvemos geram outros estímulos nos outros, e outras respostas e esse processo é uma reação em cadeia sem fim. É o próprio PDCA dos processos e relacionamentos. É o PDCA da convivência.

Esse processo é muito bom e benéfico para cada área na empresa, para cada empresa no mercado e para o mercado como um todo.

Daí vem o título do artigo “É a sua cara!”.

O título do artigo quer dizer justamente isso: Que o resultado do seu dia a dia, do que você faz para os outros ou que os outros fazem para você tem sua participação de qualquer forma. Mesmo chegando agora num novo emprego ou numa nova área, o que você está e estará vivenciando e executando serão suas respostas ao processo definido e isso retroalimentará o processo adequando-o à sua presença, ao seu “uso” do processo.

Com certeza qualquer processo vai melhorar se você se encarar como parte dele e que pode contribuir para melhorá-lo, assim como encarar que as outras pessoas também são parte dele e aceitar que os outros contribuam para melhorá-lo também.

Na sua área dentro da empresa em que você atua, na empresa em que você trabalha e no mercado de trabalho em que atua, apesar da suposta individualidade de cada um, alguma parcela de cada pessoa é parte de um todo.

Alguns participam mais e outros menos, mas todos participam, ou seja, cada um de nós é parte de todos nós.

Isso vale para o aspecto profissional e também para o aspecto pessoal de cada um.

Tenha isso em mente em tudo que fizer, dentro e fora da empresa em que trabalha. Com certeza, sentindo-se parte de um todo, te fará sentir muito melhor e colaborativo nos seus resultados e nos resultado das outras pessoas tanto profissional como pessoalmente.

Afinal, somos todos um.

Boas Festas e um excelente 2013!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Mauricio Veneroso tem mais de 20 anos de experiência na área de TI sendo mais da metade no mercado de telecomunicações. Trabalhou em diversos projetos de desenvolvimento de sistemas. Nos últimos 5 anos sua atuação tem sido voltada para ITSM atuando como Consultor de TI, estruturando equipes de suporte, níveis de serviço e definindo processos de melhoria contínua redefinindo inclusive metodologias de desenvolvimento de sistemas, participando da elaboração de SoWs, RFPs e RFIs para assegurar transições para os times de produção, suporte e sustentação de sistemas com o menor impacto possível para as áreas usuárias e para os times de suporte.

Mauricio Veneroso

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes