Desenvolvimento

Ξ 1 comentário

Criação de software para startups – do MVP para os Testes Reais

publicado por André Almeida

Figura - Criação de software para startups – do MVP para os Testes ReaisNesta Sétima etapa do Processo, já validadas as ideias e iniciado o desenvolvimento, vamos falar sobre a Criação de Software para Startups – do MVP para os Testes Reais

Recapitulando: MVP – Minimum Viable Product (Produto mínimo viável) o Que é?

“Trata-se de uma versão de um produto que permite agregar o máximo de aprendizado validado com o menor esforço” (PESCE, 2012).

É uma delimitação das funcionalidades priorizadas para desenvolvimento da pesquisa e teste de usabilidade do aplicativo, através de protótipo de baixa fidelidade, junto ao público alvo para futuro desenvolvimento do MVP, que é a versão de um produto que permite agregar o máximo de aprendizado validado com o menor esforço.

As diversas formas de se avaliar um resultado, sendo na visão do Designer de Criação, dos Desenvolvedores ou ainda na crítica do Gerente de Projetos, traz um certo desconforto e conflito de opiniões. Geralmente o profissional de Design e Criação possui ferramentas e técnicas para entender melhor os comportamentos apresentados nos testes e é aqui que verificamos que ao identificar alguma necessidade ou expectativa fora do escopo ou das Funcionalidades escolhidas, é que a intervenção de um Gerente de Projetos com experiência neste ambiente de tecnologia será útil para correto direcionamento e adequações no escopo para com as modificações propostas.

Surgirão situações em que a experiência do Gerente de Projetos na criação de softwares com equipe de desenvolvimento possibilitará identificar dificuldades técnicas e auxiliar na forma de contornar essas situações, assim como a equipe de programação, após os testes e validações das etapas anteriores, terá mais facilidade na integração e entendimento do que realmente necessita ser desenvolvido.

O destaque vem na aplicação da comunicação da equipe do projeto, que é trabalhada desde o 1º passo e agora no momento do desenvolvimento, onde as dificuldades realmente aparecem, o entendimento claro por todos os envolvidos quanto aos objetivos que já foram documentados e do que realmente está sendo feito facilitará muito a forma de como as dificuldades encontradas são contornadas.

 

Vamos deixar claro aqui a diferença entre o MVP de pré-criação para o MVP em testes em que, após as definições das funcionalidades no 3º passo, criação do plano de negócios no 4º passo e o design da aplicação com testes nos wireframes, no 6º passo, todo material do projeto está no papel e ainda não se transformou em nenhum resultado prático, mas segue uma metodologia coerente e um fluxo com escopo bem formado para que venha este 7º passo. Neste momento é colocada à prova todo conceito idealizado.

Esta pode ser uma das mais demoradas etapas devido à complexidade que ela pode ter. Não há uma formula exata de como definir o cronograma de execução devido a ser algo novo que está sendo criado e mesmo após vários testes e orientações, problemas podem surgir e também entender como os efeitos das validações irão interferir no desenvolvimento do Software é um desafio que a equipe de desenvolvimento tem de enfrentar e que a experiência do Gerente de Projetos terá um grande peso.

Conforme os métodos de registro definidos no 2º passo forem sendo utilizados, revisados e validados, diversos resultados irão surgir e deverão ser analisados em cada um dos 9 passos. Aqui o contexto da comunicação é de extrema importância para que possam ser identificados os problemas e tomadas as decisões para contorná-los, essa tomada de decisão e especificação clara de eventuais situações adversas que venham a ocorrer irão definir o sucesso ou fracasso do projeto dentro do contexto de viabilidade de tempo pré-definidos.

A Visão de um desenvolvedor de software normalmente é muito prática e segue a lógica de funcionamento de algoritmos para funcionamento das coisas no contexto Máquina e Código de Programação e que em muitas vezes pode estar distante do que o ser humano pode perceber e compreender no uso do Produto de software que está sendo desenvolvido. Essa situação é  contornada na existência um Gerente de Projetos com experiência na área de software para entender as limitações técnicas diante das necessidades e da contribuição do profissional de Criação e Design na correta validação entre o que está sendo desenvolvido em comparação com o que foi avaliado e definido previamente.

A seguinte pergunta se torna pertinente: Como resolver e produzir o produto de software idealizado durante os passos 1 a 6 de forma prática e sadia para toda a equipe?

A resposta está na Boa Comunicação e Documentação destes processos, na forma como eles aqui estão apresentados, para que, ao chegar ao 8ª Passo (próximo Artigo, já para semana que vem), em que todos os recursos serão realmente testados, se forem seguidas as boas práticas no método proposto o resultado será bastante satisfatório e todo tipo de novidade ou reação inesperada durante a validação das funcionalidades do aplicativo serão compreendidas e contornadas sem maiores problemas.

Espero que tenha ficado agora mais claro como a integração dos passos fecha o ciclo de entendimento e agora na parte prática de desenvolvimento e testes é que todo trabalho de projeção, análise e testes de usabilidade tem todo seu valor revelado e o desenvolvimento deve fluir de forma muito agradável aos desenvolvedores.

[Crédito da Imagem: Testes – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

André Luiz de Almeida. Atua a mais de 10 anos na área de tecnologia e Consultoria. Empreendedor, sonhador, leitor, estudante, amante das descobertas da vida.(Profissionais e pessoais) Iniciou muito cedo como curioso e com muita leitura sobre computadores e tecnologias do início dos anos 2000. Acredita que mesmo atualmente deve-se ler muito também. Formado em Sistemas de Informação (2011) e Pós-Graduado em Gerência de Projetos (2014). O Pensamento é de que podemos chegar mais longe trabalhando todos juntos por objetivos Iguais, em Colaboração e divisão de atividades. Nunca pára de estudar. A tecnologia e facilidades da internet e MOOCS possibilitam as pessoas estarem sempre atualizadas e aprendendo novas coisas. Hobbies: Viajar, Ciclismo, Motociclismo e Automobilismo. Contate no LinkedIn: http://bit.ly/andrepmgr

André Almeida

Comentários

You must be logged in to post a comment.

botão emergência ransomware (1)

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.