Carreira

Ξ 1 comentário

Você está satisfeito com o seu trabalho?

publicado por Alex Dela Costa

Figura - Você está satisfeito com o seu trabalho?Você está satisfeito com o seu trabalho ou sente um certo desânimo no domingo a noite quando a segunda-feira se aproxima? E alguma vez já se pegou contando os dias para chegar a sexta-feira ou o próximo feriado?

Se você já sentiu esses sintomas, saiba que não está sozinho. Estudos realizados em vários países europeus apontam que 60% dos trabalhadores escolheriam uma carreira diferente se tivessem opção de recomeçar.

Aqui no Brasil não é diferente, a pesquisa realizada pela ISMA (Internation Stress Managment Association) com pessoas de 25 a 60 anos, revela que 76% delas se sentem infelizes com sua vida profissional;

A mesma coisa acontece nos Estados Unidos aonde somente 45% se dizem satisfeitos com seu trabalho.

O instituto Gallup fez a seguinte pergunta a mais de 1 milhão e 700 mil funcionários em 101 empresa de 63 países: “ Você tem oportunidade de fazer todos os dias o que faz de melhor? ”, somente 20% responderam que sim.

Esses números alarmantes são prejudiciais às companhias, porém uma tremenda oportunidade para essas organizações. Para estimular altas margens de crescimento e, por conseguinte, aumentar o faturamento, elas só precisam voltar o foco para dentro a fim de encontrar a riqueza de potencial não realizado que existe em cada colaborador.

O que poderia aumentar a satisfação das pessoas no trabalho?

Acredito que não exista resposta simples para essa pergunta, mas estudos aprofundados realizados a quase duas décadas por instituições sérias como o Gallup e por universidades que lideram os estudos da Psicologia Positiva indicam o caminho.

Basicamente os pesquisadores aprofundaram o entendimento da potencialidade humana listando uma série de forças e virtudes que cada indivíduo possui.

Diferente das premissas que a maioria das organizações apóiam em relação a gestão de pessoas, os pesquisadores afirmam que o maior potencial de crescimento de cada pessoa está nas áreas onde tem seu ponto mais forte, não nas áreas mais fracas.

Quantas vezes presenciamos treinamentos e planos de ação somente para as chamadas “oportunidades de crescimento” que são justamente pontos fracos diagnosticados nas avaliações periódicas de performance?

Portanto descobrir quais são os talentos de cada pessoa, potencializá-los e encontrar as melhores posições para essas pessoas deveria ser ordem nas empresas que desejam crescer e superar a concorrência. Essa nova abordagem mudará a forma de recrutamento e a maneira de líderes montarem suas equipes.

É o famoso colocar a pessoa certa no lugar certo !

Isso não significa um abandono aos pontos de fraquezas, eles devem sim ser endereçados, mas agora no intuito de não colocar por terra sua performance. Seria apenas um controle de danos.

Exercício: Quando estou utilizando meus pontos fortes?

Quando realizamos atividades em que empregamos nossas principais forças, conseguimos identificar algumas características marcantes. Analise se em alguma ocasião você já vivenciou os pontos abaixo:

  1. Uma situação ou algo que você faça naturalmente bem e com muita facilidade e outras pessoas não.
  2. Analise se esta atividade lhe energiza quando você a executa.
  3. Valide o nível do envolvimento com a atividade. Por exemplo, sentimento de que as horas voam quando está fazendo isto.

Se você conseguiu identificar algo que se enquadre nas características acima, é certo que esteja utilizando um ou mais de seus pontos fortes nessa atividade.

Essas características foram identificados pelo professor húngaro Mihaly Csikszentmihaly durante seu trabalho de doutorado sobre criatividade. Para esse estado de comportamento ele denominou como “FLOW” (Fluxo, em português). Esse é um estado onde o corpo e a mente fluem em perfeita harmonia.

CARACTERÍSTICAS DO ESTADO FLOW:

Pontos Fortes

Validação dos seus talentos naturais.

Não há como negar que existe um longo caminho a ser percorrido para que as empresas mudem a maneira de gerenciar seus talentos, mas essa é uma via de mão dupla e você não deve aguardar por isto. Seria terceirizar a responsabilidade por sua melhor colocação e até mesmo por sua carreira.

Dessa forma, invista tempo e dinheiro em você. Procure o que poderá ajudá-lo nesse processo de auto-descoberta; seja através de coaching, literatura, treinamentos, mentoring.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

- 18 anos de experiência no segmento de Tecnologia da Informação - Membro da Sociedade Brasileira de Coaching - Certificado pela Behavioral Coaching Institute - Practitioner em PNL - Analista de Perfil Comportamental Apogeo - Coach de Carreira especializado no mercado de TI Sou um entusiasta a respeito do potencial humano e acredito que cada pessoa possui infinito potencial de crescimento e todos os recursos necessários para conquistar seus objetivos. site: www.alexdelacosta.com.br e-mail: coach@alexdelacosta.com.br facebook: www.facebook.com/alexdelacostacoach

Alex Dela Costa

Comentários

1 Comment

  • Como já dizia o sábio Seu Madruga: “O trabalho não é o problema, o problema é ter que trabalhar”

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes