Mercado

Ξ 1 comentário

Vale a pena correr o risco?

publicado por Roger Nascimento

Ter um comportamento seguro é comum quando percebemos a possibilidade de perder algo de valor.

Podemos citar os casos de automóveis e residências, geralmente as ações de prevenção são percebidas com a contratação de um seguro, instalação de cerca elétrica, alarme e outros relacionados.

Porém, na maioria das vezes, a busca de segurança vem para preencher uma lacuna que não havia sido notada. Existia, mas passava despercebida, uma falha de segurança que esteve ali por todo tempo e foi exposta somente após o pior ter acontecido. Fazendo da contratação de um serviço de segurança um trabalho corretivo e não preventivo.

Isto é explicável, pois muitas vezes estamos envolvidos em ações que colocam nosso foco em tarefas executadas diariamente, tarefas estas que são a essência do negócio ao qual nos dedicamos e tiramos nossa renda.

Mas já parou para pensar o quanto pode custar esta falha? Já pensou que todo um projeto de vida, toda uma estrutura montada e arquitetada durante anos pode se perder de um dia para o outro?

E tudo isto pelo simples fato de não sabermos identificar uma falha e assim não praticarmos ações seguras.

Constantemente trabalhamos em situações de riscos, mas nem nos damos conta disto.

Em muitos casos a situação se torna mais segura apenas agregando comportamentos adequados.

Contudo somente somos estimulados a observar nosso comportamento inseguro quando vimos algo relacionado em matérias vinculadas na televisão, estatísticas, comentários de amigos ou, nos casos mais extremos, após o pior ter acontecido.

A prevenção é algo primordial para nossa vida pessoal e profissional.

Estamos expostos a uma situação em que não é possível mensurar os prejuízos.

E toda esta exposição é fruto apenas da falta de informação, já que ações de prevenção, como um programa de Segurança da Informação, custam muito pouco em relação ao custo e importância do seu negócio.

Mas quando falamos em Segurança da Informação e comportamento seguro não estamos falando apenas da parte relacionada a softwares, configurações de sistemas, utilização de antivírus e todos estes processos técnicos.

Atitudes simples como Palestras, Treinamentos, Seminários, Adoção de Políticas, Regras, Conceitos sobre Ética, Código de Conduta, etc. podem ser inclusas no cotidiano fazendo o comportamento seguro como uma prática comum do dia a dia.

Posturas não adequadas que expõem o seu negócio (como: informação confidencial sobre plano estratégico, exposição de metas, divulgação de contratos de clientes, custos,  formação de preços, saúde financeira da empresa, etc.) podem ser inibidos e controlados.

Assim consegue-se agregar valor ao seu negócio, protegendo patrimônio, mantendo uma base firme e assegurando responsabilidade a todos envolvidos no processo.

Roger Nascimento – rogernascimento.com.br – agente@rogernascimento.com.br

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Graduado em TI, atua desde o ano 2000 na área, sendo que boa parte deles como Gestor Regional de TI em multinacional americana de grande porte responsável por mais de 60 unidades distribuídas por quatro estados do Brasil, agregando também as responsabilidades pela Segurança da Informação. É Consultor, Professor e Palestrante - Liderança e Gestão e Segurança da Informação.

Roger Nascimento

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes