Posts by Tag: sucessão»

Carreira

Líder, o Mestre enxadrista

Líder, o Mestre enxadrista

posted by Flávio Almeida

Após analisar o comportamento das várias Equipes que liderei, pelas companhias que passei, e nas conversas com outros Líderes, percebi que a resposta sempre esteve presente.

Carreira

Carreira: o que falta pra crescer?

Carreira: o que falta pra crescer?

posted by Israel Bovolini Jr

Ah, a ironia. Como bons profissionais de uma área de Exatas (hein?), estamos acostumados com padrões, com algoritmos, com o famoso “entra porco e sai linguiça”. Então, alguém pode por favor explicar por que o fluxo abaixo normalmente não dá certo?

Eu posso tentar, se você permitir. Recentemente acompanhei a conversa entre um diretor e seu subordinado indireto (havia um gerente entre eles, que saiu da empresa), que foi mais ou menos assim:

Asdrúbal: Diretor Zé, precisamos conversar
Zé: Pois não, Asdrúbal
A: Eu estou na empresa fazem uns 5 anos, e agora que meu antigo gerente saiu eu gostaria de ser considerado para o cargo
Z: Asdrúbal, meu filho, claro que poderíamos pensar em você, mas acho que vamos trazer alguém de fora
A: Por quê?
Z: Quem é que eu vou colocar no seu lugar? Você é fundamental para o funcionamento da área
A: … (tela azul)

A princípio, Asdrúbal ficou possesso – e com razão. Afinal de contas, ele dava um duro danado nas tarefas do dia-a-dia, conhecia o funcionamento da área, tinha uma série de novas idéias, novos controles, tudo em cima. Nada mais natural que ganhar uma promoção com mais responsabilidade, certo?

Quase.

Faltou uma coisinha: preparar a sucessão. Uma carreira nunca é construída por uma só pessoa. São as relações entre pessoas que fazem umas subir, outras estagnarem e outras saírem. Em suma, Asdrúbal era tão bom no que fazia no seu dia-a-dia que tornou-se indispensável para aquela função.

Asdrúbal deveria trabalhar duro, sim, mas NUNCA manter o conhecimento e o jeitinho de fazer as tarefas só para si. Deveria ter olhado para seus colegas e dado uma de Capitão Nascimento: “pro cara ficar no meu lugar, ele tem que… tem que… sei lá, tem que fazer as coisas do jeitinho que eu faço”. Se ele tivesse pensado em sucessão, teria tido o tempo de mostrar para seu diretor que, além de conduzir o dia-a-dia, ele tem condições de pensar de forma macro e organizar a área de acordo com as idéias novas que ele tinha.

botão emergência ransomware (1)

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.