Posts by Tag: postura»

Carreira

Como éramos e como devemos ser em TI

Como éramos e como devemos ser em TI

posted by Everton Almeida

Tempos atrás a Tecnologia era tratada como peça de todo o “quebra cabeça do negócio”, por questões óbvias o profissional de Informática também era parte.

Carreira

Percebe-te a ti mesmo

Percebe-te a ti mesmo

posted by Alexandre Eduardo Oliveira

Quantas vezes você já não se deparou com aquela situação em que você pensava estar fazendo tudo certo, um ótimo trabalho, que seria reconhecido por isso.

Carreira

Você valoriza a sua área de atuação?

Você valoriza a sua área de atuação?

posted by Roger Nascimento

No mundo corporativo muitas vezes é comum um profissional, durante o desempenho de suas atividades diárias, acabar fazendo com que suas habilidades específicas em busca de soluções se tornem algo corriqueiro, trivial, de tal simplicidade que aparentam até ser de domínio de todos.

Ou seja, acostuma-se a oferecer e compartilhar soluções e não medir os “impactos positivos” que elas causam.

Esta postura é reforçada principalmente se a troca de informações está entre profissionais da mesma área de atuação.

Outra situação, também muito comum, é um profissional ser procurado por alguém atrás de uma solução para algo extremamente importante cujo prazo de entrega é “para ontem”.

E ainda mais… esta solução tem que ser eficaz, sem falhas, muitíssimo barata, e os gaps (se porventura existirem) serem resolvidos o mais rápido possível, sendo que ela não pode interferir nas atividades do dia a dia de nenhum dos envolvidos.

O interessante é que, geralmente, a solução é “para ontem” por falhas no cronograma (consequência da falta de organização do solicitante).

Neste momento forma-se uma situação no mínimo curiosa.

Pois se o profissional que foi procurado disser que precisa de um tempo para analisar a situação, tem sua credibilidade colocada em cheque, invertendo-se as responsabilidades.

Quem chegou com uma solicitação em cima da hora (com falhas no processo e desorganizada) automaticamente passa a cobrar prazo e agilidade.
Se o profissional que foi procurado resolve a solicitação rapidamente com sucesso, não fez nada além do que se espera dele, já que é para isto que foi contratado.

Quem chegou com uma solicitação em cima da hora (com falhas no processo e desorganizada) automaticamente se intitula uma pessoa que sabe usar os fundamentos do “empowerment” ou sabe “delegar” bem as atividades.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.