Tecnologia

Ξ Deixe um comentário

Realidade virtual ou aumentada?

publicado por Lucas Valente

Lembro-me de quando era mais jovem, e corria pela área comum do prédio do meu tio mais velho, jogando Pokémon Reality, um jogo inventado por nós, que só usava a imaginação e a área comum do prédio inteiro. A piscina, quadra, parquinho, brinquedoteca, seu próprio apartamento.

A interação do ser humano com a tecnologia, as descobertas e seus avanços, proporcionaram que uma coisa que estava apenas na nossa imaginação, virasse realidade.

Com a febre do jogo de telefone celular Pokémon GO, que utiliza a Realidade Aumentada, fazer longas caminhadas, apenas se deitar no sofá, ir ao clube ou passear de carro, ficaram mais emocionantes.

No mercado de games, a Nintendo sempre tenta inovar, e já utilizava da ferramenta de Realidade Aumentada em seus videogames que tem a tecnologia 3D.

Mas Realidade Aumentada é diferente de Realidade Virtual, apesar de serem bastante parecidas, e talvez confundir um pouco, são facilmente distinguidas pelo tipo de imersão causada com o usuário.

A Realidade Virtual é caracterizada pela imersão em um ambiente totalmente tridimensional, onde é possibilitado ao usuário uma experiência multissensorial e interação em tempo real, simulando ações, movimentos e sensações, assim como nas tecnologias desenvolvidas para o Oculus Rift, Playstation VR ou como no filme “Tron” da Disney.

A Realidade Aumentada já bem diferente da virtual trabalha com o mundo real, sem a necessidade criar uma nova realidade, e por isso se chama aumentada. Ao invés do usuário entrar em um mundo tridimensional, é o “3D” que se imerge ao realismo.

Ok, mas como funcionam essas tecnologias?

Para imergir sua visão no ambiente tridimensional ou virtual, os óculos de realidade virtual, por exemplo, duplicam a imagem na tela, incorporando para a direção de cada um dos olhos. As lentes ampliam o campo de visão, transformando-a em uma visão binocular, existem vários aplicativos compatíveis com essa tecnologia, que podem ser facilmente emulados em um smartphone e acoplados aos óculos de realidade virtual.

Figura - Realidade Virtual

Já no ambiente aumentado, essa imersão acontece, quando uma câmera ou outro objeto capaz de transmitir imagem em tempo real é combinado a um software inteligente, é possível captar um padrão para que elementos tridimensionais sejam ativados na tela, esses elementos são frequentes em jogos, e nos QR Codes.

A realidade aumentada, começou a ser usada em 1962, quando foram implementados painéis inteligentes em aviões de guerra, que mostravam informações sobre a aeronave no próprio vidro dianteiro, assim o piloto ficava focado no seu percurso sem desviar o olhar. Outro exemplo mais simples de realidade aumentada são as etiquetas, que têm um código de bidimensional para ser analisado por um software inteligente, como um QR Code. Desde os anos 1960, ela já foi usada por diversas empresas. Os casos mais recentes e populares são o Google Glass.

Certamente cada vez mais, vamos ouvir falar a respeito de ambas as realidades, e mais jogos imaginários, ou aplicativos que auxiliem nosso dia a dia, serão aprimorados e criados, tudo saindo do plano da imaginação e vindo para a Realidade Real.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Lucas Valente, estudante de jornalismo, escritor ( e administrador de marketing da empresa Multinetwork Brasil )

Lucas Valente

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes