Carreira

Ξ Deixe um comentário

Procurando Emprego?

publicado por Luiz Pagnez

Encontrar o primeiro emprego, mudar do atual ou encontrar uma nova posição após ter saído da última empresa, é uma atividade árdua, que deve ser encarada como um “trabalho” de no mínimo 8 horas por dia.

A primeira coisa a fazer é atualizar ou providenciar um bom currículo. Ele é seu cartão de visitas e sua função principal é chamar a atenção do recrutador para que ele o chame para uma entrevista. Um currículo padrão deve conter, pelo menos:

-seu objetivo profissional (o que você pretende fazer);
-sua experiência profissional (o que já fez);
-sua formação (o que estudou para fazer);
-e os seus dados de contato como telefone e email, caso a empresa queira te chamar.

Não devem ser colocados números de documentos ou fotos, a menos que a empresa solicite.

Sorte = Oportunidade + Ação

Alguns pensam que encontrar um bom emprego é uma questão de sorte. Algumas vezes é mesmo, mas eles não costumam cair do céu enquanto você está confortavelmente sentado no seu sofá, é preciso fazer o seu currículo estar no lugar certo na hora certa.

Assim você deve agir, criando oportunidades de divulgar suas habilidades e deve estar preparado para quando uma boa oportunidade surgir.

Como criar oportunidades? Envie seu currículo para os departamentos de Recursos Humanos das empresas que você gostaria de trabalhar. Avise seus amigos que tem interesse em receber propostas de emprego. Parentes e amigos são ótimas fontes para conseguir indicações de boas vagas de emprego. De fato, a indicação é uma das principais formas de contratação atualmente.

Os sites de emprego na internet também são excelentes para cumprir a função de fazer seu currículo chegar à pessoa certa. De modo resumido, funcionam das seguintes formas:

1- O primeiro tipo de site de emprego são os que cobram uma assinatura do cliente e as empresas anunciam suas vagas de emprego gratuitamente. A vantagem destes sites é que eles procuram ativamente novas vagas e empresas para aumentar o número de vagas e oportunidades para seus assinantes. Trabalham neste modelo: Emprego Certo, Catho, Manger e Empregos. Costumam ter um retorno mais rápido, criando mais possibilidades de divulgar seu currículo, porém tem um custo para assinar o serviço.

2-Outro tipo de site é aquele em que os candidatos cadastram seus currículos gratuitamente e os serviços são vendidos para as empresas. Neste modelo, os sites têm interesse de ter o maior banco de currículos possível, mas em geral tem uma carteira de empresas pagantes, que são as que anunciam as vagas, menor do que o primeiro tipo. Trabalham neste modelo: Vagas, Elancers, Curriculum e Monster.

3-Existem também os sites de nicho, como a ApInfo por exemplo. Os profissionais de recursos humanos costumam usar sites de nichos para profissões ou cargos com alto grau de especialização, como em geral ocorre com a área de informática.

4- Para profissionais que alcançaram níveis de coordenação e gerência em suas carreiras, o número de boas oportunidades começa a ficar cada vez mais disputada e seu esforço deve ser maior ainda na divulgação de seu portfólio. Divulgar seu currículo em empresas de recrutamento focados nestes níveis também é recomendado. Exemplos de consultorias como estas podemos citar Michael Page e Robert Half. Elas prestam serviços de recrutamento para as empresas, então aceitam o cadastro de currículo gratuitamente também.

5-Quanto maior o nível hierárquico ou quanto maior a sua especialização, menos oportunidades estarão disponíveis e muitas delas nem serão divulgadas no mercado, pois estarão sendo trabalhadas pelos Headhunters. Ferramentas como o LinkedIn ajudarão a formar este networking.

O melhor caminho é cultivar um bom networking e conhecer alguns Headhunters. Mesmo sem interesse de se recolocar no momento, ter um deles em sua rede de contatos pode fazer a diferença na hora de participar de processos de mais alto nível.

Enfim, o ideal para quem esta a procura de uma recolocação é tentar todas as formas possíveis. Na área de informática, como o mercado é carente de profissionais qualificados, estes profissionais geralmente estão empregados e ficam esperando novas oportunidades aparecerem com mais tranqüilidade. Mas caso seja chamado para uma entrevista, mesmo que a princípio a vaga não seja aquela dos seus sonhos, não deixe de ir. Criar uma boa impressão na entrevista pode abrir portas para ser chamado em outras oportunidades na empresa, ou se for um Headhunter, ele lembrará positivamente de você se surgirem outras oportunidades no mercado.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Luiz Pagnez tem mais de 12 anos de experiência no mercado de Recrutamento Online, TI e Internet. Formação pela Unicamp, pós-graduação em TI pela FIAP e MBA pela FGV. Participou do start-up na Manager Online, foi Diretor de TI na Catho Online e Diretor do Emprego Certo no UOL. Atualmente é COO no Recrutando.com, site especializado em Recrutamento para Engenharia e TI Site: www.recrutando.com LinkedIn: br.linkedin.com/in/luizpagnez Twitter: www.twitter.com/pagnez

Luiz Pagnez

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.