Carreira

Ξ 1 comentário

Comprometimento Profissional – Não seja um pingado

publicado por Mauricio Veneroso

PingadoSubstantivo

 

Singular

Plural

Masculino

pingado

pingados

pin.ga.do

  1. (Brasilcafé com algumas gotas de leite
  2. (Brasilleite com algumas gotas de café

Chame como quiser: café com algumas gotas de leite ou leite com algumas gotas de café.

Pingado é pingado.

Mas eu prefiro chamar de café com leite.

Café com leite é quase que um arroz com feijão da maioria dos brasileiros. Café com leite de manhã e arroz com feijão no almoço e no jantar.

Mas vamos deixar um pouco a culinária de lado.

Café com leite é um termo usado também para classificar alguém como mais fraco, menor, caçula, inexperiente, aquele que não participa efetivamente das atividades.

E é por ai que quero falar nesse artigo.

Ao longo desses anos no mercado corporativo recebo relatos de diversas pessoas que apontam um monte de gente competente e comprometida em fazer o seu melhor mas também existe um monte de gente que não é tão assim nessa linha. Infelizmente esse número, perto dos demais, torna-se quase que imperceptível.

De maneira politicamente incorreta: Tá cheio de café com leite por ai.

Dizem que é fácil achar um em qualquer lugar. O Café Com Leite é aquela pessoa que está numa função e fica claro que ela não entrega aquilo que é esperado naquela função. Espera-se que ela faça um cronograma, mas ela não sabe nem o que é um Gráfico de Gantt.  Outro é responsável por avaliar tecnicamente uma solução, mas desconhece a tecnologia usada.

Isso sem falar aqueles que são responsáveis por áreas inteiras e que não fazem a menor ideia dos limites, papéis e responsabilidades de sua área.

Vemos exemplos por ai de cadeias de “cafés-com-leite” em que a informação desestruturada e cheia de argumentos fracos é criada, aprovada e em diversas ocasiões divulgada numa área e ao chegar em outra, da mesma forma ela é recebida ela é aprovada e divulgada internamente.

Passa a impressão de ser uma cadeia de mentiras ou enganações em que o jogo a ser jogado é justamente esse. Coloque algumas gotas de café no leite ou algumas gotas de leite no café que não fará diferença para quem vai lidar com aquilo.

Com um pouco mais de experiência, algumas pessoas conseguem identificar e desmantelar a propagação dessa rede de informações “pingadas”, mas na grande maioria das vezes as empresas parecem funcionar como uma grande padaria, com café com leite para todo lado.

Fica a dúvida se as pessoas classificadas como café-com-leite são realmente ingênuas ou são gênios na arte de sobreviver no mundo corporativo.

O que é claro é que ser café-com-leite está mais para uma questão de atitude do que de conhecimento, preparo ou experiência. Agir como um café-com-leite pega até mal mas muitos profissionais agem como se estivessem tirando vantagem daquilo.

A pessoa não é café-com-leite, mas as atitudes dela é que são.

Dessa forma, todos os dias, após tomar o seu café da manhã, em casa ou numa padaria ai perto do escritório, dê uma olhada ao seu redor e certifique-se que você realmente saiu da padaria ou de casa sozinho ou se o café com leite veio junto contigo.

Atitudes café-com-leite nunca mais! Combinado?

Lugar de café com leite é na padaria!

[Crédito da Imagem: Comprometimento Profissional – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Mauricio Veneroso tem mais de 20 anos de experiência na área de TI sendo mais da metade no mercado de telecomunicações. Trabalhou em diversos projetos de desenvolvimento de sistemas. Nos últimos 5 anos sua atuação tem sido voltada para ITSM atuando como Consultor de TI, estruturando equipes de suporte, níveis de serviço e definindo processos de melhoria contínua redefinindo inclusive metodologias de desenvolvimento de sistemas, participando da elaboração de SoWs, RFPs e RFIs para assegurar transições para os times de produção, suporte e sustentação de sistemas com o menor impacto possível para as áreas usuárias e para os times de suporte.

Mauricio Veneroso

Comentários

1 Comment

  • Muito bom e tempestivo o seu artigo. Tenho 03 décadas de atuação no mercado corporativo e, infelizmente, concordo com a escolha do tema. Muito apropriada. Precisamos prestar atenção em coisas desse tipo para corrigir rotas negociais e profissionais. Ou… nosso futuro estará comprometido.

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.