Carreira

Ξ 2 comentários

Pare de tentar reter talentos. O foco são os potenciais!

publicado por Sidnei Oliveira

Atualmente, um dos grandes desafios de qualquer gestor é estabelecer um ambiente de trabalho que tenha a capacidade de cumprir as metas. É nesse ponto que tem ocorrido uma das maiores transformações na gestão das empresas, pois o relacionamento entre a empresa e seus colaboradores tem se alterado significativamente nos últimos anos.

Ficar muito tempo na mesma empresa já é considerado um fator negativo no currículo do profissional, o que pressiona o mesmo a buscar, continuamente, novos desafios. Do outro lado, a crescente busca por resultados pressiona os gestores a exigir cada vez mais de suas equipes, sem considerar o tempo de desenvolvimento necessário para que se possa atingir as metas.

Como resultado, é possível observar um aumento significativo nos índices de rotatividade registrados nas empresas, o que eleva os custos de contratação e treinamento, além de reduzir a produtividade e, consequentemente, os próprios resultados. No Brasil, esse tipo de situação está potencializada pelo momento econômico que experimentamos, que transforma a concorrência pelos melhores profissionais em uma guerra de talentos.

Precisamos mudar um paradigma que foi criado de forma quase que reativa a essa situação que é o conceito de “Reter Talentos”.

Não há como reter um talento sem aumentar significativamente os custos, seja com salários ou benefícios. Isso acontece porque o talento já está manifestado e precisa ser reconhecido. Veja o caso do Neymar, jogador de futebol do Santos. Ele já é reconhecidamente um talento, portanto a única forma de “retê-lo” é financeiramente, o que implica em constantes negociações, pois sempre há algum time europeu valorizando “seu passe”.

Devemos focar nos potenciais, aqueles profissionais que ainda não apresentam talentos latentes, mas que têm uma atitude absolutamente alinhada com os valores e objetivos da empresa. Ele certamente representa um risco, uma aposta para o gestor, pois pode ser ou não um talento no futuro. E isso exigirá empenho do líder, pois somente com uma boa mentoria o talento se manifestará. Os talentos que a empresa possui atualmente não podem ser retidos, caso contrário, o gestor poderá reter a manifestação do Talento.

Portanto, não tente reter talentos. Desenvolva-os!

Mas atenção: Retenha os Potenciais!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

SIDNEI OLIVEIRA – MINI CV Consultor, Autor e Palestrante, expert em Conflitos de Gerações, Geração Y e Z, desenvolvimento de Jovens Talentos e Redes Sociais, tendo desenvolvido soluções em programas educacionais e comportamentais para mais de 35 mil profissionais em empresas como Vale do Rio Doce, Petrobras, Gerdau, Santander, TAM, Unimed entre outras. Formado em Marketing e Administração de Empresas, autor de vários livros sobre Liderança e Administração. É sócio-fundador da Kantu Educação Executiva, Vice-presidente do Instituto Atlantis de preservação ambiental e membro do conselho de administração da Creditem Cartões de Crédito e e do Fórum de Líderes Empresariais. É também colunista com artigos publicados nos portais Exame.com, Catho Online, Click Carreira, Café Brasil e InformationWeek Brasil

Sidnei Oliveira

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes