Carreira

Ξ 3 comentários

Outsourcing, quando realmente vale a pena

publicado por Alberto Parada

Como tudo na vida, fazer direito é sempre melhor. O problema é que fazer direito não é nada fácil!

As empresas decidem implantar um outsourcing de TI “Responsável”, quando percebem que estão gastando muito dinheiro e tempo com áreas e pessoas que não fazem parte diretamente do negócio da empresa.

A decisão esta tomada, agora precisamos fazer acontecer. Como vamos fazer isso?

Palpites não faltarão! O correto é buscar no mercado, empresas de consultoria que possuam conhecimento para ajudar a definir o que terceirizar, como terceirizar, e o que esperar com a terceirização.

O que isso quer dizer de verdade?

Terceirizar tudo de TI? Equipamentos, links, software, desenvolvimento, hardware, pessoas, tudo?

Será que é o melhor realmente para a nossa empresa?

Depende! Não existe uma resposta padrão para cada tipo ou modalidade de empresa, o correto é conhecer a empresa, e ai depois com todas as informações nas mãos, tomar a decisão do que terceirizar.

Como?

Podem ser contratadas uma ou mais empresas e independente da quantidade, o mais importante é ter certeza que elas saberão fazer bem feito.

O que as empresas devem esperar da terceirização?

Com certeza é a melhoria da qualidade dos serviços e um preço adequado. Existe um chavão que já escutei de muitos Presidentes de empresa, que é:

– Sei que a TI esta funcionando direito quando não escuto nada sobre ela.

Para se responder a pergunta do que se terceirizar, é fundamental conhecer detalhadamente cada processo e cada serviço de TI, visitar todos os departamentos escutando suas necessidades. Lembre-se, informação nunca é demais!

Não se esqueça!  As informações não vão aparecer assim tranquilamente, o pessoal vai resistir em contar o que sabe, até porque a primeira reação à uma terceirização é o medo de perder o emprego.

O melhor caminho é envolver todos os profissionais, apresentar claramente os motivos da terceirização, esta atitude não traz o apoio de todos, mas ajuda a derrubar muitas barreiras.

A motivação e o engajamento das pessoas estão diretamente ligados com o nível de envolvimento delas no futuro da empresa e principalmente do seu próprio futuro. É fundamental mostrar para o pessoal o que vai acontecer com o futuro deles e da empresa.

Envolver todos ajuda, mas cria muitos exageros e boatos.  Escute! Descobrimos coisas que nem imaginamos quando estamos mais dispostos a ouvir do que falar.

Olhe os departamentos de negócios como clientes e não como inimigos! Aceite! São eles que pagam a conta!

Valorizar as pessoas, suas atividades e sua importância para a empresa é fundamental para o sucesso do plano de migração, precisamos delas para fazer a empresa continuar funcionando.

Este trabalho de levantar a situação atual da empresa é demorado e cansativo, mas necessário, além dos consultores contratados, é fundamental a presença dos gestores da empresa, isso transmite tranquilidade e confiabilidade.

Ambiente de Ti mapeado e validado, é hora de sabermos o que a Diretoria planeja para a empresa para os próximos anos.

Lembra quando eu contei, que os executivos que estão nos principais cargos das empresas hoje, vem de um período que TI era um micro na sala do chefe? Pois é, agora é hora de sentir isso na pele.

Esta é a hora de quebrarmos o paradigma e mostrarmos que é importante  economizar, mas investir para poder crescer é questão de sobrevivência, então o quanto investir está ligado ao quanto se quer ganhar no futuro.

Hoje, TI suporta o crescimento e a lucratividade de todas as empresas e deve receber investimentos da mesma maneira que as áreas tradicionais. Da mesma forma que é impossível viver sem o financeiro é impensável não ter um sistema de gestão empresarial.

A agilidade do desenvolvimento de um novo sistema, a garantia que os servidores estão funcionando e que a rede de comunicação esteja  online, é tão  importante quanto os produtos que ela fabrica e comercializa.

Neste momento, a Diretoria percebe a importância de TI e os profissionais de TI irão lembrar do que falei na primeira matéria da série “Outsourcing”:

“Quem tem que mudar a maneira de pensar é o pessoal de TI e não os executivos”.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Fundador do : descomplicandocarreiras.com.br

Alberto Parada

Comentários

3 Comments

  • Parabéns pelo artigo. Com certeza, as empresas devem se focar cada vez em seu core business para serem mais competitivas. Os números falam por si só.

    Abraços

    Vinicius Cezar – Synercorp

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes