Mercado

Ξ 1 comentário

Os desafios de uma software house

publicado por José Ricardo Ferreira

Os desafios de uma software houseUma pesquisa realizada pela ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software), em parceria com o IDC Brasil, no final do ano passado, apontou que o mercado de software nacional foi responsável por uma receita de US$ 6,3 bilhões em 2011, o que apresentou um crescimento de 14,9% na comparação anual, representando para o país uma participação de 1,1% no mercado mundial.

Além disso, esse crescimento esteve acima da média mundial, o que garantiu à indústria brasileira de software e serviços de TI subir da 11ª para a 10ª posição no ranking internacional de mercados de software e serviços.

E, nesse cenário, o que vem ganhando cada vez mais destaque são os softwares personalizados. Criados sob demanda específica para empresas e nichos, essas plataformas atendem a diversas necessidades, desde gestão empresarial focada até um simples sistema para cadastro e serviços.
A verdade é que a criação dessas soluções requer transpor inúmeros desafios impostos às chamadas Software Houses. Essas empresas são responsáveis por projetar, desenvolver e ainda fazer a manutenção das soluções.

A partir daí, dentre esses desafios, o maior deles é o conhecimento profundo, seja do cliente ou do segmento no qual o software irá atuar. Para isso, são essenciais dois pontos: usuários-chave e imersão do desenvolvedor.

No primeiro, seja o próprio cliente ou alguém de confiança que conheça todos os processos da empresa, o envolvimento no planejamento e execução do sistema é fundamental para que atenda as necessidades pelas quais o software está sendo desenvolvido.

A participação do cliente em todos os pontos do desenvolvimento, não somente no período do teste, leva maior clareza a software house, inclusive, evitando, assim, eventuais equívocos na criação dos processos em que o sistema deverá atuar.

Já o segundo ponto abrange o quão importante é que a software house e seus desenvolvedores entrem e conheçam a rotina do cliente, identificando os principais processos e a gestão da companhia. Quanto mais informações sobre o cliente e seu ambiente o desenvolvedor obtiver, melhor será a propriedade com que ele saberá o porquê da criação de cada parte do software.

Afinal, o grande objetivo da célula de fábrica de software é atender os clientes que têm uma característica própria e que não encontram software pronto no mercado. E, dessa forma, quanto maior o conhecimento, melhor.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

José Ricardo Ferreira é Diretor Comercial da Entire Technology Partners, Formado em Administração de Empresas, atua na área de Tecnologia há 33 anos, trabalhou na Nestlé, Villares, Consist, foi Gerente para a América do Sul na DTS e atua na área de eCommerce, onde se especializou, a mais de 10 anos.

José Ricardo Ferreira

Comentários

1 Comment

  • Gotaria de receber indicações de livros e revistas voltados para gestão de uma Software House.

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes