Desenvolvimento

Ξ Deixe um comentário

O que são SoS – Entenda mais sobre os Sistemas de Sistemas

publicado por Equipe da Redação

Para gerenciar uma empresa da melhor forma possível, é necessário contar com as tecnologias adequadas. Ter um e-mail profissional, um ERP, um certificado SSL, enfim, são vários os elementos que viabilizam a gestão adequada de qualquer negócio na atual era digital.

Por essa razão, é interessante que os gestores, de um modo geral, fiquem por dentro de vários conceitos que dizem respeito a tecnologia. Um Sistema de Sistemas, também conhecido como SoS, é um deles.

Esse sistema é muito importante pois engloba vários sistemas e está por trás de vários recursos fundamentais nos dias de hoje, que vão desde a Cloud Computing (Computação em Nuvem), aplicativos em um smartphone e até sistemas bancários.

Quem atua gerenciando um negócio ou quer se profissionalizar como programador, deve conhecer mais a fundo o conceito de SoS.

Por isso, para você ficar por dentro desse tema tão importante, vale dar uma conferida nos tópicos a seguir.

Saiba o que é um Sistema de Sistemas

Um Sistema de Sistemas (SoS) consiste em uma classe de sistema conhecida pela junção de várias funções constituintes que atuam de forma independente no modo operacional e gerencial. Ao serem reunidos, esses sistemas desempenham novas funções.

Por causa das suas características de funcionamento, os Sistemas de Sistemas são muito usados em contextos variados, como, por exemplo, gestão de desastres, sistemas de cuidados com a saúde, sistemas bancários, sistemas de e-mail profissional, sistemas militares e cidades inteligentes.

Isso mostra que o SoS é um dos alicerces para consolidar de vez aquilo que muitos já conhecem como IoT, também chamada de Internet das Coisas. A IoT consiste na conexão de vários aparelhos, tanto em uma residência, um prédio, uma empresa ou até mesmo uma cidade. 

De uma forma geral, um processo arquitetural de SoS tem o objetivo de definir os stakeholders, quem são os sistemas constituintes e como eles interagem entre si.

Todos esses elementos são definidos a partir de uma compreensão da arquitetura do sistema, permitindo avaliar como funciona de forma mais precisa a interação entre eles.

Conheça as características do SoS 

Os Sistemas de Sistemas possuem características bem específicas. É por meio delas que se torna possível estruturar melhor vários tipos de aplicações. Como o SoS conta com vários sistemas e, até mesmo, adere a mais sistemas, é normal que aumente o nível de complexidade.

Por essa razão, é importante conhecer melhor as características dos SoS. 

Elementos independentes

Algumas partes do sistema não são consideradas apenas elementos integrantes, por isso podem operar como sistemas independentes. Sendo assim, os módulos dentro do sistema de sistema crescem de maneira separada uma da outra.

Independência gerencial

Alguns elementos do sistema fazem parte de diferentes organizações ou de uma grande organização. 

Por causa disso, esses sistemas contam com diferentes regras e formas de gerenciamento. Inclusive, esse é um detalhe fundamental para diferenciar um sistema de sistemas de um sistema convencional. 

Desenvolvimento ao longo do tempo

Os Sistemas de Sistemas não são projetos desenvolvidos de uma forma rápida e definitiva. Devido a característica de poder se integrar com outros sistemas, os SoS estão em constante evolução. 

Características emergenciais

Os SoS normalmente apresentam detalhes que se tornam visíveis e perceptíveis após terem sido criados.

Distribuição diferenciada

As mais variadas organizações distribuem os Sistemas de Sistemas levando em consideração conceitos geográficos.

A principal razão disso é porque uma rede administrada de forma externa também é um elemento que constitui o SoS.

Outro fator que contribui para essa distribuição geográfica é o aumento do nível de dificuldade de interação entre os envolvidos nas decisões e no gerenciamento da segurança da informação do sistema.

Grande quantidade de dados

É comum que os Sistemas de Sistemas contem com um volume de dados muito grande. Não raras vezes esse volume pode ser cem vezes maior que o código dos próprios sistemas que os integram.

Diferença de linguagem

É bem possível que os vários sistemas em um SoS de software tenham sido desenvolvidos usando diferentes linguagens de programação e distintos métodos de projeto.

O motivo para isso é o rápido crescimento das tecnologias de software. As organizações atualizam com frequência os seus métodos e suas ferramentas de acordo com a disponibilização de softwares mais avançados.

Ao longo do tempo de funcionamento de um grande SoS, as tecnologias do setor podem avançar quatro ou cinco vezes.

Entenda a complexidade dos SoS

Todos os sistemas são constituídos por partes que também podem ser chamadas de elementos. Essas partes se relacionam entre si. Um exemplo é o fato de que as partes de um programa podem ser objetos, enquanto as partes de cada objeto podem ser constantes, variáveis e métodos. 

Um sistema pode ser considerado complexo levando em conta a quantidade e os tipos de relacionamentos existentes entre os elementos do sistema. Caso o sistema possua apenas uma pequena quantidade de relacionamentos entre seus elementos, ele pode ser considerado simples.

Sendo assim, quanto mais relações entre os elementos do Sistemas de Sistemas, maior será a sua complexidade.

O tipo de relacionamento também impacta o nível de complexidade global de um sistema. Além disso, assim como a complexidade do sistema, também é necessário analisar a complexidade dos processos usados para evoluir e manter o sistema depois que ele entra em uso. 

O tipo de relacionamento também afeta a complexidade global de um sistema. Os relacionamentos estáticos consistem naqueles previamente estruturados e que podem ser analisados com base em representações estáticas.

Há também os relacionamentos dinâmicos. Eles são aqueles que existem em um sistema durante a execução. Eles são os mais difíceis de serem analisados, pois é necessário conhecer as entregas para o sistema, bem como saber qual é o código-fonte do sistema.

Diante disso, é possível aferir que existem diferentes níveis de complexidade dos Sistemas de Sistemas.

Complexidade técnica

Ela possui relação com os diferentes componentes do próprio sistema. Quanto mais esses elementos se relacionarem, mais complexo será o sistema.

Complexidade geral do sistema

Ela depende da complexidade dos relacionamentos entre o sistema e os seus gerentes, ou seja, ela é o que os gerentes podem mudar no sistema e os relacionamentos entre os gerentes de diferentes partes do sistema. Ela também pode ser uma questão operacional.

Complexidade de governança

Esse tipo de complexidade depende dos relacionamentos entre as normas, as regras e as políticas que influenciam o sistema. Ela está relacionada com o nível mais elevado de gerenciamento de sistemas.

Além disso, as organizações localizadas em diferentes países também influenciam a complexidade, pois possuem leis específicas para cada sistema dentro do SoS.

A importância dos SoS

Os Sistemas de Sistemas são ferramentas que fazem parte de outros sistemas, permitindo com isso a criação de outros sistemas. Parece redundante, mas de forma simplória é isso mesmo. 

Na prática, é possível considerar que os SoS são com uma casa pré-fabricada, que possui partes previamente montadas que permitem, mais tarde, a construção de outras partes.

Quanto mais elementos e partes possuem os SoS, mais complexos eles serão.

Portanto, no atual contexto da era digital, em que conceitos como Computação em Nuvem, e-mail profissional e Internet das Coisas (IoT) estão cada vez mais em destaque, é muito importante conhecer alguns conceitos como os Sistemas de Sistemas.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Autor

Equipe da redação do TI Especialistas normalmente posta textos escrito por terceiros e enviados para o site com os devidos créditos.

Equipe da Redação

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade



Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes