Gestão de Pessoas

Ξ Deixe um comentário

O corporativismo nosso de cada tribo

publicado por Carlos E. S. Nunes

Figura - O corporativismo nosso de cada triboEm uma pequena discussão com meu grande amigo e irmão eu tentava explanar um pouco minha preocupação com os jovens de hoje que se “perdem” ou se trancam em redes sociais e games (e que pouco sabem se comunicar cara a cara). Ele comentou que até prefere contratar um gamer pelo cunho colaborativo de alguns jogos, obrigatoriamente alguns gamers devem saber trabalhar em equipe.

Podemos achar ótimas qualidades nas mais diferentes tribos.

Lembrei de um artigo do Marcelo Moreira no blog do estadão o mesmo traz alguns cases de entrevistadores que optam e ou tendem a contratar um candidato por seu gosto musical.

“..quem gosta de rock geralmente é um profissional mais antenado, que costuma ler mais do que a média porque se interessa pelos artistas do estilo. Geralmente são mais bem informados sobre o que acontece no mundo e respondem bem no trabalho quando são contratados. Nunca me arrependi ao levar em consideração também esse critério”, diz o gerente.

O que dizer de quem pratica esportes. Um ciclista que anda 80 ou 150 km por exemplo precisa desenvolver muitas competências como gerenciar os seus recursos, ele sabe que para confiar no seu equipamento seja nas subidas ou em descidas a 70 km/h precisa de manter a manutenção em dia, precisa conhecer o terreno, o trajeto para poder se planejar como por exemplo qual pressão ideal nos pneus, se leva agasalho de chuva, quais suprimentos e ferramentas levar.

Podemos citar ainda o estilo de vida positivo, o respeito às regras, a disciplina, a perseverança, a liderança, atitude positiva, respeito às diferenças, força de vontade e determinação.

Vamos falar então de pescadores de robalo. Para se pescar esse peixe que é considerado um dos mais esportivos o pescador além de paciência precisa ser muito técnico, saber quais horários o peixe está mais ativo, qual a temperatura da água e pressão atmosférica são as ideais, como trabalhar as iscas para tentar atrair o peixe, ser persistente e perseverante, também tem que administrar os recursos, saber tirar o melhor do equipamento, muitas vezes improvisar, e tudo isso junto ajuda no planejamento (futuro) estratégico que pode resultar no sucesso da pescaria.

Podemos até afirmar que para andar longas distâncias de bike ou pescar robalos a pessoa está apta a ser um gerente de projetos.

Agora ficou fácil, é só achar um gamer esportista roqueiro que goste de pescar robalos e teremos o melhor profissional possível.

É exatamente isso que fazemos quando criticamos o técnico de futebol da nossa seleção, sempre tendemos a querer o jogador do nosso time lá inconscientemente por corporativismo.

Infelizmente algumas empresas tendem a contratar ainda nos dias de hoje uma pessoa indicada, alguém que nem sempre estudou e desenvolveu as competências para o cargo. É claro que podemos desenvolver muitas competências e até mesmo a inteligência emocional de um profissional, mas não seria o caminho mais lógico contratar o melhor para o cargo?

Já outras empresas possuem uma estrutura diferenciada para alocar ou realocar um profissional para usar o melhor das suas competências, disponibilizam opções técnicas ou não…a carreira Y ou W, parece óbvio usar o melhor de cada um e aí todos ganham. Para tal a empresa e o profissional tem que ter uma maturidade muito grande, se o profissional não sabe o que quer e aonde quer chegar e a empresa não sabe ver o que de melhor cada um tem a oferecer não adianta muita coisa.

Uma coisa eu tenho certeza, o corporativismo para alocar ou realocar não é o melhor caminho. Conheço muitos ciclistas displicentes e pescadores impacientes e desorganizados.

[Crédito da Imagem: Corporativismo – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Autor

Analista de Sistemas e Negócios com 20 anos no mercado - Técnico em Processamento de Dados, Tecnólogo em Gestão de TI, Especialista em Gestão Empresarial, Especialista em Contabilidade e Controladoria, Certificado ITIL Foundation pela EXIN e atualmente estudando para a certificação PMP

Carlos E. S. Nunes

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade


Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.