Carreira

Ξ 1 comentário

O cliente de TI está mal acostumado e isso é um bom sinal

publicado por Rafael Bunese

Algo que provavelmente aborrece muitos profissionais de TI é o grau de exigência dos clientes interno nas entregas dos trabalhos.

Muitas vezes aparecem ideias mirabolantes, complicadíssimas e completamente diferentes de qualquer coisa que esteja disponível dentro da organização. A sensação dos especialistas de TI deve muitas vezes ser a de que todo trabalho precisa começar do zero. Definitivamente o tal do Murphy não devia ser da área.

E uso minha experiência pessoal como exemplo. Nós profissionais de marketing somos orientados desde o início a não colocar limite algum na elaboração de um projeto, campanha ou ação. É nosso dever planejar sempre do modo que permita a melhor obtenção dos resultados desejados. E estes objetivos sempre estão relacionados aos ganhos da empresa e benefícios aos clientes. Lamento, mas o objetivo da campanha nunca foi e jamais será o de facilitar a vida do pessoal de TI.

Certa ocasião ouvi a frase “imaginou, dá pra fazer”, e desde então notei que quando o assunto está relacionado a tecnologia, é a mais pura verdade, leve o tempo que levar.

E sobre o tempo, lembrei do surrealismo dos prazos. Não raras são as vezes em que o trabalho é para “ontem”. Até a tática de quebrar os projetos em fases para gradativamente dividir as entregas já está manjada e sendo usada como orgumento em favor dos clientes.

Alguma coisa está fora da ordem?

Os clientes de TI estão cada vez mais dependentes para a realização de qualquer trabalho, tem um o nível de exigência altíssimo e não aceitam o não como resposta. Definitivamente, estão muito mal acostumados.

Baseado nestas conclusões, é minha obrigação de defensor dos clientes dizer a TI está fazendo um bom trabalho. E sobre a pergunta feita dois parágrafos acima, minha conclusão é não.

Alguma coisa está DENTRO da nova ordem mundial.

Não acham?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Rafael Bunese tem pouco mais de dez anos de experiência na área de Marketing e Comunicação. Trabalhou em empresas como SPCOM, TVMED, Hubert, Qualcomm, Suzano e SKY. Graduado em Comunicação pela ESPM, com especialização em Administração de Negócios pelo Insper, é Supervisor de Marketing da Branac e ministra aulas de Comunicação Integrada, Logística, Marketing, Vendas e Atendimento ao Cliente nos cursos livres do Senac. Além de colunista dos blogs TI Especialistas e Trade Inteligente, também é editor do Playful Perspective.

Rafael Bunese

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.