Inteligência Artificial

Ξ 4 comentários

A nova era da computação: Sistemas Cognitivos

publicado por Aline Rodrigheri Ioste

A nova era da computação: Sistemas CognitivosSegundo projeções da IBM as mudanças que estão por vir ao longo destes 10 anos modificarão a maneira que vivemos, trabalhamos e aprendemos. Entraremos em uma nova era da computação, nomeada pela IBM de era dos sistemas cognitivos, onde os computadores simularão os sentidos humanos. O principal objetivo é que os computadores tenham sensações e experiências similares as que temos naturalmente ao ver, sentir e ouvir.

Esta nova era está sendo baseada na cognição, que trata-se do ato ou processo de conhecer, envolver a atenção, percepção, memória, raciocínio, juízo, imaginação, pensamento e linguagem. Nos seres humanos as usamos como um processo pelo qual interagimos com os nossos semelhantes e com o meio que vivemos. Tudo começa com a captação dos sentidos e em seguida a sua percepção. Processamos estes conhecimentos e os registramos em nossa memória e posteriormente as usamos em tomadas de decisões.

Apesar da vasta habilidade que nosso cérebro tem para resolver problemas e se adaptar às novas situações, estudos comprovaram que podemos ser enganados por ele em vários aspectos. Uma delas está relacionada às escolhas, ou seja, se você é enganado de modo a achar que acredita em algo, será capaz de encontrar suas próprias razões para endossar essa opinião. Este efeito foi chamado de “choice blindness” ou cegueira da escolha. Esta pesquisa estava relacionada às opiniões sobre alguns temas e também a gostos, cheiros e escolhas estéticas. Pessoas foram submetidas às escolhas, e estas escolhas foram alteradas, 75% delas não perceberam estas mudanças e ainda foram capazes de endossar suas opiniões em cima destas escolhas alteradas. (Estudo publicado pela revista PLoS ONE).

A ideia é que nos próximos anos sejam desenvolvidas funções capazes de reproduzir os nossos sentidos e que possamos experimentá-los com realismo através da tecnologia.

Estas capacidades nos tornarão mais conscientes e produtivos, nos permitindo a enxergar através de imagens complexas, identificar melhor os sons e acompanhar informações em maior ritmo de processamento. Ajudando-nos a resolver desafios mais complexos, aumentando a nossa percepção acerca de aspectos que nos são naturalmente invisíveis e que através deste aumento possamos tomar decisões mais precisas e assertivas.

Pesquisadores de todo o mundo estão colaborando com avanços relacionados às estas técnicas que ajudarão os computadores a interpretar e entender o mundo em sua volta. Estima-se que os computadores terão percepções similares as dos nossos olhos, braços, bocas, narinas e ouvidos. Estas previsões estão relacionadas aos nossos 5 sentidos: tato, visão, som, cheiro e paladar.

Tato:

Através de dispositivos tecnológicos sentiremos sensações similares as que sentimos ao tocar um objeto fisicamente, sentindo a sua textura, formato e outras características sensíveis ao toque.
A tecnologia aplicada neste caso é a tecnologia sensível Háptica, que é a ciência designada ao toque, dedicada a estudar e a simular a pressão, a textura, a vibração e outras sensações biológicas relacionadas com o toque.

No ramo tecnológico ela já é usada através de vibrações em aeronaves, em consoles de vídeo games, em simuladores, e recentemente nos celulares, tabletes e computadores através da resposta tátil da tela.
Com a finalidade de aumentar esta interação os cientistas estão desenvolvendo aplicativos através de infravermelho e pressão, para simular o toque.

Visão:

Os sistemas reconhecerão o conteúdo de uma imagem similar com que nós as vemos e as interpretamos. Eles as transformarão em dados significativos, viabilizando a sua interpretação através da leitura de cada pixel.
Os sistemas serão capazes de analisar cores, padrões, texturas, extraindo estas informações de registros visuais. Pesquisas apontam que será uma revolução na área da medicina, pois os sistemas serão treinados na busca de anomalias nos exames através de imagens, auxiliando os médicos a detectarem anomalias muito sutis ou quase imperceptíveis, trazendo maior velocidade e precisão nos diagnósticos.

Som:

Os sistemas detectarão os elementos do som, como suas vibrações, frequências e ondas sonoras. Estes elementos serão interpretados e medidos para detectar possíveis perigos, semelhante ao cérebro humano. Partindo destas detecções o sistema formará conclusões baseadas em conhecimentos registrados anteriormente, pois terá a capacidade de reconhecer padrões de sons.

Estes sons detectados através de sensores “escutarão” e medirão os movimentos que serão usados nos alertas de possíveis perigos, como por exemplo, na previsão de desastres naturais. Identificarão conversas analisando sua tonalidade e hesitação, podendo ser muito útil na interação com diferentes culturas, na identificação do nível de stress e até mesmo na interpretação da fala dos bebês através de sistemas mais sofisticados.

Olfato:

Com o avanço da tecnologia relacionado a sensores e os sistemas cognitivos, serão utilizados sensores que aprenderão continuamente. Adaptados a dados coletados terão a capacidade de detectar futuras doenças, analisar odores, biomarcadores e moléculas da respiração de uma pessoa podendo auxiliar no diagnóstico de pacientes.

Esta tecnologia também será usada na agricultura para analisar as condições do solo através do cheiro, identificando suas condições para o cultivo de determinados tipos de alimentos. Estes sensores medirão dados em lugares que não seríamos capazes de medi-los. Identificarão problemas como poluição ajudando os órgãos públicos a identificar problemas potenciais antes que saiam do controle.

Paladar:

Está sendo desenvolvido um sistema de computação que efetivamente experimentará sabores e será usado na criação de receitas inovadoras e mais saborosas.

Ele detalhará para os chefs de cozinha os ingredientes a nível molecular e os unirá com químicas de compostos alimentares, além disso, também fará a unificação com os sabores e cheiros que as pessoas mais preferem.

Este sistema nos ajudará a comer de uma forma mais saudável criando combinações muito saborosas que nos farão desejar os alimentos mais nutritivos. Isso será possível através de um algoritmo que examinará os elementos químicos que estas combinações possuem criando combinações muito mais saborosas ao nosso paladar. Auxiliará também as pessoas com restrições alimentares desenvolvendo combinações saborosas e nutritivas sem que haja os alimentos restritos na sua dieta.

Com todas estas inovações tecnológicas o desafio é tornar a tecnologia onipresente e interconectada às nossas experiências diárias, nos trazendo mais contexto e assertividade nas tomadas de decisões, nos tornando capazes de identificar problemas futuros fazendo com que a tecnologia seja disseminada em nosso dia a dia.

Referências:

IBM: www.ibm.com
Revista Super. Interessante: Como as pessoas funcionam.
WIKIPEDIA, Cognição e Interface Háptica.

[Crédito da imagem: Sistemas Cognitivos – ShutterStock]

  •  
    6
    Shares
  • 6
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Doutoranda em Ciência da Computação no Instituto de Matemática e Estatística- USP. Mestra em Tecnologia da Inteligência e Design Digital - PUC-SP Pós graduada em Engenharia de Software com ênfase em SOA, Graduada em Tecnologia da informação com ênfase em Desenvolvimento de Sistema para Web, pelo Instituto Brasileiro de Tecnologia Avançada - IBTA. Formada em Informática Industrial- CREA. Atuo há mais de dez anos no mercado de tecnologia com foco em análise e desenvolvimento de soluções de TI. Especialista em Arquitetura Orientada a Serviços com experiência em análise, qualidade de software e soluções ágeis.

Aline Rodrigheri Ioste

Comentários

4 Comments

  • Muito interessante e bastante valiosas as informações. Realmente uma nova era da computação está surgindo e transformando as nossas vidas. Parabéns pelo artigo! Excelente!

  • Muito bom! Interessante como a tecnologia já estão tão presente em nossas vidas e as mudanças que estão por vir facilitarão bastante o nosso dia a dia.
    Parabéns Aline! Esse artigo nos mostra de forma clara para onde estamos caminhando e a tendência do futuro.
    🙂

  • Parabéns pelo artigo, muito interessante o avanço destas tecnologias antes inimagináveis para nós. Estou muito orgulhosa por vc Aline.

  • Este artigo é um presente para todos e para o futuro.

    muito muito BOM.

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.