Mercado

Ξ Deixe um comentário

Mercado de distribuição se despede de 2013 com boas expectativas

publicado por Mariano Gordinho

Mercado de distribuição se despede de 2013 com boas expectativas2013 vai chegando ao fim com um crescimento previsto de 2% em relação a 2012 no setor de TI, segundo a 4ª Pesquisa Inédita Setorial e Salarial dos Distribuidores de TI e o 3º Censo de Revendas, da Associação Brasileira dos Distribuidores de Tecnologia da Informação (ABRADISTI).

Foi um ano interessante, com luta e desafios. Incidentes externos tornaram o trabalho do distribuidor mais difícil, como a oscilação do dólar, que chegou a ultrapassar a casa dos R$ 2,40 e somente em outubro começou a estabilizar em torno de R$ 2,30.

A instabilidade da moeda americana compromete o valor real do produto, uma vez que mesmo feito no Brasil, raros são os que não possuem ao menos um componente estrangeiro, o que encarece e torna flutuante o valor do produto, dificultando até mesmo o planejamento de vendas.

Outro ponto foram as manifestações ao longo do ano. Após décadas, o brasileiro voltou às ruas para reivindicar mudanças. A atitude é reflexo do novo perfil global do consumidor: mais crítico, sempre em busca de informações, deixando o emocional de lado. E, esse novo perfil impacta nos comportamentos dos negócios e também no hábito de compra dos próprios consumidores.

Apesar desses fatores, o mercado de distribuição de TI teve um crescimento real em 2013, com faturamento de R$ 13,3 bilhões. Desse total, 74% é referente à venda de Hardwares, 11% software, 1% serviços e 14% de outros produtos, como suprimentos.
Entre janeiro e setembro de 2013 foram importados mais de US$ 203 milhões em suprimentos jato de tinta e US$ 400 milhões em suprimentos laser, que apresentam crescimento de 6% e 20%, respectivamente, em relação ao ano passado.

Os números refletem a necessidade das revendas darem atenção à venda de produtos que estão fora do grande varejo, como os suprimentos. São atualmente mais de 31 mil revendas espalhadas pelo país, que têm ainda os hardwares como carros-chefes, que perderam sete pontos percentuais em relação ao ano passado, enquanto softwares e serviços mantiveram-se nos mesmos patamares.

O ano de 2014 promete muito, acreditamos que somos capazes de repetir com solidez o retrospecto de 2013, e a estimativa é de 7% para 2014. Alguns indícios de que teremos um bom ano são as Eleições, a Copa do Mundo e a queda da pirataria nos principais produtos de TI.

[Crédito da imagem: Crescimento – ShutterStock]

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Mariano Gordinho, Presidente da ABRADISTI

Mariano Gordinho

Comentários

You must be logged in to post a comment.

botão emergência ransomware (1)

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.