Tecnologia Social

Ξ 2 comentários

Introdução ao Marketing em Redes Sociais

publicado por Paulo Carmo

É com enorme prazer que estreamos mais este espaço dentro do portal TI Especialistas, para falarmos sobre temas ligados ao nosso mundo da tecnologia da informação. Esperamos poder compartilhar com os amigos, não só diversos conteúdos sobre temas ligados ao Marketing em Redes Sociais, como também experiências, cases diversos e tendências futuras sobre um assunto que cada vez mais ganha espaço no cenário de TI no Brasil e no mundo, não somente no aspecto pessoal e profissional, como também no âmbito do mundo corporativo das empresas de diversos segmentos.

Estive recentemente na 20ª edição do CIAB / 2010, Congresso Internacional de Automação Bancária, ocorrido entre os dias X e X de Junho de 2010, na capital de São Paulo, onde marcaram presença algumas das grandes instituições financeiras (Privadas e Federais) do Brasil e Exterior, como Banco Itaú, Banco Bradesco, Banco Santander, Banco do Brasil, Nossa Caixa, HSBC, entre outras, também alguns dos maiores CIO’s e Vice-Presidentes de TI do setor financeiro do país, como Alexandre Barros (Itaú), Carlos Trabuco (Bradesco), além de vários Keynote Speakers de renome no cenário mundial, como Nicholas Carr (escritor do artigo “IT doesn’t Matter !”).

No entanto, gostaria aqui de compartilhar com os amigos que, além de muita discussão e apresentação das inúmeras tecnologias relacionadas com automação bancária (mobilidade, m-payment, biometria, realidade aumentada, débito automático via DDA, entre outras) o ponto focal das discussões no evento foi a chamada geração “Y – como lidar” !?

Isto mesmo, aquela geração nascida entre os anos de 1978, 1988, considerada altamente antenada nas novas tecnologias e tendências futuras, sempre em busca de novos modelos de negócios, muito pouco fiel ao modelo de trabalho baseado na era Industrial, onde o chefe ordenava e os funcionários apenas obedeciam e executavam, sem muita lberdade para as normas formas de trabalho baseado em trabalho em equipe, com flexibilidade de horários, utilizando de muita criatividade, liberança e meritocracia (sem falar do tipo SOHO – Service On-Home).

Não são as empresas que entrevistam os futuros profissionais contidos ou não na geração “Y”, mas são os profissionais que questionam as oportunidades de carreira e crescimento profissional, exigem equilíbrio entre vida profissional e pessoal, alertam para as tendências da meritocracia, são empenhados no autodesenvolvimento pessoal e profissional, etc.

Dados estatísticos revelam que esta geração está para assumir, brevemente, os principais postos de comandos e de decisão dentro das empresas, no cenário executivo mundial. Mas o que esta geração tem a ver com o tema aqui presente, as chamadas Redes Sociais !?

Muitos profissionais já se utilizam das diversas Redes Sociais (para muitos Mídias Digitais) atualmente existentes, como por exemplo MSN, Linkedin, Facebook, Plaxo, Sonico, Youtube, Orkut, Twitter, entre outras, cada uma delas focada no seu objetivo próprio de existência. Mas seriam as Redes Sociais apenas mais um modismo (ou mais uma “bolha”) ou seria sim uma tendência a se perpetuar, mesmo não obstante as mudanças e melhorias que sempre ocorrem no dia-a-dia !?

Diversos fatores poderiam ser aqui discutidos na tentativa de entendimento quanto aos fatores que levariam tanto profissionais quanto empresas a não se utilizarem dos benefícios e riscos (falaremos sobre estes aspectos brevemente) das Redes Sociais. Alguns deles certamente estariam ligados ao próprio desconhecimento ou falta de orientação técnica, resistência de alguns CIO’s, inexistência de uma Estratégia de Marketing para este novo canal bem como aspectos ligados à Segurança da Informação, Riscos de Imagem e Privacidade On-Line.

Isto sem contar a baixa qualidade da nossa infraestrutura básica de redes  (3G, EV-DO, WI-FI, WI-MAX, Cabo, etc), atualmente em discussão de modernização via processo de licitação em andamento no alto escalação do poder federal. Poderíamos citar ainda a baixa renda per capita da população brasileira ou mesmo a tão difamada inclusão digital brasileira, bastante incipiente no cenário nacional.
Ou seja, um novo mundo de novas oportunidades, novas técnicas e novas ferramentas se abre ao nosso redor e precisamos nos adaptar à ele, conviver com ele, entendê-lo, e isto inclui lidarmos com a geração “Y” e todas aquelas que por aí virão.

O nosso objetivo neste espaço será trazer sempre uma crítica sincera e honesta sobre o uso adequado da TI, tanto no aspecto pessoal quanto profissional ou empresarial, tentando sempre agregar uma visão de valor ao dia-a-dia das pessoas e das empresas.

Vamos todos juntos nesta … !?

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

- Professor do Curso de Pós-Graduação em "Gestão Estratégica da TI" na Universidade FEI - SP (Campus Tamandaré - Liberdade) nas disciplinas de "Governança de TI" e "Marketing em Redes Sociais". - Consultor Especialista em Governança de TI e Social Media Marketing pela EGV Consultoria (www.egvconsultoria.com.br). - Palestrante em Governança de TI, Social Media e Gestão de Projetos (PMO). Twitter: @pacarmo / @EGVCONSULTORIA Linkedin: http://br.linkedin.com/in/paulocarmo Facebook: http://www.facebook.com/pages/EGV-Consultoria-de-TI/101861886542995?created A EGV Consultoria (@egvconsultoria) atua em projetos de GaaS (Governance as a Service, Gestão de Projetos e PMO, palestras e projetos de Comunicação via Mídias Digitais).

Paulo Carmo

Comentários

2 Comments

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes