Carreira

Ξ Deixe um comentário

Inicio da carreira em TI

publicado por Alexandre Manoel da Silva

Como deve ser o inicio de um jovem na área de TI? Muitos falam que o indivíduo precisa de cursos, faculdade, uma excelente lógica, diploma, graduação, certificação de tudo que é possível e ainda exigem experiência. Mas caímos em um problema que não é exclusivo da área de TI, as empresas querem apenas profissionais já prontos, maduros. Querem profissionais que já estejam habituados com a pressão e que produzam desde o momento em que pisam na empresa. Sabemos que isso é impossível, até mesmo para o profissional mais qualificado. Acabamos em um labirinto sem saída, as empresas querem um profissional pronto, já moldado e preparado para a pressão que virá, mas dificilmente irão conseguir encontrar um jovem com esses requisitos. Qual seria a solução para esse problema?

Voltando ao assunto, o inicio de um programador, deve ser um momento de aprendizado e não de pura cobrança. Esse deve ser o momento em que a empresa deve ensinar seu mais novo empregado a seguir as suas orientações para que o jovem profissional se desenvolva e que tenha um caminho para seguir como meta. Do que adianta um jovem estagiário ser contratado e só levar “porrada”, empresas em geral contratam estagiários e fazem do mesmo algum tipo de faz tudo, onde o mesmo acaba fazendo de tudo um pouco dentro da empresa, menos o que lhe foi falado na entrevista. Com certeza ele não vai durar muito. Nesse momento o jovem desiste de TI, ou acaba achando que não é feito para aquilo. Lemos em diversas mídias que hoje em dia é difícil as empresas contratarem bons profissionais, vemos que os jovens de hoje querem apenas ganhar seus altos salários e não têm comprometimento com os valores das empresas, mas de quem realmente é a culpa?

Agora falando um pouco da minha breve experiência nesse mundo chamado TI, particularmente estou no inicio de minha carreira e atualmente sou estagiário em programação. Estou a caminho do meu quinto mês de empresa e até o presente momento estou em sala de aula simplesmente aprendendo. A própria empresa tem um espaço onde proporciona o treinamento dos atuais estagiários. Esse treinamento tem uma duração media de 600 horas. Posso dizer que quando eu entrei onde estou não sabia programar como hoje, imagina como eu ficaria se já chegasse à empresa para programar, cumprir prazos apertados, realizar todos os procedimentos de documentações, testar o programas, tirar as evidencias de que foram realizados os testes. Quando ingressei não sabia que era preciso tudo isso para programar, depois de um bom tempo apenas de aprendizado posso dizer que tenho uma boa base para seguir em frente.

Claro que não estou dizendo que uma empresa que não oferece um treinamento capacitado para um novo funcionário não seja boa, depende de empresa para empresa. Algumas que não oferecem esse tipo de treinamento têm lideres que são prestativos, que se empenham em ajudar novos empregados e não apenas em cobrar e dar as desculpas de que o projeto esta atrasado antes mesmo de começar, mas essa questão de liderança já é outra historia.

Ai fica a questão, como a empresa deve agir para que um novo integrante recém contratado seja bem aproveitado.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Atualmente trabalho com desenvolvimento de aplicações para mainframes, curso 4º semestre de Engenharia de Computação no centro universitário FIEO (UNIFIEO).

Alexandre Manoel da Silva

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes