Cloud Computing

Ξ Deixe um comentário

Hyper-V no Windows 8

publicado por Fabio Hara

Um dos destaques que podemos citar no Windows 8 é o componente Hyper-V, presente apenas nas edições Enterprise e Pro. O Hyper-V presente basicamente possui as mesmas características e capacidades que o recurso tem no Windows server 2012, e permite que desenvolvedores e profissionais de infraestrutura possam criar máquinas virtuais em seus desktops e facilmente exportar para um servidor com Hyper-V no Windows server 2012. Este recurso vem a substituir o XP Mode, presente no Windows 7 e é importante entender que não tem a mesma funcionalidade (suporte a USB, abrir aplicativos instalados na máquina virtual como se fossem aplicativos locais, etc) e usabilidade se comparadas com a nova versão. O Hyper-V do Windows 8 tem o Hyper-V Manager, igual a edição de servidor, e a interface são praticamente idênticas. Dentre as principais características podemos citar:  Como trata-se de virtualização então é necessário antes de mais nada que o processador suporte instruções de virtualização (Intel-VT ou AMD-V). Você deve verificar na BIOS se tal recurso existe e está habilitado antes de mais nada. O principal requisito técnico envolve a necessidade de se utilizar um processador que suporte o recurso de SLAT (Second Level Address Translation). O processador SLAT é um dos maiores benefícios para servidores de virtualização, pois em síntese permite que a memória alocada de uma máquina virtual acesse diretamente a memória física do Host, sem a necessidade do host de manter uma camada a mais de tradução de memória. Nas edições do Windows Server 2012 e Hyper-V Server não é obrigatório ter um processador SLAT para executar o serviço do Hyper-V, entretanto é extremamente desejável, visto que traz maior desempenho de memória para as máquinas virtuais.

SLAT PARA WINDOWS 8 HYPER-V

Mas qual o motivo do SLAT ser necessário para executar o serviço de Hyper-V no Windows 8? O SLAT é necessário, pois quando um driver de dispositivo ou componente de outro modo kernel faz alocações de memória frequentes usando o conjunto de proteção PAGE_WRITECOMBINE enquanto o Hypervisor está em execução podem ocorrer sobrecargas ao Hypervisor. Quando o gerenciador de memória do kernel aloca memória usando o atributo WRITECOMBINE, o gerenciador de memória do kernel deve liberar o Lookaside Buffer de Tradução de Endereços (TLB) e cache para a página específica. No entanto, quando a função Hyper-V é ativado, o TLB é virtualizado pelo hypervisor. Portanto, cada descarga TLB envia uma interceptação para o hypervisor. Essa interceptação instrui o hypervisor para descarregar a TLB virtual. Isto é uma operação dispendiosa que apresenta um custo à virtualização. Normalmente, este é um evento frequente em cenários de virtualização suportados. No entanto, alguns drivers gráficos de vídeo podem causar esta operação a ocorrer com muita frequência durante determinadas operações. Isso amplia significativamente a sobrecarga no hypervisor. No caso do Windows Server 2012 com recurso de Hyper-V a principal recomendação é que seja utilizado drivers VGA para o servidor, pois causam menor sobrecarga ao Hypervisor. Normalmente a necessidade de ter um driver de vídeo especial ocorre quando você usa um notebook com Windows Server 2012 Hyper-V para fazer apresentações / demos, pois sem um driver de vídeo não é possível (na maior parte dos casos) passar o sinal para a saída de vídeo do notebook. Já em hardware de servidores não há esta necessidade e por isso não há sobrecarga ao Hypervisor. Entretanto máquinas com Windows 8 faz todo sentido utilizar um driver de vídeo especial pois trata-se de uma máquina de trabalho, portanto para não haver prejuízos de desempenho é necessário ter o recurso de SLAT no processador.

COMO POSSO VERIFICAR SE MEU COMPUTADOR SUPORTA SLAT?

Você pode verificar no site do fabricante do seu processador (Intel ou AMD) para saber se o modelo do seu processador suporta SLAT, além de suportar Intel-VT ou AMD-V. Normalmente maquinas com processador da família Core (1°, 2° ou até 3° geração) suportam SLAT. Outra forma mais simples é, mesmo usando Windows 7, execute o comando MSINFO32.EXE e em System Summary verifique o seguinte: Olhando de cima para baixo voce vai ver o item:”Hyper-V Second Level Address Translation = Yes”   Para instalar o Hyper-V basta acessar o Painel de Controle / Program and Features e a seguir selecione Turn Windows Features on or offEste é um ponto de atenção, pois máquinas com hardware mais antigo podem até executar o Windows 8 e ter suporte no processador para o Intel-VT ou AMD-V. Entretanto somente estes requisitos são insuficientes se não houver o SLAT caso queira executar o Hyper-V no Windows 8.

CAPACIDADES DO HYPER-V NO WINDOWS 8

  Mesmo que o Windows 8 tenha o recurso de Hyper-V nem todas as funcionalidades estão disponíveis igual a sua versão no Windows Server 2012. Dentre os recursos que não estão disponíveis podemos citar:   Entretanto outros pontos positivos que o Hyper-V no Windows 8 permite:  Tecnicamente, as mesmas capacidades de máquinas virtuais do Hyper-V no Windows Server 2012 são possíveis no Windows 8 como por exemplo:

  • Até 64 processadores virtuais por máquina virtual
  • Até 1TB de RAM por máquina virtual
  • Etc

Isto torna muito interessante para desenvolvedores e profissionais de infraestrutura realizar testes de máquinas virtuais no seu próprio computador. Praticamente qualquer carga de trabalho de uma máquina virtual pode ser facilmente recriada em ambiente virtual no Hyper-V do Windows 8 e exportada para o Windows Server 2012 Hyper-V.   O que achou deste artigo? Deixe seu feedback!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Compare preços de Uber, 99 e Taxi

Minimum Way

Autor

Um dos primeiros MVPs (Most Valuable Professional) de infraestrutura do Brasil, além de MCTS, MCITP, MCSA, MCSE, MCITP e MCT, com mais de 14 anos de experiência no mercado de infraestrutura de redes Microsoft. Atuou em muitos cases da Microsoft e hoje ocupa a posição de Especialista em Infraestrutura e Virtualização no time de Comunidades Técnicas da Microsoft Brasil. Sua missão é contribuir com os profissionais e comunidades de IT Pros a explorar as funcionalidades e recursos da plataforma Microsoft. Bom, este é o mini-cv formal do Fabio Hara. O mini-cv “informal” do Hara-san (como é mais conhecido) seria: Hara-san costuma jogar partidas lendárias de Gears of War, Call of Duty MW2, Halo:Reach, etc, nas horas de folga com seus amigos. Além disso curte bastante jogar tênis (apesar de jogar mal) e escutar um bom rock anos 80/90. Grande apreciador do Home-brewing, graças aos conhecimentos que foram aprendidos com o Dalai Lama dos Portais Colaborativos Sagrados(Roberval Ranches – mesa). Tambem gosta de treinar Aikidô, e sempre que possível costuma treinar regularmente. Certa vez me perguntaram: “Hara, o que você faz na Microsoft?”. Na epoca eu disse que divulgava novas tecnologias, produtos, etc. Hoje eu posso dizer que não é bem isso. Minha resposta hoje é: “Eu ajudo você com informações e conteúdos que te ajudem a ganhar dinheiro, ser reconhecido e voltar mais cedo para casa para ficar com a sua familia” Site: http://www.fabiohara.com.br/ Twitter: http://Twitter.com/fabiohara Bom, o Hara tambem fez uns videos bacanas no Youtube. Segue alguns deles: Fabio Hara usando Surface – parte 1 Fabio Hara usando o Surface – parte 2 Fabio Hara usando o Surface – parte 3 Fabio Hara usando o Surface – parte 4 final Container do Azure – via Fabio Hara / parte 1 Container do Azure – via Fabio Hara / parte 2

Fabio Hara

Comentários

You must be logged in to post a comment.

Busca

Patrocínio

Publicidade




Siga-nos!

Newsletter: Inscreva-se

Para se inscrever em nossa newsletter preencha o formulário.

Artigos Recentes